Enter your keyword

Como definir uma política de gestão de pessoas?

Como definir uma política de gestão de pessoas?

Como definir uma política de gestão de pessoas?

Gestores têm a importante missão de lidar com seus colaboradores. Essa é uma realidade implícita em empresas de qualquer porte e setor. Contudo, as necessidades de mercado mudam, assim como as da organização e mesmo as da equipe. Sendo assim, é indispensável definir uma política de gestão de pessoas duradoura, coerente e que abrigue ações eficazes a longo prazo.

Dessa forma, se um gestor sair de seu cargo, aquele que chegar para substituí-lo consegue dar continuidade ao trabalho sem dificuldades. Ter tais estratégias determinadas com clareza ajuda na tomada de decisões que levem ao sucesso da companhia e na satisfação de seus colaboradores.

Tudo sempre pautado em objetivos e metas que valorizem o clima organizacional e contribuam para uma boa adaptação em períodos de mudança.

Mas como implementar a prática e quais desafios precisam ser enfrentados para que ela se dê de maneira satisfatória? É o que você descobrirá com a leitura deste artigo. Tire suas dúvidas e prepare-se para uma grande evolução corporativa!

Qual é o significado por trás desse conceito?

A política de gestão de pessoas visa implantar uma boa cultura organizacional junto aos colaboradores. Por isso, ela traz consigo uma série de ações e etapas que permitem essa integração. Para começar, treinar colaboradores de acordo com sua área de atuação estimula seu preparo para o trabalho e sua motivação para contribuir com os objetivos da empresa.

Outra política interessante é distribuir responsabilidades e, a partir disso, definir planos de carreira, cargos e salários. Distinções assertivas de posições e valores acabam com qualquer tipo de injustiça e reforçam a confiança dos funcionários em seu local de trabalho, além de trazer mais motivação e incentivo à produtividade.

Avaliações de desempenho também fazem parte desse processo, elas ajudam a identificar falhas ou pontos de melhoria, mas também indica posicionamentos positivos em busca de um equilíbrio no ambiente.

Existem muitos outros pontos importantes a ser considerados em uma política de gestão de pessoas. O fator crucial é analisar o quanto cada um pode atender aos propósitos dos colaboradores e da organização ao mesmo tempo, reforçando o engajamento e a otimização de resultados.

Como definir uma boa política de gestão de pessoas?

Definir a política é um processo bastante desafiador, uma vez que empresa e colaboradores precisam ser respeitados e caminhar de mãos dadas com seus interesses. Mas alguns passos simples podem ajudar a criá-la de maneira justa e abrangente. Esses são os principais:

Foque na estratégia para não cair no senso comum

A primeira etapa é desenvolver um planejamento estratégico de Recursos Humanos. O que ficar registrado nesse momento servirá como um guia para as ações da organização. A estratégia deve ter foco no crescimento da empresa e precisa ser muito bem desenvolvida, para não cair no senso comum.

Avalie muito bem como é o ambiente de trabalho, a quantas anda sua situação atual e estude aonde se quer chegar. Com base nisso, os objetivos, competências e condutas para alcançar esse resultado serão de elaboração mais precisa.

Tenha um orçamento anual definido

A política de gestão de pessoas deve se manter sempre atualizada, inclusive no que diz respeito ao que é pago aos funcionários em termos de salários, promoções, premiações e bonificações. Portanto, é fundamental definir um orçamento anual para lidar com essas questões.

Ter esse montante reservado também ajuda bastante na implementação de estratégias que exigem investimentos específicos ou que surgem de acordo com alguma necessidade pontual.

Conheça bem a equipe e a organização

Conhecer bem quem está envolvido na gestão de pessoas é essencial para definir ações adequadas. Isso vale tanto para os colaboradores quanto para os responsáveis por essas estratégias.

Dessa forma, o diagnóstico de problemas a serem resolvidos será feito com maior agilidade. Assim como a estruturação de diretrizes que se encaixem de maneira correta em cada área da empresa. Importante ressaltar que essa prática é um excelente ponto de partida para que você tenha elementos para engajar ainda mais os colaboradores nas iniciativas futuras.

Quais são as principais vantagens dessa prática?

A política de gestão de pessoas exige dinamismo e eficiência. Até porque, hoje em dia a necessidade de transformar e capacitar pessoas é muito urgente. Mas diante de todo trabalho feito, algumas vantagens são preciosas para a organização. Veja algumas delas!

Melhor controle do que acontece na empresa

A política inclui reuniões e feedbacks constantes. A equipe precisa relatar e avaliar seus mais recentes feitos e pontuar o que vem pela frente. Este é um momento para verificar o que deu certo e o que precisa ser feito, de forma mais estratégia e planejada.

Ter essa visão em constante andamento ajuda a melhorar o controle do que acontece na empresa, bem como encaminhar colaboradores para novos treinamentos ou responsabilidades quando se fizer necessário.

Ótimo direcionamento

A definição da política de gestão de pessoas está intimamente atrelada aos objetivos da empresa. Ou seja, são responsáveis em conjunto pelo direcionamento da companhia, o que é muito importante.

Afinal, se estão desparelhadas em algum sentido, dificilmente os resultados esperados serão alcançados. Não haverá retenção ou atração de talentos e o rendimento poderá cair. E não é isso que se espera, correto? Em conformidade, porém, têm como consequência um ótimo direcionamento.

Resultados mais eficientes

Sempre que o desenvolvimento de pessoas é priorizado, as atividades diárias atingem um novo nível de complexidade. Isso porque os colaboradores se sentem mais engajados e inspirados para exercerem suas funções, o que é ótimo para a organização.

Com uma força de trabalho mais capacitada, os resultados esperados pela empresa são muito melhores e ela consegue se posicionar com maior competitividade dentro do mercado. E, então, começa a crescer ainda mais.

Como é possível perceber, a política de gestão de pessoas é o que une a cultura da empresa a seus valores e missão. Implementá-la pode demandar tempo e exigir profissionais especializados, mas os resultados tendem a ser sempre satisfatórios. É importante realizar essa estruturação com seriedade, para que novos e antigos colaboradores tenham uma referência positiva sobre a organização.

Gostou de saber um pouco mais sobre este assunto? Então, aproveite para assinar nossa newsletter e receber outros conteúdos como este diretamente em seu e-mail.


Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.