Enter your keyword

Gestão de pessoas e inovação: como ter um gerenciamento inovador no RH?

Gestão de pessoas e inovação: como ter um gerenciamento inovador no RH?

Gestão de pessoas e inovação: como ter um gerenciamento inovador no RH?

Você sabia que a gestão de pessoas é um dos maiores desafios dos empreendedores brasileiros? Se você também sofre com essa área, confira nesse artigo como utilizar a inovação para transformá-la em um motor da sua empresa.

A gerência de pessoas diz respeito a um conjunto de práticas que objetivam o desenvolvimento e crescimento das empresas e do capital humano nas organizações, as quais utilizam técnicas que envolvem motivação, capitalização e capacitação da equipe, com o intuito de melhorar seu desempenho e, consequentemente, o da organização. 

Trata-se, portanto, de uma prática indispensável para conseguir crescer sua empresa de forma consistente, aproveitar os talentos contratados, direcionar o trabalho do departamento de Recursos Humanos e garantir resultados otimizados.

Qual é a importância da gestão de pessoas?

Sua importância se encontra no engajamento dos colaboradores. Uma equipe engajada é mais propensa a se alinhar ao planejamento estratégico da organização.

Não somente a empresa se beneficia, como também a própria equipe, que tende a se sentir mais produtiva e satisfeita. A gestão de pessoas cria uma via de mão dupla.

É importante salientar que a gestão de pessoas deve estar alinhada ao modelo de gestão que a empresa escolheu seguir, para assim assegurar a presença de resultados condizentes com seus objetivos gerais.

Ao falar de modelos de gestão, podemos pensar nos seguintes exemplos:

1) Gestão à Vista

Aqui o objetivo é promover a transparência no que tange a gestão empresarial, deixando à vista a maneira como a empresa se organiza e caminha, principalmente para sua equipe.

Dessa forma, os colaboradores se sentem incluídos e a empresa poderá colher benefícios, tais como a visão do negócio em sua totalidade, maior velocidade e assertividade para tomar escolhas, maior democratização da informação e do controle de metas e melhora nos relacionamentos.

Para que possa contribuir, de fato, a gestão de pessoas deve ser implementada seguindo alguns passos, como a escolha das informações que serão compartilhadas, as ferramentas que serão utilizadas para esse fim e a criação de uma equipe capaz de assegurar o funcionamento seguro e padronizado do processo.

2) Gestão Enxuta

Também conhecida como Lean Enterprise, diz respeito ao modelo de administração que prioriza o gerenciamento assertivo de todas as operações oferecidas pelo seu negócio. Possui como norte o foco no valor dos produtos, – valor como algo valoroso, que agregue – a padronização e orientação de processos, o trabalho em equipe e, por último, mas não menos importante, a melhoria contínua.

A gestão enxuta é capaz de garantir uma gestão simplificada, redução de custos em sua empresa, aumento da produção, a satisfação dos clientes, além de engajar seus colaboradores.

Colocá-la em prática exige que o valor seja determinado, os processos sejam padronizados, um bom time seja formado e, finalmente, que a produção seja baseada na demanda, evitando desperdícios ou custos excessivos com estoque, por exemplo.

3) Gestão de Qualidade

Também guiada pela ideia de melhoria contínua, esse tipo de gestão busca aprimorar tanto os padrões utilizados no desenvolvimento dos produtos, quanto nas diversas áreas que sustentam a companhia.

Além da melhoria contínua, sete outros princípios norteiam a gestão de qualidade: foco na satisfação do cliente, liderança proativa, gestão de processos, visão sistêmica, decisão com base em fatos, bom relacionamento com os parceiros e, por fim, envolvimento geral.

Através dessa gestão, a companhia poderá criar produtos cada vez melhores e mais procurados, reduzir ineficiências e desperdícios, entre muitos outros benefícios – desde que siga os princípios indicados.

4) Gestão Horizontal

Com uma proposta diferenciada, este modelo se estrutura de modo a reduzir a hierarquia, formando equipes mais independentes, com maior interação e poder de decisão. Dessa maneira, os colaboradores tendem a se autogerir, e possuir maior senso de responsabilidade, evitando desgastes com processos burocráticos e longos.

Algumas dicas são muito eficazes para que sua empresa possa abandonar a gestão vertical e adentrar em um novo mundo mais colaborativo e autônomo.

A construção de uma cultura organizacional – de extrema importância para todas as companhias, pois garante o alinhamento da equipe com as metas da empresa, além de prover um ambiente profissional – redução da hierarquia, promoção de trabalhos em equipe e do empowerment – que nada mais é do que empoderar seu colaborador.

É mais seguro utilizar a Gestão Horizontal quando uma grande parte dos colaboradores já tem alguma experiência na área onde vai atuar. Dessa maneira, eles serão capazes de identificar por conta própria erros ou oportunidades, e agir para encontrar a melhor solução.

 

Vantagens de ter uma boa gestão de pessoas

Ao longo deste artigo apresentamos algumas vantagens que sua organização pode obter ao escolher um bom modelo de gestão de pessoas.

Vimos também que a gestão de pessoas se tornou uma estratégia posta em primeiro plano por diversas companhias, logo, podemos imaginar que existem muitas outras contribuições. Dentre elas, podemos ainda citar:

  1. Contratações mais acertadas: seu processo seletivo será muito mais eficiente e ajudará a captar os talentos que mais se adequem à cultura de sua empresa;
  2. Aumento da produtividade e da motivação: sabemos que a produtividade se liga diretamente à motivação, pois colaboradores motivados produzem mais;
  3. Gestão de benefícios: entender quais são os interesses do time contribuirá para a definição de um pacote de benefícios adequado ao perfil dele e ao orçamento da organização;
  4. Melhoria do ambiente de trabalho: essencial para a motivação e consequentemente para a produtividade;
  5. Atração e retenção de talentos: ao investir em ações de comunicação, eventos internos, reuniões, feedback, entre outros métodos, a empresa poderá melhorar o engajamento do time, além de atrair novas pessoas para a equipe;
 

Por que inovar na gestão de empresas?

A inovação se tornou questão de necessidade. Para quem busca se diferenciar no universo empreendedor e corporativo, ela é a melhor maneira de fazer com que isso aconteça.

Existem empresas que estão há anos no mercado e se acomodaram. Enquanto isso, outros negócios investem na inovação para satisfazer as necessidades atuais do público consumidor, se reinventando e garantindo, portanto, sua presença destacada no ambiente profissional.

Uma maneira de criar uma gestão de pessoas estratégica e personalizada para a sua empresa é através da utilização de dados que são coletados pelo RH, com o uso do business intelligence. Para que sejam utilizados de forma eficiente e inovadora, devem ser coletados através de práticas e ferramentas que buscam transformá-los em informações que possam direcionar os esforços da organização.

Dentre as ferramentas dessa prática, que chamamos de Business Intelligence, contamos com o conhecimento das atuais tendências de mercado e tudo que envolve o ambiente organizacional. Dessa forma, pode-se estruturar e analisar estes dados de maneira a favorecer a tomada de decisão baseada na cultura da empresa.

Dicas para ter uma gestão de pessoas inovadoras

  1. Trabalhe o intraempreendedorismo, desenvolvendo os colaboradores através de treinamentos e desafios que gerem uma melhoria constante da performance. O intraempreendedorismo também permite a formação de líderes, que irão conduzir as futuras transformações da empresa.
  2. Faça brainstorming para gerar mais ideias, aproveitando a visão única que um profissional tem da posição onde atua. Enquanto o gestor se preocupa com métricas, ferramentas e metodologias, um colaborador na “linha de frente” pode notar uma oportunidade através da prática, e deve ter espaço para compartilhar essa informação.
  3. Tenha um software para gerir as pessoas: de preferência a softwares que trabalhe com metodologias ágeis, garantindo que a gestão seja realmente um processo inovador, capaz de impulsionar o trabalho, ao invés de ser um obstáculo em seu caminho.
  4. Alinhar os objetivos empresariais: Um bom alinhamento entre equipe e empresa é um fator de peso para que haja uma boa gestão de pessoas. Logo, alinhar as metas empresariais ao longo de toda a organização é um requisito e também uma vantagem.
 

Conclusão

Como vimos, a gestão de pessoas é fundamental para o crescimento da sua empresa. Para garantir que o processo seja eficaz, é preciso colocá-lo em prática e fazer ajustes conforme os primeiros resultados.

A teoria serve de apoio, mas a gestão de pessoas só pode demonstrar seu sucesso no mundo real, com a implementação e melhoria das práticas dia após dia, desenvolvendo um ambiente onde os profissionais sintam-se desafiados e recompensados por dar o melhor de si!

Conteúdo produzido por AEVO

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.