Enter your keyword

Plano de Carreira em W: conheça seus benefícios e vantagens

Plano de Carreira em W: conheça seus benefícios e vantagens

Plano de Carreira em W: conheça seus benefícios e vantagens

A retenção de talentos tem sido um dos principais desafios das empresas atualmente. Os melhores profissionais do mercado são bastante criteriosos ao escolher onde pretendem trabalhar, levando em consideração o quanto a organização tem a contribuir com suas carreiras.

Pensando nisso, os modelos tradicionais de ascensão já não são suficientes para atender esse público e o Plano de Carreira em W se torna uma alternativa mais atrativa.

Neste artigo, vamos explicar o que é a Carreira em W, quais as vantagens que ela oferece e para quais tipos de negócios ela é mais adequada e como implementá-la na sua empresa. Ao final, vamos abordar a importância de escolher o modelo de carreira do negócio com sabedoria, para ter mais sucesso.

O que é o Plano de Carreira em W?

O Plano de Carreira em W é o modelo de ascensão de cargos que permite que uma mesma pessoa possa seguir tanto pela vertente técnica quanto pela gerencial, dentro da empresa. Dessa forma, sua carreira pode ser desenvolvida de forma mais abrangente e múltipla.

Para entender melhor o Plano de Carreira em W, é importante saber como ele foi concebido a partir de seus predecessores.

Décadas atrás, a carreira de uma pessoa só poderia evoluir de maneira linear, saindo de uma posição técnica para gerencial em algum ponto do caminho. Na medida em que as relações de trabalho evoluíram, as gerações mais novas começaram a não se encaixar nesse modelo, e surgiu, então, a Carreira em Y, que consiste na oportunidade de escolher entre uma posição técnica ou gerencial.

Recentemente, porém, o perfil dos novos profissionais mudou, gerando uma nova demanda que os modelos em linha e Y não foram capazes de atender. Parte dessas pessoas não se sente plenamente satisfeita em seguir por um caminho e abdicar do outro.

Elas pretendem ter uma carreira mais diversificada, que permita permear ambas as vertentes, aprimorando tanto as habilidades técnicas quanto as de liderança. Dessa forma, a metodologia vem com o intuito de gerar mais possibilidades ao colaborador, permitindo que eles se qualifiquem em diferentes áreas e possam atuar em nichos distintos.

Como funciona a carreira em W?

como-funciona-a-carreira-em-w

O grande diferencial do modelo de carreira em W é, justamente, possibilitar que o colaborador mantenha suas funções de especialista, mas sem abdicar de posições de liderança dentro do negócio. 

Dessa forma, os cargos mais altos nesse modelo são ocupados por profissionais que têm, tanto os conhecimentos técnicos de áreas específicas, quanto as habilidades necessárias para liderar, gerir e administrar a empresa. 

Isso permite muito mais mobilidade interna, já que o profissional pode ser remanejado para outros setores sem perder o nível de cargo que ocupa atualmente. Essa estratégia abre portas tanto para a empresa, quanto para o colaborador, possibilitando um desenvolvimento amplo e a criação de times qualificados e engajados. 

Sendo assim, para que o modelo funcione, é preciso mudar atribuições, requisitos e critérios de seleção do plano de carreira. A estrutura de cargos precisa ser definida a partir dos objetivos da organização para suprir demandas concretas. 

Além disso, a empresa precisa estar disposta a dar oportunidades de qualificação em diversas áreas para seus colaboradores, permitindo atuações em diferentes nichos e possibilitando o crescimento de carreira em vagas distintas. 

Quais os objetivos da carreira em W?

O principal objetivo desse modelo de carreira é criar condições para que a empresa concretize suas metas, dispondo de profissionais que tenham todas as competências necessárias para suprir as demandas existentes. 

Um diretor financeiro, por exemplo, tem entre suas atribuições conduzir planejamentos e gerenciamentos de risco, coordenar processos e pessoas, decidir estratégias de investimento, entre outras funções. Para isso, portanto, ele precisa de muito mais conhecimentos do que uma graduação em economia ou contabilidade pode oferecer.  

Outros objetivos desse tipo de plano de carreira são:

  • Sistematizar a evolução de cargos;
  • Garantir mais produtividade;
  • Potencializar habilidades dos colaboradores;
  • Garantir melhores resultados;
  • Qualificar a mão de obra para cargos de liderança e tomada de decisões. 

Quais as diferenças entre carreira em W e em Y?

Tanto o plano de carreira em Y quanto o em W projetam o crescimento dos colaboradores dentro da empresa ao longo do tempo. Contudo, enquanto o modelo de Y oferece duas vertentes distintas, o modelo em W acredita que uma escolha não invalida a outra. 

No plano de carreira em Y, o profissional opta por seguir um caminho de gestão ou se especializar em sua área de atuação. Assim, quando chega em determinado ponto de desenvolvimento, passa a direcionar todos os novos conhecimentos para a vertente escolhida. 

Já no modelo W, o profissional tem a possibilidade de gerir e continuar buscando conhecimentos técnicos. Dessa forma, ele pode atuar tanto como liderança quanto como liderado, podendo, inclusive, assumir papéis distintos dentro de diferentes projetos na mesma empresa. 

Qual o papel do RH no desenvolvimento da carreira em W?

O desenvolvimento profissional dos colaboradores é um trabalho que deve ser realizado pela empresa e pelo próprio profissional, em conjunto. Quando falamos em carreira em W, no entanto, é preciso entender se essa perspectiva está alinhada com as expectativas e o perfil do colaborador.

Algumas pessoas, por exemplo, não têm nem as habilidades necessárias e nem o desejo de ocupar cargos de liderança. Nesses casos, cabe ao RH entender qual o modelo que funciona para cada profissional e, assim, oferecer ferramentas para que ele percorra sua trajetória de carreira. 

O ideal é que o RH auxilie o colaborador na elaboração de seu plano de carreira, dando apoio, mas sem tirar a autonomia nas escolhas do profissional. Essa liberdade na tomada de decisão fará com que ele se sinta mais satisfeito e motivado por ter estabelecido suas próprias regras. 

Além disso, é papel da gestão de pessoas construir planos de sucessão, organizando funções, cargos e promoção com base nas habilidades necessárias para cada atividade. Dessa forma, o RH mostra aos profissionais quais caminhos eles podem percorrer ao longo de seu desenvolvimento, evitando quebras de expectativas que podem tornar o time desmotivado. 


Como estruturar e implementar o plano de carreira em W?

Você já entendeu o que é o plano de carreira em W e como ele funciona. Mas como implementar, no cotidiano, esse modelo de trabalho dentro das empresas? A seguir, listamos algumas boas práticas que podem auxiliar, confira. 

Conheça o perfil dos colaboradores

Entender o perfil dos colaboradores do seu negócio é essencial para uma gestão de pessoas eficiente. Mapeando como cada profissional se comporta, você pode prever reações e ter insights antecipados, que ajudarão a definir o modelo de plano de carreira a ser oferecido. 

Entender esse perfil também ajudará o RH em uma comunicação interna mais efetiva e no acompanhamento do desenvolvimento individual dos talentos. É importante lembrar que as pessoas são diferentes, portanto, nem tudo o que funciona para algumas, funcionará para todas. 

>> Leitura recomendada: Como fazer um PDI e implementá-lo na sua empresa?

Determine para quais setores o modelo faz sentido

Nem todos os setores da empresa suportam o modelo de carreira em W, por isso, antes de iniciar qualquer processo de implementação, é importante realizar um estudo aprofundado sobre cada departamento e suas atribuições, além de realizar testes. 

Por exemplo, imagine que sua organização conta com um departamento pequeno, como o almoxarifado. O setor tem funções limitadas e um baixo número de funcionários, com somente 3 ou 4 colaboradores. Nesse cenário, o plano de carreira em Y faz muito mais sentido do que o em W.

Integre a carreira em W na cultura organizacional

Para que os colaboradores tenham aderência à metodologia, é essencial que ela componha a cultura organizacional da empresa. Assim, o time de RH e os gestores precisam mostrar que essa possibilidade de transitar entre funções é parte da visão do negócio. 

Além disso, é importante implementar uma cultura de aprendizado, para que os profissionais possam aperfeiçoar habilidades e competências, se sentindo seguros e preparados para assumir diferentes posições. A carreira em W deve fazer parte da cultura não só no papel, ela precisa ser comunicada e incentivada no dia a dia do negócio. 

Comunique os times

Os canais de comunicação também são importantes ferramentas na implementação da carreira em W. Isso porque eles garantem que todos os colaboradores estejam na mesma página e entendam suas possibilidades de crescimento e desenvolvimento profissional. 

Assim, é importante que o RH estabeleça canais abertos de diálogo e implemente ferramentas como feedbacks e avaliações de desempenho. Com essas soluções, os profissionais estarão mais próximos de seus gestores para, juntos, traçarem planos de desenvolvimento profissionais focados em habilidades gerenciais e técnicas. 

>> Leitura recomendada: Feedback positivo x negativo: como ser mais assertivo

Estabeleça metas

As metas e objetivos são importantes na criação de um plano de desenvolvimento profissional. Assim o RH e os gestores precisam definir a hierarquia e as condições para promoções e sucessões. 

Tudo deve ser o mais transparente possível para que todo o time saiba quais competências precisa dominar e consiga conciliar ambições e expectativas sem se frustrar ou perder a motivação. 

Incentive a gestão colaborativa

Outra dica para que a implementação do plano de carreira em W dê resultados é uma gestão colaborativa. Líderes e colaboradores devem trabalhar lado a lado, com flexibilidade e cooperativismo. 

Lembre-se que, nesse modelo, o mesmo profissional pode ocupar cargos de liderança e de liderado ao mesmo tempo. Dessa forma, é essencial valorizar todas as posições da mesma forma, prezando por uma gestão colaborativa e por uma vertente mais horizontalizada.

Quais são os benefícios de se implantar esta metodologia?

beneficios-metodologia-em-w

A implementação do Plano de Carreira em W traz benefícios para ambos os lados envolvidos. A seguir, vamos entender melhor quais são essas vantagens para os colaboradores e para a empresa.

Benefícios para o colaborador

Do ponto de vista dos colaboradores, esse modelo promove mais diversidade de opções para a carreira de cada um. Em um mesmo período de tempo, um profissional pode ser o responsável por um time em um projeto e um especialista técnico em outro, respondendo a outro gestor.

Além disso, esse modelo ajuda a reduzir gaps de competência, possibilitando que o colaborador tenha contato com diferentes áreas e rotinas, desenvolvendo habilidades importantes para ocupar cargos distintos. 

Essa cultura de aprendizado constante faz com que o trabalhador não fique estagnado em sua carreira, buscando sempre novos desafios e sendo diariamente estimulado a adquirir novos conhecimentos. 

Tudo isso gera um sentimento de satisfação pessoal e profissional, o que contribui para a motivação do indivíduo e faz com que ele seja mais produtivo e reconhecido dentro da organização. 

Benefícios para a organização

Já do ponto de vista da empresa, existe um ganho em mobilidade de funções, o que aumenta a flexibilidade no atendimento a projetos e clientes diversificados.

Além disso, como já mencionamos, a satisfação dos colaboradores gera motivação e engajamento, que têm como principal consequência um aumento na produtividade dos times e na retenção de talentos.

Ao permitir e incentivar o colaborador a desenvolver diferentes habilidades, a empresa também garante que os profissionais estejam capacitados para assumir cargos mais complexos, reduzindo custos com contratações e treinamentos de profissionais de fora.

Outra vantagem do modelo é que a empresa contará com profissionais de visão mais ampla, capacitados para lidar com questões complexas e para tomar decisões com autonomia e estratégia. Trabalhadores preparados e com visão sistêmica, também são mais seguros para contribuir com a organização de forma inovadora e criativa.

A quais tipos de negócio a Carreira em W é aplicável?

A Carreira em W é a mais recente, mas pode não ser a mais adequada para todo mundo. É importante compreender que nem todas as empresas têm o perfil ideal para seguir por esse modelo de carreira, e não há problema algum nisso. Normalmente, negócios relacionados à tecnologia são mais aderentes a essa metodologia por sua alta demanda de projetos. 

Uma forma de verificar isso em sua organização é por meio da análise do Plano de Cargos e Salários. Em uma Carreira em W é preciso que os cargos que mesclam as habilidades técnicas com as gerenciais tenham essa particularidade em suas descrições e que isso reflita nas remunerações atribuídas a eles.

Se nenhum cargo traz essas características e a empresa não sente falta de alguém que cumpra esse papel, então os modelos em linha ou em Y podem ser os mais indicados.


Principais exemplos de carreira em W

Como vimos, a carreira em W consiste em profissionais multifuncionais, que conseguem tanto realizar tarefas e processos técnicos, quanto comandar e delegar funções para seus subordinados. 

Um exemplo seria o gerente de projeto, um profissional que precisa ser especialista em suas atividades, mas que pode comandar equipes em projetos pontuais. 

Outro exemplo prático é o gerente de marketing. Muitas vezes, esse tipo de profissional comanda a elaboração de campanhas, realizando processos internos e delegando atividades para o resto do time.

Por que é importante escolher bem o tipo de plano de carreira da empresa?

Como mencionado no início deste artigo, a concorrência pelos melhores talentos do mercado está cada dia mais acirrada. Para se tornarem atrativas e se destacarem entre os concorrentes, as empresas precisam oferecer algum diferencial, algo que faça com que as pessoas percebam uma vantagem real e relevante em se tornar parte do time.

A escolha do tipo de Plano de Carreira deve ser muito bem pensada, para refletir o que a organização realmente deseja de seus colaboradores. Dessa forma, a seleção dos profissionais se torna mais precisa.

Como vimos, o Plano de Carreira em W proporciona muitos benefícios para os profissionais e para o negócio. Para aqueles que atuam diretamente com projetos e implementações, esse modelo pode ser o mais adequado a ser adotado.

Então, analise a sua situação e veja se essa não é a oportunidade que faltava para desenvolver na sua empresa. Qualquer dúvida, deixe um comentário abaixo para continuarmos esta conversa. 😉

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.