Enter your keyword

Saiba diferenciar as funções do RH com as do departamento pessoal

Saiba diferenciar as funções do RH com as do departamento pessoal

Saiba diferenciar as funções do RH com as do departamento pessoal

Quando o assunto é gestão de pessoas, muitos ainda têm dúvidas sobre o que são funções do RH e o que compete ao departamento pessoal (DP). Por mais que ambos os setores trabalhem de maneira complementar, existem alguns aspectos que diferenciam um do outro.

Nesse artigo, abordaremos com mais detalhes as competências de cada setor e daremos dicas importantes para você estruturar o setor de RH em sua empresa.

Qual a diferença entre as funções do RH e do departamento pessoal?

Existem alguns pontos básicos que nos orientam sobre as diferenças entre as atribuições do RH e do departamento pessoal. 

De maneira abreviada, podemos dizer que o RH trabalha com foco na estratégia da gestão de pessoas. Isso significa, identificar necessidades e planejar melhorias. O departamento pessoal, por outro lado, cuida dos aspectos burocráticos dos recursos humanos. Ele garante a legalidade durante todo o desenvolvimento do plano de ação.

Funções dos Recursos Humanos

O setor de recursos humanos é a área da empresa que trabalha para construir boas relações de trabalho. Dentre os desafios do RH, está a necessidade de atrair e reter profissionais talentosos para o quadro de funcionários. 

Suas ações se organizam no sentido de otimizar os processos e desenvolver os profissionais da equipe de maneira coesa. A área cuida ainda para manter alta a moral das equipes, por meio de ações de engajamento.

Funções do Departamento Pessoal

Para o departamento pessoal, a prioridade do trabalho é suprir as necessidades da empresa para garantir que a produção continue de maneira fluida e contínua. Seu trabalho, então, foca em garantir regularidade para os processos.

É deles a responsabilidade de operacionalizar contratações, promoções, desligamentos, elaboração da folha de pagamento e garantir a concessão de todos os benefícios acordados em contrato. O departamento trabalha de forma a garantir que todas as ações do RH estejam de acordo com a legislação trabalhista vigente e aplicável.

Como montar seu departamento de RH

Para ter bons resultados em sua gestão de pessoas, é preciso ser criterioso na composição do departamento responsável. Existem alguns pontos importantes que toda empresa precisa observar se deseja ter sucesso em seu trato com os recursos humanos.

Agora que você já sabe qual é a diferença entre RH e DP, podemos avançar para dicas práticas sobre como montar seu departamento.

Planejamento estratégico

O primeiro ponto para começar a organizar seu RH é pensar na composição do time, a partir de uma perspectiva estratégica. O planejamento é a única coisa que permite um desenvolvimento direcionado para as metas da organização.

Ao construir um RH estratégico, temos mais base para tomar nossas decisões. Com foco no objetivo final, organizamos a produção de forma a atender as necessidades específicas da empresa. Em outras palavras, conseguimos direcionar os esforços mais facilmente, a partir da estratégia.

Gestão Estratégica de RH

Otimização de processos

O que se segue do planejamento é uma oportunidade para estruturar os processos internos para as demandas reais da empresa.

A otimização é um passo importante de um RH em formação. Precisamos estudar e desenhar os fluxos de informação da maneira mais econômica – em tempo e recursos – possível. Quando os processos estão otimizados, fica mais fácil contratar de maneira assertiva.

Escolha as melhores ferramentas

Na hora de montar seu RH, não tenha medo de apostar na tecnologia. Muitos diretores ainda fogem das ferramentas digitais por estarem acostumados aos métodos tradicionais. Isso é um equívoco.

A tecnologia pode e deve ser utilizada para garantir um trabalho menos penoso e mais eficiente. Hoje, a automatização cumpre muito do que antes precisava ser feito manualmente. Assim, liberamos os profissionais para se dedicar a outras funções do RH, menos mecânicas e que exigem mais do pensamento crítico. 

Defina as políticas internas

Muito se fala sobre políticas internas, mas, muitas empresas carecem de um registro formal do que é regra na companhia. Por isso, incluímos esse item como parte da montagem de um RH.

Estabelecidas as regras internas da organização, elas precisam ser registradas em documento oficial. Estamos falando aqui de um regulamento com todas as normas de conduta e boas práticas. Também é importante registrar os fluxos de trabalho, as ferramentas adotadas, a política salarial, os procedimentos, entre outros.

O regulamento com as políticas internas deve ser posteriormente disponibilizado para os funcionários.

Alocação de especialistas

A essa altura, a gestão de pessoas já está meio caminho andado em sua estruturação dos objetivos e necessidades da marca. Já desenhamos os processos de maneira otimizada e definimos as metas. Em seguida, podemos começar a contratar os colaboradores.

Para ter bons resultados, é essencial que o recrutamento seja feito com base nas demandas verificadas. A contratação precisa considerar as especialidades de cada cargo para alocar profissionais adequados em todos os níveis.

Invista em ações de engajamento

O engajamento é parte fundamental de uma boa gestão de pessoas. Mas, antes que possa contagiar o restante da empresa, é preciso garantir que o time do RH também esteja contagiado.

Por isso, investir em ações de motivação e alinhamento dentre os profissionais é essencial durante a estruturação do seu departamento. Os colaboradores contratados para cuidar das equipes precisam estar cientes das políticas internas e motivados para fazer a diferença.


Treinamento e capacitação

Em alguns casos, a empresa não consegue contratar perfis que atendam perfeitamente a todas as suas necessidades. Em outros, novas técnicas e métodos surgem no mercado e precisam ser incorporadas ao modo de produção.

Seja qual for o seu caso, saiba que é importante investir em treinamento e capacitação também para as equipes do RH. Ofereça sempre as melhores formações para seus funcionários, pois esse investimento eventualmente retorna em melhores resultados.

Novidades e tendências para a gestão de pessoas

O mercado está cada vez mais dinâmico. A diversidade de modelos e ferramentas aumenta quase que diariamente. Dentro desse contexto, é importante manter-se atualizado para garantir o melhor para sua gestão de pessoas.

Abaixo, apresentamos algumas das principais novidades e tendências do mercado.

Foco no colaborador

Os recursos humanos, de maneira geral, passam hoje por mudanças estruturais que propõem novas formas de enxergar o trabalho. Dentro dessa nova realidade de mercado, existe uma demanda por uma gestão que se estrutura a partir das necessidades do colaborador.

Esse modelo de gestão não é apenas mais humano, mas, também mais eficiente quando olhamos para os números. Um RH que trabalha com foco no trabalhador tem mais facilidade para reter os talentos, pois ouve e considera as opiniões de todos. 

Recrutamento com Inteligência Artificial (IA)

Nem todo processo de RH precisa ser feito de maneira manual, como era no passado. A tecnologia tem muito a oferecer para a gestão de pessoas.

Dentre as soluções possíveis, destacamos o uso de IA nos processos seletivos. Podemos adotar essa tecnologia mais facilmente nas primeiras triagens. Quando bem configurado, o sistema é capaz de identificar os candidatos mais adequados para a vaga e destacar os perfis em relatório. Assim, o responsável pela contratação pode focar nos currículos mais relevantes.

Experiência do profissional

Parte do trabalho para garantir foco no trabalhador passa por construir uma boa experiência no processo seletivo. Esse é o ponto de partida para um relacionamento que, se tudo der certo, vai durar anos. É preciso começar com o pé direito.

Para além do recrutamento, uma boa experiência do profissional inclui o cuidado com o desenvolvimento profissional, remuneração e benefícios compatíveis, bom clima organizacional e ferramentas de comunicação transparentes.

RH Mobile

O período pandêmico mudou muito a forma como trabalhamos e nos relacionamos uns com os outros no ambiente de trabalho. Muitas empresas passaram a operar no regime de teletrabalho no começo de 2020 e permaneceram assim desde então.

Dentro desse novo contexto, é importante que a gestão se adapte às novas demandas. O RH mobile é justamente a tendência que fala sobre as adaptações necessárias para compreender o trabalho remoto. Suas ações começam ainda no recrutamento com a divulgação de vagas em aplicativos e redes corporativas. Dentro da rotina de trabalho, a incorporação de ferramentas digitais para compartilhar arquivos e informações dá o tom de que o escritório pode operar a partir de qualquer lugar.

Formação de líderes

Conforme a empresa avança e constrói sua história no mercado, é importante que o RH esteja atento à formação de líderes. O planejamento estratégico precisa ser feito para garantir boas condições para prosperar no presente e no futuro.

Dentro das organizações, os líderes têm papel essencial para guiar os colaboradores rumo a alta performance. Isso fica ainda mais evidente em um cenário extremamente competitivo. É preciso investir em capacitações para quem lidera hoje, mas, também preparar os líderes do futuro. O planejamento estratégico deve ser feito para garantir boas condições para prosperar no presente e no futuro.

>> Leitura recomendada: [E-book] Guia para construir uma equipe de alta performance

5 vantagens de ter seu setor de RH bem-estruturado

Quando você compreende as funções do RH fica mais fácil montar o seu departamento. Seguindo nossas recomendações, você também pode ter uma gestão de pessoas bem-estruturada. 

Confira abaixo algumas das principais vantagens que sua empresa vai observar nesse cenário.

1) Políticas internas alinhadas aos objetivos

Uma das primeiras vantagens de ter um RH bem-estruturado é que isso permite um maior alinhamento das políticas internas com os objetivos da organização. Quando trabalhamos de maneira estratégica, temos tempo para decidir os melhores caminhos para os negócios.

Assim, conseguimos garantir um crescimento progressivo que sempre considera a visão e a missão da empresa.

2) Recrutamentos mais assertivos

Quando chega a hora de admitir novos profissionais, empresas com RH bem constituído também tendem a sair na frente.

Quando compreendemos os objetivos e ambições da empresa, conseguimos mapear as necessidades mais facilmente para contratar de acordo. Assim, os recrutamentos se tornam mais assertivos, pois o planejamento estratégico dá o suporte necessário para sua escolha.

3) Menos rotatividade de pessoal

Um efeito que surge como consequência da assertividade é a diminuição na rotatividade de pessoal.

Também conhecido como turnover, esse efeito mede a frequência com que a empresa lida com desligamentos e contratações. Cada um desses eventos gera gastos com encargos trabalhistas, divulgação da vaga aberta e treinamento do novo funcionário. Por isso, quando os níveis de rotatividade estão excessivos, vale reavaliar a estratégia.


4) Mais produtividade

Um RH bem-estruturado é uma junção de vários elementos. O planejamento estratégico garante contratações mais assertivas e que devem durar mais. Paralelo a isso, as ações de engajamento contribuem com uma melhoria do clima organizacional e da comunicação.

Temos então funcionários mais motivados com o trabalho e integrados aos processos. Com a melhora nas condições de trabalho, as equipes passam a produzir mais e melhor.

5) Atração de talentos

Com o tempo, é normal que o mercado tome conhecimento da boa organização do setor de RH da sua empresa. As vantagens proporcionadas para seu time se tornam, então, uma vantagem competitiva durante o recrutamento.

A atração de talentos aparece aqui como uma consequência fortuita que aumenta a quantidade e qualidade dos currículos que o RH receberá, sempre que abrir processo seletivo.

Invista na estrutura e garanta bons resultados

Entender as funções do RH é essencial para todo administrador, seja ele iniciante ou veterano de mercado. Junto do departamento pessoal, o setor de recursos humanos têm função essencial para garantir bons resultados para os negócios. 

A partir de uma abordagem estratégica, podemos construir um cenário onde todos estão alinhados aos objetivos e prontos para enfrentar os desafios que aparecem no dia a dia. Enquanto o departamento pessoal foca nas questões operacionais, o RH contribui com o planejamento das ações que vão engajar as equipes e manter boa qualidade nos processos.

Com um investimento adequado na estrutura, as organizações ficam mais preparadas para atender as demandas de um mercado cada vez mais exigente. Assim, garantem bons resultados e um sucesso longevo aos negócios.

Para saber mais sobre as funções do RH e outros assuntos relevantes para sua gestão de pessoas, continue acompanhando nosso blog!

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.