Enter your keyword

Gestão do capital humano: saiba o que é e como fazer

Gestão do capital humano: saiba o que é e como fazer

Gestão do capital humano: saiba o que é e como fazer

A correta gestão do capital humano é essencial para o progresso da empresa e desempenho superior à média do mercado. Para ficar mais claro, capital é qualquer bem aplicado na criação de novos bens ou serviços. Dito isso, é possível conceituar o que é gestão do capital humano.

Nas empresas, o capital humano refere-se ao conjunto das competências, tanto técnicas quanto comportamentais, acumuladas pelos profissionais e que favorecem a execução do trabalho de modo eficiente, gerando retorno econômico. Isto é, “gente” como um ativo.

Nos próximos tópicos, vamos esclarecer como fazer a gestão do capital humano e alcançar resultados fora do lugar-comum. Por isso, continue sua leitura com atenção. Vamos lá!

Contrate as pessoas certas

contratacao-das-pessoas-corretas-para-a-empresa

Primeiro, é necessário acumular o capital humano. Entretanto pessoas são complexas. Algumas são preparadas para o trabalho e podem entregar grandes resultados, outras não. Por esse motivo, é importante executar um bom processo de recrutamento e seleção.

Ou seja, antes de qualquer coisa, é preciso escolher as pessoas certas para as posições disponíveis na empresa. Aquelas que possuem o perfil ideal para ocupar a função e, consequentemente, contribuir com o crescimento da organização.

Para tal, é necessário fazer uma análise criteriosa do candidato, avaliando suas competências técnicas e comportamentais, experiências anteriores e, claro, seus objetivos profissionais. Se essas características se mostrarem adequadas, perfeito. Do contrário, é necessário continuar a seleção.

>> Leitura recomendada: Competências comportamentais: saiba tudo sobre o tema

Ou seja, você precisa estar atento para escolher as pessoas certas, que estejam alinhadas com a cultura da sua empresa e que possam se identificar com os seus valores. Ao contratar as pessoas certas, poderá formar ótimas equipes e obter grandes resultados econômicos.

Estimule a motivação e o engajamento

Uma vez que você tem as pessoas certas, é hora de estimular a motivação e o engajamento. Para isso, é importante que o profissional se identifique com a organização, seus objetivos e valores. Além disso, é necessário que o clima organizacional seja propício para o bom desempenho.

Por isso, invista em programas de gestão de clima organizacional, pois isso aumentará a produtividade, a eficiência e, consequentemente, a rentabilidade da organização.


Não se esqueça incentivar a inovação e a criatividade

Estas são características fundamentais para o sucesso de qualquer organização. Para estimular essas duas qualidades, é importante que a gestão ofereça um ambiente propício para o desenvolvimento de novas ideias. Isso pode ser feito, por exemplo, incentivando a troca de experiências e a colaboração entre os profissionais.

Desenvolva sua equipe

Para ter um bom capital humano, é importante investir na capacitação das pessoas. A capacitação é o processo de desenvolvimento das competências do colaborador. Ela deve ser constante, de forma a manter os profissionais atualizados e preparados para as mudanças do mercado.

A capacitação deve ser planejada e estruturada, de forma a atender às necessidades específicas da organização. E, claro, deve ser oferecida a todos os empregados, de acordo com o seu perfil e potencial.

Tenha metas realistas e desafiadoras

A ideia de capital humano tem a ver com eficiência e ganho, então nada mais justo do que definir metas para o futuro. Quais resultados devem ser alcançados pelo capital humano? Como isso pode beneficiar a empresa? Sente-se com a liderança para definir suas metas.

É importante que toda meta conte com 5 características. Deve ser: específica, mensurável, alcançável, relevante e com tempo bem definido. Esse padrão, chamado de SMART, nasceu na década de 80 e até hoje subsidia a elaboração de metas realistas e desafiadoras.

>> Leitura recomendada: Saiba como estabelecer metas na empresa que possam ser cumpridas

Observe o potencial de cada profissional

A gestão de capital humano também é responsável por identificar o potencial de cada colaborador. Essa identificação é importante para que a pessoa seja colocada na função que mais se adequa ao seu perfil.

A partir daí, é possível investir na qualificação e na capacitação desses profissionais, de acordo com as necessidades da organização.


Ofereça recompensas atraentes

Não basta contratar as pessoas certas e indicar a direção a ser seguida, também é preciso oferecer recompensas que sejam atraentes. Boas recompensas ajudam a motivar e contribuem para que os profissionais se sintam mais felizes e reconhecidos pela empresa.

A questão é: como definir as recompensas certas? Uma boa recompensa varia de acordo com o tamanho do desafio (meta) proposto, o interesse dos profissionais e, também, o orçamento da empresa. Ao equilibrar esses três fatores, conseguirá uma boa recompensa.

Uma boa opção pode ser criar um programa de recompensas para os funcionários que atinjam as metas. Esse programa deve ser flexível, de modo que possa ser ajustado de acordo com o desempenho da equipe. Lembre-se, elas devem ser atraentes o suficiente para motivar a equipe a atingir as metas.

Monitore os indicadores de desempenho

monitoramento-indicadores-desempenho-equipe

Por fim, é importante monitorar os indicadores-chave de desempenho (também chamados de KPIs). Ao levantar seus indicadores, poderá identificar o que vai bem e pode ser padronizado. De igual modo, poderá avaliar o que está indo mal e precisa de ajustes pontuais. Para isso, é importante que os indicadores sejam claros, objetivos e mensuráveis.

O gestor precisa estabelecer um conjunto de indicadores que demonstrem o rendimento do seu capital humano. Há muitos exemplos, como o índice de turnover, absenteísmo ou nível de produtividade diária.

Quanto melhor esses indicadores, e alinhados com os objetivos estratégicos, melhor para a empresa. Além disso, é preciso que sejam relevantes para a organização e que possam ser monitorados de forma regular.

Com essas dicas, fica mais fácil elaborar uma estratégia de gestão de pessoas eficiente. Lembre-se de que, para ter um bom desempenho, é preciso cuidar das pessoas que trabalham na sua empresa.

Conclusão

Como pôde observar, a gestão do capital humano consiste em um conjunto de práticas que permitem o aumento da eficiência diária e o alcance de grandes resultados. Essas práticas também permitem a retenção dos profissionais talentosos e a formação de equipes de alta performance. Assim, no fim, tanto a empresa quanto os profissionais são beneficiados.

Gostou do nosso artigo? Aproveite para deixar seu comentário. Conte-nos suas principais dúvidas, experiências ou sugestões sobre gestão do capital humano. Vamos lá?

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.