Enter your keyword

Saiba como estabelecer metas na empresa que possam ser cumpridas

Saiba como estabelecer metas na empresa que possam ser cumpridas

Saiba como estabelecer metas na empresa que possam ser cumpridas

Saber como estabelecer metas é fundamental para todos que buscam se desenvolver e alcançar um lugar de destaque no mercado. Para as organizações, é importante ter cuidado na elaboração de metas para considerar a humanização dos colaboradores, não os sobrecarregar e ainda mantê-los engajados e produtivos.

Essa é uma tarefa desafiadora para alguns gestores. Por isso, elaboramos este conteúdo para compartilhar algumas dicas de como traçar metas eficientes para o seu negócio – confira:

O que são metas?

As metas representam patamares específicos que precisam ser alcançados dentro de um espaço de tempo. Geralmente, estão encaixadas dentro de objetivos maiores e mais amplos.

Mais adiante no texto, vamos entrar nos detalhes que diferenciam os dois conceitos. Por hora, é preciso estar claro que as metas tendem a ser quantificáveis em seus resultados. Isso porque funcionam como a representação de um ponto que precisa ser atingido pelo colaborador, departamento ou toda a empresa.

As metas precisam ter condições claras para sua realização. Uma organização que precisava crescer 15% no trimestre, por exemplo, não vai ter cumprido sua meta mesmo que consiga alcançar esses números depois de quatro meses.

Por meio desse caso hipotético, podemos entender o quanto as metas estão circunscritas pelo contexto de tempo (o trimestre) e espaço (a empresa).

Seja qual for a natureza da meta, é essencial estabelecê-la de maneira praticável, ou seja, com condições para que possam ser cumpridas.

Metas, tarefas e objetivos

Quando falamos em metas, é preciso entender que elas não aparecem sem contexto na rotina de gestão. Por isso, muita gente acaba confundindo o que é objetivo, meta e tarefa.

Tudo começa pelo objetivo. Ele nos dá um direcionamento para onde devemos seguir, o que a organização deseja conquistar. Podemos ter como objetivo aumentar as vendas, por exemplo. 

A partir disso, vamos estabelecer as metas de maneira a quantificar e detalhar o objetivo. Ainda no exemplo, podemos estabelecer que a empresa precisa aumentar as vendas em 20% até o fim do ano.

Por fim, as tarefas nada mais são do que as ações que precisam ser realizadas para dar conta da meta. Elas fazem parte do plano de ação que garante que estamos, de fato, caminhando para alcançar o objetivo.

As metas no ambiente profissional

Na vida, é importante ter metas e objetivos. Eles nos ajudam a entender se estamos caminhando no sentido certo para alcançar nossas ambições.

No ambiente profissional, as metas descrevem os objetivos da organização e precisam ser compartilhadas por todos os colaboradores. Por outro lado, as metas pessoais são particulares de cada um e nos orientam sobre o tipo de pessoa que queremos ser e os planos que desejamos concretizar no médio e longo prazo.

Qual a importância de trabalhar com metas?

qual-a-importancia-de-trabalhar-com-metas

Toda organização depende da existência de um planejamento para garantir sua evolução. Nele, começamos analisando as potências e os valores da empresa para estabelecer uma visão de onde ela quer chegar.

O planejamento nos dá um norte sobre o caminho para o qual devemos seguir em nossas ações. Mas, não nos aponta os métodos e as ferramentas necessárias para chegar até lá – esse é o papel das metas.

>> Leitura recomendada: Saiba o que é planejamento orçamentário e seus benefícios

Como vimos, as metas quantificam os objetivos e dão materialidade a ambições que podem ser bem amplas, como apenas “vender mais”. Mais quanto? E quando queremos observar esse crescimento? Essas são apenas algumas das perguntas pertinentes que o desenvolvimento apropriado das metas precisa responder.

Quando não investimos um tempo no planejamento estratégico, fica muito mais difícil direcionar os esforços e conquistar os objetivos. Assim, a visão da empresa se torna um sonho cada vez mais distante.

A definição das metas pode ser uma tarefa desafiadora para quem não está acostumado. Muitas vezes não sabemos por onde começar. Em outras, há dificuldade de compreender o que são metas praticáveis e que podem ser cumpridas dentro do contexto. Mais adiante nesse texto você encontra algumas dicas práticas para vencer esses obstáculos.

As vantagens de trabalhar com metas

A importância de trabalhar com metas é real e se comprova pelos efeitos positivos para a organização que as incorpora em seu planejamento. Confira algumas das vantagens que podemos citar.

Mais assertividade

As metas orientam o trabalho de maneira definitiva, propondo parâmetros e prazos específicos para verificarmos a evolução dos negócios. Dessa forma, tornam a gestão muito mais assertiva.

Sempre que precisar tomar uma decisão, o líder pode recorrer aos objetivos e metas previamente estabelecidos. Elas funcionam como uma “cola” do que é a resposta correta para o que a organização almeja. Assim, escolhemos de maneira assertiva para garantir que a visão dos negócios será alcançada.

Senso de prioridade

Outro ponto importante das metas é que elas nos ajudam a compor um senso de prioridades mais preciso. Intrinsecamente relacionadas aos objetivos, nos revelam o que está no cerne da organização.

Assim, podemos priorizar as ações de acordo com aquilo que está posto no planejamento. As tarefas que estão ligadas com metas são prioridade e devem sempre ser mantidas no radar para que os objetivos não escapem do horizonte.

Mais produtividade

Uma função importante das metas é ajudar na organização das tarefas da pauta, orientando o trabalho do dia, da semana e até mesmo do mês. Esse planejamento antecipado garante uma gestão mais eficiente do tempo, que por sua vez resulta em mais produtividade.

Ao agendar as atividades com antecedência, podemos nos certificar de que não há sobrecarga de trabalho nem excesso de tempo ocioso. Ainda, conseguimos mensurar melhor o tempo que cada atividade toma para nos programar com ainda mais precisão no futuro.

Trabalho em equipe

Não é só no nível individual que a adoção de metas traz vantagens. No âmbito coletivo, também fica muito mais fácil garantir sincronia entre os colaboradores. Isso porque todos sabem o que esperar da organização: os objetivos gerais orientam as metas que, por sua vez, influenciam nas tarefas.

Mais alinhado sobre o que importa, o time passa a trabalhar melhor, de maneira mais colaborativa e com menos ruído.

Comunicação e transparência

Por último, mas, não menos importante, a comunicação e a transparência também são uma consequência feliz aqui. Ao trabalhar orientados por metas, nos voltamos aos valores e objetivos da organização como referência. Quando isso é desdobrado em tarefas do dia a dia, fica muito transparente qual é o papel de cada um para o todo. A comunicação ganha com todos engajados para conquistar as metas coletivas. 

>> Leitura recomendada: Feedback positivo x negativo: como ser mais assertivo

3 tipos de meta

As metas de uma empresa podem ser diversas. Tudo depende das necessidades verificadas e dos objetivos do planejamento. Obviamente, uma mesma organização deve conviver com diferentes metas, cada uma buscando atender um aspecto dentre os objetivos.

Na hora de definir as suas, é importante conhecer os tipos diferentes que existem.

Meta baseada em resultado

Primeiro, podemos citar a meta baseada em resultado. Elas são determinadas a partir daquilo que é mais importante para a empresa no momento. São específicas sobre um determinado produto ou projeto e nos indicam os resultados que devem ser perseguidos.

Nesse sentido, podemos pensar numa meta hipotética onde a empresa deseja aumentar as vendas de um produto X em 20%, no período dois meses. Aqui, definimos de maneira clara qual o resultado almejado e o prazo esperado.

Meta baseada em desempenho

As metas baseadas no desempenho não apontam diretamente para o objetivo, como no caso do tipo anterior. Podemos entender esse grupo como um degrau necessário para atingirmos as metas de resultado que são principais.

Ainda dentro do exemplo, a gestão deve se perguntar o que precisa ser feito para ter um crescimento de 20% nas vendas dentro do período sugerido. Após investigação interna, foi verificado que as taxas de conversão de oportunidades em vendas são o problema. Por isso, a meta de desempenho é aumentar de 20% para 30% o número de vendas feitas a partir desses contatos.


Meta baseada em processo

Por último, temos as metas baseadas em processo. Esse tipo não fala sobre o resultado nem o desempenho, mas, sobre o processo necessário para chegarmos lá. De maneira hierárquica, as metas de processo ajudam a realizar as metas de desempenho e, por consequência, as metas de resultado (principais).

Dentro do nosso caso hipotético, um exemplo de meta de processo seria realizar dois treinamentos com a equipe de atendimento e vendas nos próximos 30 dias. Dessa forma, aumentaríamos a conversão de oportunidades para atingir a meta principal de 20% mais vendas no produto.

Como definir suas metas

Muita gente ainda tem dúvidas na hora de definir as metas para a organização. Se você é uma dessas pessoas, então saiba que veio ao lugar certo. Abaixo, apresentamos algumas dicas práticas para que você também possa definir suas metas de maneira assertiva.

Defina um objetivo

É necessário estabelecer um objetivo, já que isso contribui para o comprometimento de todos os envolvidos nos processos da companhia. Uma boa ideia é registrar e compartilhar o objetivo em local de destaque, para que todos possam ter acesso fácil sempre que preciso.

Crie metas de curto, médio e longo prazo

Para manter o engajamento, é primordial que existam metas mais simples de alcançar, enquanto se está na trajetória de um plano mais desafiador – lembre-se aqui da hierarquia dos tipos de meta. As pequenas conquistas são o combustível ideal para que a equipe continue no caminho do aperfeiçoamento e sucessos contínuos.

Estabeleça metas conforme as responsabilidades

Não estipule metas diferentes para colaboradores com a mesma função, tendo em vista que isso pode gerar conflitos internos para a companhia. Procure definir metas compatíveis com o perfil de cada time e departamento. Isso fará com que todos trabalhem em conjunto e não como competidores buscando a melhor colocação.

É necessário promover o trabalho em equipe e a cooperação mútua. Dessa forma, fica claro que delegar mais responsabilidade a um funcionário do que a outro da mesma equipe não é a melhor alternativa.

Seja claro ao expor as metas

Uma outra dica para estabelecer metas na empresa é mostrar clareza sobre o que se espera do time. Isso evita diversos conflitos, já que cada trabalhador vai entender a demanda da forma que deve ser, sem afetar a comunicação.


Não há dúvidas de que é preciso ser claro e objetivo ao explicar as metas, dizendo o que se espera dos colaboradores e quais são as ações a serem colocadas em prática para se chegar no resultado.

Conte com a participação dos funcionários

É muito importante que os colaboradores participem da definição das metas, contribuindo para que elas sejam praticáveis e com boa possibilidade de resposta.

Além disso, é necessário levar em conta que eles são os responsáveis pela realização do projeto, então, nada mais justo que participem da criação e que exponham seus potenciais e limitações.

Evite conflitos no cumprimento das metas

É preciso estabelecer metas de maneira a não provocar rivalidade entre funcionários e, sim, a colaboração. A competição não saudável acaba fazendo com que cada integrante da equipe procure trabalhar individualmente, sem ajudar os colegas e, muitas vezes, prejudicando o desempenho do outro.

Deixe claro que a vitória de um contribui para o êxito do outro. Assim, todos estarão engajados a se apoiarem e a conquistarem juntos as metas propostas.

Controle os prazos

Fique atento ao cronograma criado e não perca o controle do projeto devido à necessidade de execução de outras atividades. Essa fase é essencial, já que é muito comum que um time elabore um ótimo planejamento, no entanto, não o coloca em prática de forma adequada, devido à rotina corrida dentro da empresa.

Devemos tornar efetiva a necessidade de agir e, quem sabe, fazer uma pequena celebração a cada meta cumprida. Dessa forma, os colaboradores ficarão motivados a cumprir os prazos combinados.

Promova o comprometimento dos funcionários

Interligue o sucesso do negócio ao comprometimento e à atuação do time, incentivando a execução de tarefas em equipe e oferecendo prêmios aos que contribuírem para o alcance de bons resultados para a organização.

Ferramentas para te auxiliar com as metas

ferramentas-para-te-auxiliar-com-as-metas

Para te ajudar na tarefa de criar e monitorar as metas, existem algumas ferramentas bastante úteis. Abaixo, separamos três delas, cada uma indicada para um momento. 

Método SMART

A sigla SMART representa as seguintes palavras em inglês: Specific, Mensurable, Achievable, Realistic e Time-based. Essa é uma ferramenta que pode ser extremamente útil durante a definição das metas.

S- Specific (Seja específico)

Ao estabelecer as metas para a empresa, é importante ser específico. Os propósitos devem ser claros, por isso, estipule algo como “dentro de 12 meses quero alavancar as vendas do produto X em 20%”. Para que isso aconteça, vamos investir a quantia de “Y” em ações de marketing e estratégias digitais. Desdobrando o objetivo em metas e tarefas, o resultado fica mais tangível.

M- Measurable (Determine objetivos mensuráveis)

Para atingir uma meta, você deve acompanhá-la de perto. Então, mensure os resultados dos esforços feitos com frequência e verifique se está no caminho certo. Pode ser que seja necessário mudar de estratégia. 

Vale também ficar atento à situação financeira e patrimonial da organização. Por exemplo, caso o planejamento contemple uma nova filial, é importante avaliar os riscos. Projete cenários ao longo do tempo, elaborando três possibilidades: uma visão otimista dos resultados, uma neutra e outra péssima. Desse modo, é possível minimizar alguns percalços.

A – Achievable (Defina metas atingíveis)

É primordial ser realista. As metas precisam ser factíveis, caso contrário, poderão se constituir como fontes de frustrações para a equipe.

R – Realistic (Seja relevante)

A meta definida gera impacto para o negócio? Está alinhada aos propósitos e valores da organização? Essa relevância é essencial para que em momentos desafiadores a equipe não se desanime e continue a lutar para alcançar os resultados pactuados.

T – Time-based (Estipule um prazo)

Qual foi o tempo estabelecido para bater a meta? Sem um período bem definido, a equipe corre o risco de procrastinar e deixar para realizar as tarefas depois. Além disso, objetivos sem prazo acabam se tornando desinteressantes. Mas atenção: caso não consiga atender suas expectativas, não desanime. Essa é a hora de entender o que não deu certo e refazer os planos, com novas medidas e pretensões.

Folha de verificação e checklist

Tanto a folha de verificação quanto o checklist são ferramentas importantes para o controle das atividades. Com origem na gestão da qualidade, ambas nos ajudam a relacionar e acompanhar o andamento das tarefas.

As folhas de verificação são planilhas ou tabelas que facilitam a coleta de dados. O checklist, por outro lado, funciona como uma lista onde o profissional assinala quando cada tarefa é entregue.

Ferramentas de produtividade

Dentro do mundo corporativo, pode ser difícil acompanhar o que cada colaborador está fazendo. Isso é muito importante para entender se existe sobrecarga ou ociosidade.

Hoje em dia, esse trabalho da gestão ganha muito com o uso de ferramentas de produtividade como Runrun.it e Asana. Com elas, é possível delegar tarefas, acompanhar resultados e verificar a taxa de ocupação da equipe e automatizar relatórios.

Como é possível analisar os resultados obtidos e propor melhorias por meio deles?

Fazer um acompanhamento dos avanços e vitórias é essencial para a motivação e organização de todos os membros envolvidos no projeto. Sempre que identificar que está perdendo o controle da situação, pare e retorne ao ponto necessário.

É primordial estar atento a todos os detalhes, já que são eles que vão proporcionar a força e confiança apropriada para se direcionar as conquistas.

Um outro ponto muito importante é revisar com frequência todas as metas, considerando que no decorrer do processo alguma deixe de fazer sentido e, dessa forma, precise ser redesenhada, conforme os novos desafios.

Nesse caso, é imprescindível que consiga ter equilíbrio para estipular metas grandes, mas com o pé no chão. Os objetivos de uma empresa que busca se destacar precisam ser ousados, mas, também realistas.

Agora que você já sabe como estabelecer metas, aproveite para colocar as dicas apresentadas em prática junto com a sua equipe, para propiciar um crescimento saudável do negócio, tornando-o muito mais competitivo no mercado.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para seguir nossa página no Facebook e ficar por dentro das nossas publicações e compartilhamentos!

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.