Enter your keyword

Formação de lideranças: como preparar o seu RH

Formação de lideranças: como preparar o seu RH

Formação de lideranças: como preparar o seu RH

Bons líderes são o segredo para o sucesso do trabalho em equipe de qualquer negócio. Contudo, nem sempre é fácil encontrar profissionais que tenham as habilidades necessárias e estejam alinhados à cultura da empresa. Mas você já pensou em investir na formação de lideranças dentro do seu próprio time? 

Capacitar colaboradores com o perfil certo é a forma mais simples de conseguir bons líderes e garantir equipes engajadas e eficientes. Neste post, você vai entender as vantagens desse tipo de programa e como aplicá-lo na prática. Confira nossas dicas. 

O que é a formação de lideranças?

A formação de lideranças é um conjunto de ações que visa capacitar profissionais para que eles consigam desempenhar papéis de líderes dentro de uma empresa. Dessa forma, o programa busca aperfeiçoar competências técnicas e comportamentais necessárias para que o profissional se torne um bom líder. 

Quando uma empresa precisa de uma nova liderança, ela tem duas opções. Pode contratar um novo profissional, que já tenha as habilidades técnicas necessárias, mas que não esteja familiarizado com a cultura e o time, ou pode optar por treinar e qualificar colaboradores que tenham potencial. 

Ao optar pela segunda opção, a organização ganha tempo e reduz custos, além de garantir mais motivação ao time e uma adaptação mais simples ao cargo. Assim, formar bons líderes é a forma mais prática e eficiente de planejar promoções e sucessões dentro do negócio. 

Como funciona esse processo? 

A formação de lideranças pode ser realizada por meio de um programa de desenvolvimento. Para isso, é fundamental conhecer a fundo a cultura organizacional e as necessidades da empresa, assim como o desempenho e o potencial dos colaboradores que devem ser treinados. 

A criação do programa precisa de planejamento. Assim, o RH deve verificar quais competências os colaboradores já têm e quais precisam ser aprimoradas. A partir daí, são definidos workshops, treinamentos e outras ferramentas de capacitação, sempre com um acompanhamento próximo da gestão, que tem o papel de mensurar resultados para entender quando o profissional está pronto. 

Qual a importância de capacitar lideranças?

Empresas com líderes bem treinados tendem a ter um índice maior de crescimento, além de mais integração entre os times. Esse é um fator que se reflete no dia a dia da organização e tem influência direta nos resultados. 

Um bom líder é capaz de motivar, engajar e extrair o melhor de seus liderados, influenciando-os a potencializar suas próprias habilidades e competências. 

Investir na formação de lideranças dentro da empresa, portanto, é uma forma de garantir líderes alinhados aos interesses, objetivos e visão do negócio. Além disso, essa é uma estratégia importante para reduzir custos com novas contratações e trazer mais motivação ao time. 

Quando os colaboradores conseguem visualizar uma possibilidade de crescimento e sabem que a organização está disposta a investir em seu desenvolvimento, eles se sentem reconhecidos e valorizados, o que faz com que se tornem mais produtivos, motivados e satisfeitos com o trabalho.

Quais os benefícios para os colaboradores e para a empresa?

Os programas de formação de lideranças, quando bem estruturados, são extremamente benéficos, tanto para a empresa e o colaborador que será desenvolvido, quanto para o time que será liderado por ele. 

Entre os principais benefícios, podemos destacar:

  • Fortalecimento da cultura organizacional;
  • Aumento da produtividade;
  • Maior engajamento e satisfação das equipes;
  • Diminuição da rotatividade e dos custos envolvidos;
  • Melhora na comunicação da empresa e redução de conflitos;
  • Melhora no clima organizacional;
  • Aumento da inovação e desenvolvimento dos colaboradores;
  • Aumento do sentimento de valorização dos profissionais;
  • Melhora na imagem da marca como empregadora. 

O papel do líder nas empresas

papel-do-lider

O líder é o profissional responsável por traçar estratégias e ações para que os colaboradores liderados por ele alcancem os resultados esperados pela empresa. É ele que determina o papel de cada profissional dentro de um time, com base em suas potencialidades e habilidades. 

Ele é uma figura de autoridade e deve ser inspirador, estimulando o crescimento da equipe em conjunto aos objetivos da empresa. Além disso, o líder é uma espécie de ponte entre a organização e os colaboradores, alinhando a equipe e harmonizando o grupo para que todos trabalhem com comprometimento e eficiência.  

Entre as habilidades de um bom líder estão:

  • Empatia;
  • Paciência para ensinar, corrigir e lidar com falhas;
  • Capacidade de reconhecer erros;
  • Disposição para aprender;
  • Comunicação clara;
  • Escuta ativa;
  • Capacidade de fornecer feedbacks;
  • Mediação de conflitos;
  • Identificação e resolução de problemas;
  • Gestão de crises;
  • Inteligência emocional;
  • Engajamento com a equipe;
  • Visão sistêmica;
  • Postura inspiradora.

Como identificar um líder em potencial?

Antes de iniciar qualquer programa de desenvolvimento de lideranças, é importante entender quais colaboradores têm o potencial e o perfil necessário para cargos de gestão. Lembre-se que, nem sempre, os melhores profissionais do seu time têm esse perfil ou mesmo esse desejo, e não há nada de errado com isso. 

Assim, é importante conhecer a fundo os colaboradores e ficar atento a alguns sinais que podem identificar líderes em potencial. O primeiro ponto é focar naqueles profissionais que estão 100% alinhados à cultura organizacional e agem de acordo com a visão e a postura adotada pela empresa. 

Além disso, analise os colaboradores que têm bons resultados, vontade de crescer, proatividade, influência na equipe e facilidade para se comunicar e ouvir os demais. 

Colaboradores que sugerem melhorias no cotidiano, mostram compromisso com a operação e se sentem confortáveis para compartilhar ideias e inovações também devem ser priorizados no programa, assim como aqueles que têm facilidade de adaptação.  

Como preparar colaboradores para a liderança?

Antes de iniciar um programa de formação de lideranças, é importante instruir os colaboradores sobre o papel do líder e quais habilidades esse profissional precisa desenvolver para alcançar a posição. 

A seguir, listamos algumas dicas que podem ajudar nesse desenvolvimento. Confira. 

Identifique pontos de melhoria

Ao identificar os líderes em potencial, você pode começar a inserir o profissional em situações em que ele precisará agir como um líder, por exemplo, na condução de reuniões e na resolução de problemas do cotidiano. Delegando tarefas desse tipo, é possível entender como o colaborador vai se sair e quais os pontos de melhoria que precisam ser trabalhados. 

As avaliações de desempenho e o mapeamento de perfil comportamental também podem ajudar a compreender as soft e hard skills que esse profissional já tem e quais ainda podem ser potencializadas. 

>> Leitura recomendada: Conheça os principais métodos de avaliação de desempenho de funcionários

Defina um programa de desenvolvimento

Após levantar os pontos de melhoria e desenvolvimento, o RH deve traçar, junto ao profissional, um planejamento com etapas, prazos e diretrizes. Esse programa deve estabelecer metas individuais e coletivas a curto, médio e longo prazo. 

Além de estabelecer as metas e etapas, é fundamental acompanhar o desenvolvimento do colaborador, sempre fornecendo feedbacks construtivos para que ele se mantenha motivado no crescimento profissional. 

Invista na capacitação

A capacitação de novos líderes é um processo que deve ser realizado em conjunto com o próprio profissional. Assim, a organização deve investir em treinamentos, mas também incentivar que ele busque o desenvolvimento por conta própria. 

Uma dica é oferecer workshops, palestras, programas de coaching e bolsas de estudo. Além disso, você pode instruir o colaborador a buscar novos conhecimentos por meio de leituras e cursos. 

Incentive a autonomia

A autonomia é extremamente importante para qualquer cargo de liderança. Um bom líder precisa saber agir sob pressão e tomar decisões sem ficar esperando uma autorização prévia. 

Dessa forma, é fundamental dar autonomia desde o ínicio para que o profissional encontre sua própria maneira de realizar tarefas e gerir um time. Cabe a empresa, no entanto, dar a capacitação para que ele ocupe a posição de liderança e estabelecer metas para o processo.

Faça o monitoramento dos resultados

Além de estabelecer um programa de formação, o RH deve, também, acompanhar os resultados do processo para entender como os colaboradores estão se saindo. 

Somente com um monitoramento de resultados você saberá quando um profissional estará preparado para uma promoção ou premiação. Assim, estabeleça indicadores que façam sentido com a posição ocupada e monitore as métricas ao longo de todo o processo. 


Reconheça os resultados

Os esforços e resultados do potencial líder também precisam ser reconhecidos para que ele se sinta motivado e recompensado pelo trabalho. Assim, não deixe de mostrar ao colaborador o quanto ele já progrediu e quão perto está da posição que almeja. 

O reconhecimento pode ser feito por meio de feedbacks e premiações como dias de folga, flexibilidade de horários e até bonificações. Além disso, tente entender em quais pontos o profissional está tendo dificuldades para auxiliá-lo no seu desenvolvimento.

Concluindo, a formação de lideranças é um processo de extrema importância para valorizar o time interno e proporcionar possibilidades de crescimento e profissionais bem treinados e capacitados. Esse tipo de programa ajuda a aumentar a motivação de toda a equipe e garante o alinhamento dos participantes aos objetivos e cultura da empresa. 

Quer garantir líderes capacitados e com foco em resultados? Continue acompanhando nossos posts sobre gestão estratégica de pessoas! 😉

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Co-Founder da Sociis RH

Um Comentário

Comente

Seu e-mail não será publicado.