Enter your keyword

Saiba como fazer análise de desempenho na sua equipe

Saiba como fazer análise de desempenho na sua equipe

Saiba como fazer análise de desempenho na sua equipe

Quem trabalha com gestão de pessoas sabe bem da importância de acompanhar a performance das equipes. Nesse sentido, a análise de desempenho é uma ferramenta e tanto para ter maior controle sobre os resultados e medir a qualidade do trabalho. Seu diagnóstico vai além das avaliações individuais. Ela oferece feedbacks importantes e possibilita que o RH identifique problemas para agir preventivamente.

Para saber mais sobre a análise de desempenho e aprender como fazê-la em sua equipe, continue lendo esse artigo.

O que é a análise de desempenho?

A análise de desempenho é a ferramenta utilizada pelo setor de recursos humanos para avaliar a performance individual de colaboradores e coletiva de departamentos inteiros. Seu processo busca entender quais são os pontos fortes e os pontos fracos de cada elemento da empresa. A partir disso, constrói-se orientações sobre o que funciona e deve ser mantido e o que não funciona e, por isso, deve ser descartado.

Uma boa análise precisa ser ampla, o que significa ir além das métricas registradas em planilhas de controle. O diagnóstico precisa compreender não só os números, mas, também o esforço realizado para alcançar esses efeitos. Assim, a análise de desempenho confronta os resultados – que podem ser mensurados – e os comportamentos – subjetivos por natureza, mas que devem ser sempre considerados.

No fim do processo, sua avaliação deve levar a uma conclusão sobre a qualidade do trabalho que está sendo desenvolvido. Esse diagnóstico é então confrontado com o planejamento estratégico da organização para entender se a performance atual está acima, abaixo ou dentro do padrão esperado.

A importância da análise de desempenho

Quando o assunto é gestão, é essencial ter em mente que os bons resultados precisam ser duradouros. De nada adianta ter um mês com performance recorde, às custas da produção do período subsequente. Os bons resultados precisam ser contínuos e é justamente essa a importância da análise de desempenho.

A ferramenta é extremamente útil, pois ajuda o gestor a verificar as fraquezas e as fortalezas de suas equipes. Como não estamos analisando apenas números, conseguimos ter uma compreensão mais ampla sobre o cenário real. Dessa forma, o gestor consegue se antecipar para agir preventivamente e evitar efeitos negativos no futuro.

A palavra-chave aqui é, então, sustentabilidade. Uma boa gestão deve ser capaz de lidar com o presente pensando no futuro e sem nunca esquecer o passado. A partir de uma rotina que incorpora a análise periódica do desempenho isso se torna possível.


5 principais métodos de análise de desempenho

Hoje em dia, há uma infinidade de tipos de análise de desempenho para o RH escolher. A decisão entre um modelo e outro depende das necessidades da organização. Abaixo, reunimos cinco dos principais métodos para sua consideração. 

1) Autoavaliação

Com nome sugestivo, a autoavaliação é exatamente o que parece ser. O método de análise parte do próprio colaborador para medir a qualidade do desempenho. 

A proposta é oferecer um espaço seguro para que o trabalhador possa refletir sobre sua performance. Esse processo geralmente se dá pelo preenchimento de um questionário. Com as respostas em mãos, ele se reúne com o RH para analisar as conquistas e as falhas do período. 

2) Avaliação de Equipe

Dentro das organizações, nenhuma análise de desempenho está completa se não for capaz de considerar o contexto onde aqueles resultados se inserem. Por isso, é importante avaliar também o grupo sempre que possível.

A avaliação de equipe considera o esforço conjunto, a cooperação entre profissionais e os resultados do trabalho coletivo. Assim, acaba focando mais na qualidade da comunicação e dos relacionamentos interpessoais.

3) Avaliação de Potencial

Dentro dos recursos humanos, é comum ter de lidar com a substituição de cargos, seja por desligamentos ou por motivo de promoção. Nesses momentos, é importante ter boas ferramentas de análise para identificar talentos dentro da organização. Uma ferramenta bastante utilizada para isso é a Matriz Nine Box.

A avaliação de potencial ajuda a entender se o profissional está preparado para assumir posições de liderança ou se precisa de aprimoramento e treinamentos. Por meio da Nine Box, por exemplo, é possível criar uma matriz onde o eixo vertical representa o potencial do colaborador em questão – habilidades aprendidas – em três níveis: alto, médio e baixo, já o eixo horizontal representa seu desempenho –  o comportamento, basicamente – também em três níveis.

4) Avaliação por Objetivos

A análise por objetivos estabelece metas específicas para o próximo período e a partir disso acompanha os resultados. O diferencial aqui é que a definição das metas individuais e coletivas fica por conta dos profissionais. São eles quem vão estabelecer os valores e cronogramas de entrega.

O método é especialmente interessante pois oferece maior autonomia para o funcionário e garante um sentimento geral de pertencimento para a equipe por meio da participação.

5) Avaliação 360 graus

A avaliação 360 graus ficou famosa por ser um dos métodos mais completos para realizar uma análise de desempenho. Isso porque considera em seu processo a opinião de todos os stakeholders. Gestores, subordinados, fornecedores e até mesmo clientes são entrevistados para o diagnóstico.

No fim, devemos contrastar as diferentes opiniões para encontrar os pontos comuns e as divergências. Ao ampliar as fontes de informação, a análise se enriquece e pode trazer insights importantes sobre a gestão e seus funcionários.

Como fazer análise de desempenho?

Na hora de analisar o desempenho, existem alguns elementos que devem ser observados. Eles te ajudam a considerar todos os fatores e chegar a um diagnóstico mais completo. Confira a seguir tudo que você precisa saber para sua análise.


Desempenho cotidiano

De nada adianta concluir uma análise de desempenho rapidamente, pois você não vai ter informações suficientes. Um bom diagnóstico não é construído do dia para a noite. Por isso, é importante incluir a análise no cotidiano de sua produção.

Ao avaliar o desempenho no dia a dia fica mais fácil confiar nos resultados e estabelecer boas práticas para o futuro da organização.

Entrevistas

Ainda que você realize avaliações cotidianas, é essencial reservar um tempo para agendar entrevistas formais com os colaboradores. Esse momento é dedicado para que eles possam apresentar seus resultados ao gestor e, em troca, receber feedback sobre o trabalho.

As entrevistas para análise de desempenho devem ser feitas individualmente, para que o funcionário não se sinta desconfortável. Ainda, é preciso manter certa periodicidade entre os encontros para construir um histórico dos resultados.

Desempenho da capacidade

O desempenho da capacidade é o aspecto que vai analisar a capacidade do profissional de colocar em prática suas habilidades e conhecimentos. Aqui, você vai entender se o colaborador é capaz de aplicar o treinamento da prática.

Além de avaliar o desempenho, esse momento permite que o gestor possa analisar se os métodos adotados pela organização têm o efeito esperado. Se os resultados não aparecem mesmo com um bom desempenho da capacidade, pode ser o caso de procurar novas técnicas.

Desempenho da criatividade

Nem sempre o conhecimento técnico será suficiente para resolver os problemas que aparecem no dia a dia da organização. Novas dificuldades exigem novas soluções e é isso que o desempenho da criatividade precisa analisar.

A intenção aqui é entender a capacidade do colaborador de buscar novos caminhos. A inovação é essencial para qualquer negócio. Por isso, é importante que a equipe tenha autonomia para sugerir novos processos, de forma a melhorar a qualidade do trabalho.

Proatividade

Sabemos que a criatividade é essencial para o crescimento profissional. Mas, um funcionário criativo sem iniciativa não agrega valor aos negócios.

Por isso, o gestor precisa criar um ambiente que dá liberdade para o colaborador agir por conta própria. A proatividade é importantíssima para os negócios e, por isso, precisa ser avaliada em sua análise de desempenho.

Relacionamento interpessoal

O relacionamento interpessoal é um ponto crucial para garantir bons resultados. Isso é ainda mais importante quando estamos falando do trabalho em grupo que exige cooperação entre os pares.

Não existe muito segredo nesse quesito. Bons relacionamentos interpessoais dependem de cordialidade e de bons instrumentos de comunicação interna. Assim, você evita ruídos que podem atrapalhar a qualidade das relações.

>> Leitura recomendada: [E-book] Roteiro da Pesquisa de Clima Organizacional Eficiente

Vantagens da análise de desempenho

A primeira vantagem que salta à vista quando falamos em análise de desempenho, sem dúvidas, é o ganho em produtividade. Ao acompanhar os resultados periodicamente, o gestor tem maior controle dos resultados e consegue articular estratégias mais assertivas. Ele tem uma noção mais fiel da realidade e pode, então, trabalhar de acordo.

Mas o momento das análises não é feito somente para olhar os resultados e pressionar pelo cumprimento de metas. Ele também é valioso para os colaboradores que tem ali um espaço exclusivo para apresentar suas conquistas e demandas de trabalho. 

A análise do desempenho garante mais assertividade aos fluxos de trabalho. O momento das entrevistas serve para que cada profissional possa saber o que exatamente é esperado de sua parte. Assim, conseguem trabalhar de acordo com o combinado e mais seguros de que estão fazendo a coisa certa.

No fim, uma comunicação mais transparente deve aumentar a moral das equipes. Com colaboradores mais satisfeitos, você poderá observar uma menor rotatividade de pessoal (turnover) e também menos gastos com processos seletivos e treinamento.

Garanta resultados bons e sustentáveis

A análise de desempenho é uma ferramenta utilizada pelo RH para acompanhar os resultados e propor novos caminhos para o trabalho. Para isso, vamos olhar para os números da produção e os aspectos subjetivos que afetam o negócio.

A intenção do processo é garantir bons resultados que sejam sustentáveis. Ou seja, trabalhar para que haja uma melhoria contínua no desempenho. Assim, podemos trabalhar de maneira estratégica e planejar um crescimento que vai durar por muitos anos. Para saber mais sobre as melhores práticas de recursos humanos, continue acompanhando nosso blog!

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.