Enter your keyword

Offboarding: o que é e suas vantagens

Offboarding: o que é e suas vantagens

Offboarding: o que é e suas vantagens

Um bom setor de recursos humanos precisa ser capaz de cuidar das relações do início ao fim. Por isso, é importante entender o que é o offboarding e quais são suas vantagens para a organização. 

O conceito descreve o processo de desligamento de um colaborador. Precisamos ter cuidado e empatia para garantir que a conclusão da parceria seja amigável e construtiva para ambas partes.

No artigo de hoje, você vai aprender o que é o offboarding e quais são os seus benefícios para a empresa.

O que é offboarding

Chamamos de offboarding todas as ações e processos envolvidos no desligamento de um colaborador. O termo pode ser traduzido, literalmente, como “desembarque”, o que já nos dá uma ideia do que se trata. Na prática do RH, ele é o oposto do processo de onboarding desencadeado por uma contratação.

O conceito propõe caminhos para uma demissão juridicamente segura e com resultados produtivos tanto para a organização quanto para o profissional. Por isso, precisamos tomar cuidado com a qualidade do diálogo para garantir que tudo corra de maneira respeitosa e empática. 

Cada vez mais aplicado no ambiente corporativo, o offboarding ajuda a encontrar a melhor forma de comunicar a decisão por desligar ao funcionário.

Se a demissão vier por iniciativa do colaborador, o processo permite ainda que investiguemos as causas da decisão. Dessa forma, é possível angariar informações para construir um ambiente de trabalho cada vez mais atrativo, com o intuito de atrair e reter talentos.

Qual a importância do offboarding?

O offboarding impacta diretamente na relação com os colaboradores, pois é a última oportunidade que a organização tem para esclarecer eventuais mal-entendidos e finalizar a parceria em bons termos. Apesar disso, muitos setores de RH não têm um desenho estruturado para o processo.

A falta desses processos é bastante grave, principalmente pela oportunidade desperdiçada. O desligamento pode ser uma preciosa fonte de informações. Isso porque, nesse momento, já não existe mais pressão alguma quanto a possíveis retaliações. Então, o trabalhador se sente confortável para se expressar de maneira genuína e direta.

Na falta de feedback do trabalhador que está saindo, fica praticamente impossível compreender o que motivou sua saída. Ao avaliar cada cenário de desligamento, evitamos que a situação se repita de maneira sistêmica. Dessa forma, conseguimos trabalhar as políticas internas de modo a garantir maior retenção de talentos.

>> Leitura recomendada: Feedback positivo x negativo: como ser mais assertivo

Os benefícios de um bom offboarding

Quando adotamos o offboarding de maneira estruturada, temos a chance de entender os reais motivos por trás da demissão. A partir disso, conhecemos os prós e contras do modelo de gestão adotado, os efeitos do modelo de liderança e ainda o papel da concorrência naquela demissão.

Muitas vezes, o desligamento é motivado pela oportunidade de conseguir uma recolocação mais valiosa em uma empresa concorrente.

Para além dos efeitos diretos, o offboarding se faz importante para ajudar a construir uma boa imagem da empresa enquanto empregadora.

Demonstramos, assim, que existe cuidado em garantir uma boa experiência ao colaborador do início ao fim. As informações coletadas auxiliam a construir um ambiente cada vez mais acolhedor e estimulante para os profissionais.

A mudança de paradigma certamente será percebida pelo colaborador. A melhoria no clima organizacional se torna aparente.


Com a construção de um ambiente de trabalho mais agradável, conseguimos evitar que os desligamentos se tornem um problema constante. Em outras palavras, podemos minimizar a rotatividade de pessoal ou turnover

Desafios do offboarding para o RH

O offboarding não é uma tarefa simples. Existem diversos aspectos que precisamos observar para garantir todos os benefícios mencionados acima. Os desafios do processo são reais e podem ser superados pelo RH, desde que exista diligência na condução dos processos.

Podemos começar citando a dificuldade em identificar os problemas da empresa. O profissional que estiver responsável pelo processo precisa ir para a entrevista desarmado e resistir ao eventual instinto de defender a organização. Assim, garantimos um ambiente onde o trabalhador vai se sentir mais confortável para descrever sua experiência e apontar suas percepções.

>> Leitura recomendada: Conheça 7 formas de eliminar o viés inconsciente na empresa

Precisamos também nos certificar de que estamos fazendo as perguntas corretas para ter, ao fim, informações úteis para implementar melhorias. Isso exige planejamento da parte do RH para criar um roteiro estratégico. As perguntas devem ser precisas para garantir que conseguiremos coletar os dados que de fato importam.

Por último, será preciso um esforço de análise da informação. Esse será um dos últimos desafios, mas um dos mais importantes. Devemos olhar para o feedback de maneira criteriosa, a fim de construir sugestões práticas para a organização trabalhar em seus pontos fracos e desenvolver as oportunidades.

Como organizar o offboarding?

Na hora de organizar o offboarding, é preciso seguir alguns passos para garantir os resultados esperados ao fim do processo. Confira a seguir nossas dicas práticas nesse sentido.

Estabeleça os procedimentos

Vamos começar estabelecendo os procedimentos que vão guiar nosso processo. É preciso cuidar para que todas as formalidades do desligamento estejam encaminhadas para a execução. Isso inclui resolver as pendências financeiras da rescisão, garantir a baixa na carteira e o cumprimento de todas as outras obrigações legais.

Para dar conta de todos os detalhes, é interessante dividir as atividades entre os membros dos recursos humanos e desenhar um fluxo com responsáveis e prazos para que todos estejam a par do status do processo.

Entrevista de desligamento

A entrevista de desligamento é um dos pontos-chave de todo offboarding. É durante essa conversa que o RH poderá receber feedbacks sobre as lideranças e a própria gestão de pessoas.

Para garantir eficiência, a abordagem precisa ser empática e humana. Assim como em recrutamentos, ajuda muito estabelecer o rapport como ponto de partida. Dessa maneira, construímos um ambiente mais favorável para trocas honestas e respeitosas.

Devolução de equipamentos e materiais

A devolução de equipamentos e materiais é um aspecto mais burocrático do offboarding, mas, ainda assim, bastante importante.

É preciso se organizar para garantir que o colaborador devolva tudo que pertence à organização, ainda durante o desligamento. Isso nos garante que não haverá nenhuma pendência a ser resolvida depois que ele sair da empresa.

Avaliação final

A avaliação final é a outra parte importante do feedback. Nesse momento, a empresa tem oportunidade de fazer um balanço sobre a performance do colaborador durante todo o tempo do relacionamento.

É essencial ter cuidado e empatia na comunicação durante essa etapa. Precisamos dar um parecer profissional sincero sobre a experiência, mas isso não pode ser justificativa para ofender ou atacar a honra do trabalhador.

Despedida do colaborador

Nos últimos momentos do colaborador no time, é comum que certa nostalgia e até mesmo tristeza apareça. A despedida pode remediar isso, trazendo um clima mais caloroso e amigável para esse rompimento.

Organizada internamente, a despedida pode oferecer um pequeno presente a quem está se desligando ou até mesmo uma confraternização entre a equipe. O mais importante é dar oportunidade para que o profissional consiga fechar o ciclo e se despedir de todos amigavelmente.

4 boas práticas para o offboarding

Na hora de conduzir o offboarding, existem algumas práticas que são de bom tom se quisermos conquistar os benefícios esperados ao final do processo – confira:

1. Preparação e documentação

É muito importante que o RH esteja bem preparado para conduzir o método de maneira satisfatória. Isso significa ter os processos mapeados previamente e ter tudo documentado de maneira detalhada. 

A padronização das atividades agrega qualidade e profissionalismo ao desligamento. Assim, conseguimos manter coerência na estratégia de modo a conquistar todos os benefícios que offboarding pode oferecer.

2. Eficiência no processo

De nada adianta desenhar um offboarding extremamente longo na ânsia de ser criterioso em sua condução. A eficiência do processo precisa ser uma preocupação. Na prática, isso significa incluir apenas procedimentos que de fato trarão vantagens para empresa e trabalhador.

A eficiência, com frequência, está ligada à capacidade de analisar o fluxo de trabalho e eliminar atividades redundantes ou desnecessárias.

3. Clareza na comunicação

A comunicação será extremamente importante para ter bons resultados com o offboarding. É preciso que o profissional do RH seja claro na hora de dialogar com o trabalhador. Só assim conseguiremos estabelecer uma conversa honesta e produtiva.

Portanto, evite dar a volta no assunto. A objetividade caminha lado a lado com a eficiência e isso deve ser uma preocupação constante nos processos de comunicação.

4. Empatia

Por último, mas não menos importante, precisamos ressaltar a importância da empatia uma última vez. Durante a condução do offboarding, o profissional do RH precisa ser capaz de se colocar no lugar do profissional que está se desligando. Assim, ele presta mais atenção as suas dores e se posiciona de maneira mais acolhedora.

É importante manter-se atento à humanidade do outro para ser respeitoso na maneira como lidamos com o offboarding.


Garantindo desligamentos produtivos

O offboarding é uma ferramenta e tanto para garantirmos que os desligamentos sejam mais produtivos. Para o trabalhador, é uma oportunidade de expressar seus anseios, críticas e sugerir melhorias. Do lado da empresa, o processo é uma rica fonte de informações para construir políticas internas mais objetivas.

Quando bem executado, o processo se torna proveitoso. Seguindo nossas dicas, você certamente conseguirá alcançar todos os benefícios que o offboarding tem a oferecer.

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.