Enter your keyword

Como manter a produtividade das equipes no home office?

Como manter a produtividade das equipes no home office?

Como manter a produtividade das equipes no home office?

O trabalho remoto, que até 2019 ainda era uma realidade um pouco distante para muitas empresas, acabou se tornando a única alternativa de sobrevivência para muitas empresas, diante do cenário de pandemia que se instaurou no início de 2020. Diante de algo tão novo, uma das principais dúvidas do RH e de gestores é sobre como manter a produtividade no home office.

Neste artigo, vamos falar sobre esse tema, esclarecendo as vantagens e desvantagens desse modelo de trabalho e dando dicas para que o RH possa agir de forma precisa e eficiente na melhoria da produtividade dos profissionais remotos. Confira!

Por que as empresas adotam o trabalho remoto?

Antes de entrarmos no cenário histórico da pandemia da COVID-19, o trabalho remoto já vinha se apresentando como uma forte tendência mundial. O formato tradicional de trabalho, com obrigatoriedade de horários e de presença física dos colaboradores na empresa já começava a apresentar problemas, principalmente referentes à qualidade de vida das pessoas.

Mesmo após o fim das medidas de restrição, muitas empresas já dão sinais de que não voltarão ao modelo antigo. Muito se fala em formatos híbridos, que dão mais flexibilidade aos profissionais e geram vantagens, tanto para eles quanto para o negócio.  

Quais as principais vantagens desse modelo de trabalho?

O trabalho remoto, em especial o home office, proporciona muitas vantagens para o colaborador e para a empresa, como veremos abaixo.

Otimização do tempo para os colaboradores

Um dos pontos principais do home office é o ganho de tempo. Mesmo que seja importante ter um ritual de preparação para o trabalho, que envolve se arrumar como se fosse realmente sair de casa para ir ao escritório, não haverá o tempo de deslocamento, que em grandes cidades pode passar de 01 hora, dependendo do trânsito.

Melhoria na qualidade de vida dos profissionais

Na vida antes da pandemia, uma das principais reclamações das pessoas era a falta de qualidade de vida, que era percebida na falta de tempo para realizar atividades que promovessem a saúde e o bem-estar. Com o ganho de tempo do home office, essas horas podem ser direcionadas para outras atividades, como brincar com os filhos, fazer uma aula de ginástica, ler um livro etc. 

Redução de custos operacionais

Para a empresa, existe uma economia considerável nos custos fixos de manutenção dos escritórios, tais como a limpeza, organização, serviço de recepção e até mesmo com mobiliários. Essa economia pode ser revertida em melhorias para os profissionais, como a realização de eventos e o oferecimento de bonificações por bons desempenhos.

 

Quais os pontos de atenção a serem observados na adoção do home office?

Os benefícios do home office são interessantes, mas não podemos deixar de falar sobre os pontos que demandam mais atenção, tanto do RH quanto dos gestores, para que a produtividade dos colaboradores não seja afetada negativamente. Veja a seguir.

Adequação do ambiente de trabalho

A ergonomia é um assunto muito sério, pois envolve não só a produtividade mas também a saúde física dos profissionais. Não dá para trabalhar em qualquer lugar da casa, como o sofá da sala em frente à TV, ou sentado na cama com o notebook no colo. Em pouco tempo, isso pode causar sérios problemas para a coluna, dores e, consequentemente, queda na qualidade das entregas.

Controle de jornada dos colaboradores

O controle de jornada dos colaboradores em home office talvez seja o fator principal de receio de empresários e gestores. É importante contar com um sistema de ponto remoto eficiente, mas a questão central é orientar os colaboradores e confiar que eles vão desempenhar suas atividades, independentemente da supervisão dos gestores.

Integração dos times

A falta de contato físico é outra preocupação muito grande das empresas quando o assunto é o trabalho remoto. Alguns momentos do cotidiano presencial, como um encontro na pausa do café ou mesmo as conversas paralelas dentro do escritório, são mais difíceis de acontecer em ambientes virtuais, mas não são impossíveis. Para isso, existem ferramentas de interação muito eficientes no mercado.

Uso de ferramentas e metodologias adequadas

Nem todas as ferramentas e metodologias que eram utilizadas presencialmente terão os mesmos resultados quando migramos para um ambiente virtual. A empresa deve tomar o cuidado de adaptar seus processos e adotar tecnologias e métodos adequados às novas necessidades do negócio.

Como o RH pode ajudar a manter a produtividade dos colaboradores no home office?

A produtividade do colaborador em home office depende muito da forma como ele lida com a situação, contudo o RH pode (e deve) ajudar a tornar a nova rotina mais agradável e até mesmo mais produtiva do que o formato presencial. Listamos, abaixo, as principais providências a serem tomadas.

Estabeleça momentos de interação virtual

Os momentos de descontração durante e após a jornada de trabalho são essenciais para manter o clima organizacional saudável e aproximar mais as pessoas no dia a dia. Por isso, o RH deve se atentar para que essas interações sejam estimuladas também no ambiente virtual.

As equipes podem definir um horário de intervalos para o café, onde pausarão suas atividades para conversar por alguns minutos sobre assuntos aleatórios. Outra providência importante é oferecer happy hours periódicos, com o envio de kits para as casas dos colaboradores e a criação de salas virtuais para que possam conversar livremente. 

Avalie o desempenho dos profissionais periodicamente

A avaliação de desempenho faz parte da rotina da Gestão de Pessoas, mas no cenário de trabalho remoto ela se faz ainda mais necessária. É fundamental acompanhar mais de perto a desenvoltura dos profissionais para identificar possíveis desvios o quanto antes e ajudá-los a performar melhor.

Crie um calendário de avaliações juntos às áreas e estabeleça um hábito entre os colaboradores. Isso ajudará a aumentar a eficiência das análises.

 

Estimule uma rotina de feedbacks nos times

A prática do feedback deve fazer parte da cultura da empresa, principalmente se ela conta com profissionais atuando remotamente. Muitas das percepções dos gestores acabam se perdendo com a falta da presencialidade, mas o costume de dar e receber feedbacks constantemente aumenta as chances de correções de problemas logo em seu início, além de estreitar a relação dos times.

Preste suporte às lideranças

Por fim, um ponto essencial para o sucesso do trabalho remoto na empresa é que o RH preste total apoio às lideranças na gestão dos colaboradores. É importante destacar que eles também estão enfrentando novos desafios e nem todos estão preparados para lidar com uma gestão não presencial. 

Eles podem demandar o desenvolvimento de novas habilidades, a adoção de novas ferramentas e até mesmo uma mudança na forma como as relações com seus liderados estão estabelecidas. Como especialistas na gestão de pessoas, o papel do RH é de acolher esses gestores, ouvir e compreender suas dificuldades e oferecer capacitação técnica e comportamental para ajudá-los. 

Como vimos, a produtividade no home office depende de vários fatores que vão desde a estrutura física onde o colaborador trabalha até mesmo a forma como a empresa fomenta a interação social no ambiente virtual.

O RH deve estar atento ao clima organizacional e às particularidades dos profissionais para proporcionar um ambiente de trabalho mais favorável a todos. Dessa forma, é possível contar com times que são até mesmo mais produtivos e engajados remotamente do que no formato tradicional, presencial.

Gostou de saber um pouco mais sobre este assunto? Então, aproveite para assinar nossa newsletter e receber outros conteúdos como este diretamente em seu e-mail.

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.