Enter your keyword

Tabela salarial: aprenda como estruturá-la

Tabela salarial: aprenda como estruturá-la

Tabela salarial: aprenda como estruturá-la

A tabela salarial é uma importante ferramenta do RH para uma gestão mais transparente e eficiente. Ela permite que as contratações sejam realizadas, seguindo um padrão que respeita as particularidades do negócio sem afetar a competitividade frente às empresas concorrentes na disputa pelos melhores talentos.

Neste artigo, vamos explicar o que é uma tabela salarial e seus principais componentes, além de dar dicas para criar uma tabela eficiente para o seu negócio. Confira!

O que é uma tabela salarial?

A tabela salarial é um documento que reúne todos os cargos da empresa organizados por Classes, às quais são atribuídas as remunerações. Na prática, ela apresenta a hierarquia de funções da organização, resguardando a importância que cada uma tem para o negócio, de forma que os salários se mantenham equilibrados.

Além disso, ela serve como a principal referência na implementação de um bom Plano de Cargos e Salários, tanto para os colaboradores quanto para os responsáveis pelo setor de RH e pela gestão imediata nas equipes.

Toda tabela salarial é composta por dois aspectos principais: as Classes e as Faixas Salariais. Veja os detalhes sobre cada um, a seguir.

Classe

A Classe é um agrupamento de cargos de mesmo nível de importância para a organização. Ela indica o “tamanho” do cargo em relação aos demais e indica o nível de entrega e exigências.

Ela não deve ser confundida com as atribuições ou setores, pois cargos de diferentes áreas da empresa podem pertencer à mesma Classe. Por exemplo, todos os assistentes de todas as áreas podem pertencer à mesma Classe. 

Mas é importante ressaltar que também não está restrito ao cargo em si, já que a importância de cada um varia conforme o negócio. Em uma empresa desenvolvedora de software, o cargo de analista de desenvolvimento ocupa uma Classe diferente do cargo de analista financeiro.

Faixa salarial

A faixa salarial é o conjunto de remunerações que compõem cada Classe. Os salários variam conforme a maturidade do ocupante de cada posição, seguindo os seguintes parâmetros:

  • Salário inicial: remuneração mínima atribuída a quem acaba de ingressar no cargo, seja por contratação ou promoção;
  • Salário mediano: o valor médio aplicado aos cargos pertencentes à Classe;
  • Salário final: o valor máximo pago dentro da Classe salarial;
  • Amplitude de faixa: a distância entre os valores mínimo e máximo em cada Classe.
 
 

Como criar uma tabela salarial?

A tabela salarial serve de base para muitas decisões importantes da Gestão de Pessoas, por isso deve ser elaborada com bastante cuidado. Listamos algumas dicas que vão ajudar nesse processo. Acompanhe.

Tenha uma boa definição de cargos

Antes de pensar na tabela, volte alguns passos e reveja as descrições dos cargos da sua empresa. Veja se eles estão atualizados, se as atribuições conferem com o que realmente se espera de cada um deles e quais são as competências técnicas e comportamentais exigidas. Essa providência ajuda a prover mais informações e dar mais clareza para a execução dos próximos passos. 


>>Leitura recomendada: [Infográfico] Etapas da Construção de um Plano de Cargos e Salários


Estabeleça a relação de importância de cada cargo

Comece a montagem das Classes, que pode ser feita de cima para baixo ou de baixo para cima. O importante é que elas sigam o organograma da empresa e contemplem todos os cargos disponíveis. Lembre-se de analisar a relevância de cada função para o negócio e de diferenciar o nivelamento com base nisso para ter uma tabela mais estratégica.

Conte com uma boa pesquisa salarial

A definição dos salários é algo que não pode ser feito por meio de achismos ou informações infundadas. É fundamental que eles estejam em conformidade com as práticas utilizadas no mercado, identificadas em uma pesquisa salarial para garantir que as ofertas de vagas sejam atrativas para os profissionais disponíveis, sem afetar as finanças da empresa.

Considere os impactos financeiros

A implementação de uma tabela salarial pode causar fortes impactos nas finanças da organização. Isso porque as remunerações praticadas atualmente podem estar completamente fora do que foi estruturado, gerando a necessidade de adequação.

Uma boa dica é fazer um levantamento completo dos impactos e aplicar os ajustes aos poucos, para uma absorção mais tranquila.

Como vimos, a tabela salarial é um excelente instrumento para a retenção de talentos em uma empresa. Cabe ressaltar que ela deve ser criada de forma bastante criteriosa e que as particularidades do negócio devem ser respeitadas para que ela seja mais atrativa e gere bons resultados para a organização.

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.