Enter your keyword

Employer branding: como fortalecer sua marca empregadora no mercado

Employer branding: como fortalecer sua marca empregadora no mercado

Employer branding: como fortalecer sua marca empregadora no mercado

Você sabia que a forma como sua empresa é vista no mercado pode interferir na quantidade e na qualidade dos profissionais que desejam trabalhar nela? O employer branding é uma estratégia importante para que as organizações fortaleçam sua imagem como empregadora e atraiam os melhores candidatos nos processos de recrutamento e seleção. 

Quer entender melhor como a estratégia funciona na prática, os benefícios de adotá-la e quais processos podem ser implementados para garantir uma melhor reputação? Elaboramos um artigo completo sobre o assunto, confira na leitura. 

O que é employer branding?

O employer branding  — ou “marca empregadora”, em tradução livre  — é um conjunto de estratégias e ferramentas de marketing utilizadas com o intuito de tornar a empresa mais atrativa aos olhos do mercado de trabalho. 

Adotando estratégias de employer branding, a organização pode gerar uma percepção positiva sobre como é trabalhar na empresa, atraindo o interesse de profissionais talentosos e retendo os melhores colaboradores. 

Quando bem executado, o employer branding reflete tanto no público interno (colaboradores), quanto no externo (clientes, candidatos, fornecedores e sociedade), gerando valor para a empresa e fazendo com que ela se destaque de seus concorrentes na corrida por talentos.  

Mais do que apenas divulgação, a estratégia envolve a implementação de ações reais, que valorizam os colaboradores e proporcionam qualidade de vida no trabalho. Dessa forma, os próprios funcionários se tornam divulgadores espontâneos da marca. 

Employer branding x employee experience

A utilização de termos em inglês pode acabar confundindo alguns profissionais, por isso, é importante reforçar as diferenças entre esses dois conceitos. Como vimos, o employer branding é o termo utilizado para falar sobre a marca empregadora, ou seja, ele se refere à imagem que a organização passa ao mercado sobre como se relaciona com seus colaboradores. 

Já o employee experience ou experiência do colaborador é a vivência do funcionário dentro da organização. Esse conceito remete a técnicas e estratégias utilizadas para valorizar a experiência do profissional, desde o seu primeiro contato com a organização até o rompimento do vínculo. 

Entendendo esse dois conceitos, é possível perceber que eles estão muito relacionados. Afinal, empresas que proporcionam boas experiências para seus funcionários tendem a ser vistas de forma positiva no mercado. 

Qual o setor responsável pelo employer branding?

Qual-e-o-setor-responsavel-pelo-employer-branding

Por ser uma estratégia que envolve, diretamente, os colaboradores, é comum pensar que essa é uma tarefa exclusiva do time de RH. Mas não é bem assim, manter uma imagem positiva da organização como empregadora é dever de todos os setores da companhia.

O RH ou o time de Gente e Gestão podem ficar à frente da estratégia, mas ela deve ser realizada em um trabalho conjunto, inclusive, com o time de Marketing, que vai ajudar a divulgar a cultura e a filosofia da empresa para todo o mercado. 

>> Leitura recomendada: Qual a diferença entre clima e cultura organizacional? Veja aqui!

Quais as vantagens de adotar o employer branding na empresa?

Adotar técnicas de employer branding pode trazer benefícios para todas as áreas do negócio e garantir melhores resultados de maneira geral. A seguir, vamos explicar um pouco mais sobre as principais vantagens. 

Atração e retenção de talentos

Esse é um dos principais benefícios e objetivos da estratégia. Ao passar a mensagem de que a empresa tem um ambiente de trabalho feliz e saudável e que valoriza os colaboradores, ela se torna mais atrativa para os candidatos que buscam novas oportunidades. 

Além disso, quem já trabalha na empresa e percebe esses diferenciais positivos, permanece estimulado a continuar no emprego, o que reduz custos de rotatividade e garante a retenção dos melhores talentos. 

Aumento no volume de candidaturas

Quando sua organização é vista como uma “empresa dos sonhos”, é mais fácil conseguir bons currículos nos processos seletivos, já que muitos profissionais ficam de olho em suas movimentações, esperando uma nova oportunidade surgir. Uma boa estratégia de employer branding também faz com que os candidatos não tenham receio de se candidatarem, uma vez que entendem como é o dia a dia na empresa. 

Com um maior número de candidaturas, aumentam as chances de encontrar bons talentos, com um perfil alinhado à cultura do negócio, o que torna os processos mais eficientes e assertivos.

Redução de custos

Pelos motivos citados, o employer branding ajuda a diminuir os custos do recrutamento e seleção, já que será necessário menos gastos com divulgação de vagas. Além disso, com o aumento da retenção, a empresa economiza recursos que seriam gastos com desligamentos, novos processos seletivos, treinamentos e ações de onboarding. 

Aumento do engajamento e produtividade

Boas estratégias de employer branding também garantem que os colaboradores se tornem mais engajados e “vistam a camisa da empresa”, tendo orgulho de trabalhar na organização e buscando entregar sempre melhores resultados. 

Tudo isso reflete em um clima organizacional mais colaborativo e saudável e em profissionais produtivos e eficientes, o que possibilita que a empresa alcance suas metas e tenha um crescimento no mercado. 


Fortalecimento da marca

Por fim, o employer branding ajuda a fortalecer a imagem da marca no mercado. A equação é simples, quanto mais pessoas falarem bem da empresa, sejam colaboradores, parceiros ou candidatos, maior será o reconhecimento dessa marca. 

Lembre-se que hoje, as pessoas são incentivadas diariamente a compartilharem experiências e vivências nas redes sociais. Esses compartilhamentos ajudam a criar uma imagem, que pode ser positiva ou negativa. 

Pensar em estratégias para que seu time mostre as boas experiências que vivenciam na empresa, portanto, é uma forma de alimentar o marketing boca a boca e fazer com que sua marca seja lembrada de forma positiva. 

5 estratégias para employer branding

Implementar uma boa marca empregadora exige planejamento e cautela. Muitas ações e estratégias podem ser utilizadas, por isso, é preciso entender a realidade atual do seu negócio e quais práticas podem gerar um resultado positivo. 

A seguir, listamos 5 estratégias para ajudar sua empresa a colocar o employer branding em prática. Confira. 

1. Tenha planejamento e estratégia

É importante que as ações sejam planejadas com estratégia e de forma bem estruturada. O primeiro ponto é definir os objetivos, seja atrair candidatos, reter colaboradores ou mesmo reestruturar a cultura organizacional

Com base nos objetivos, defina quais estratégias práticas vão ser implementadas para alcançá-los e quem será o time responsável por cada uma delas. É importante definir um cronograma de ações, discriminando recursos disponíveis para o projeto, prazos para a implantação e indicadores que vão ajudar a mensurar resultados. 

2. Use o marketing digital como aliado

O marketing digital pode ser utilizado para fortalecer as estratégias de employer branding e divulgá-las para o mundo, dando mais visibilidade à empresa. 

Assim, é importante pensar em ações práticas como a criação de uma área de carreira no site institucional da empresa. Além disso, é válido alimentar as redes sociais da marca como publicações sobre o cotidiano da empresa, depoimentos de colaboradores e campanhas de recrutamento.  

3. Defina sua Employment Value Proposition – EVP

Employee Value Proposition, ou Proposta de Valor ao Empregado, é o pacote de ofertas e valores que torna sua companhia única e diferencia o colaborador da sua organização de um empregado em qualquer outra empresa. 

Ele é composto por:

  • Benefícios corporativos;
  • Salários e políticas de promoções;
  • Oportunidades de desenvolvimento e planos de carreira;
  • Práticas de avaliação e feedbacks;
  • Ambientes e modelos de trabalho;
  • Cultura da organização. 

O EVP é mutável e deve acompanhar o crescimento e o amadurecimento do negócio. Além disso, a proposta precisa ser divulgada internamente, para que todos os profissionais entendam os diferenciais da empresa. 

Obviamente, é essencial que a organização cumpra tudo o que propõe no EVP, do contrário, sua credibilidade estará em jogo e o employer branding será afetado. 

4. Invista em uma boa política de benefícios

Os benefícios corporativos são ferramentas importantes para destacar sua empresa dos concorrentes na corrida por talentos. Eles mostram que a organização valoriza seus profissionais e sabe o quanto é importante investir neles. 

A dica é observar o mercado para definir benefícios que farão realmente a diferença, levando em conta a diversidade dos colaboradores e os diferentes perfis. Apostar em benefícios flexíveis é sempre uma boa escolha para fortalecer a marca empregadora.


5. Realize processos de onboarding

As primeiras experiências que um colaborador têm na empresa em que foi contratado fazem muita diferença na percepção que ele terá no futuro. Por isso, criar planos de onboarding é uma boa estratégia para integrar os novos talentos, passar uma primeira impressão positiva e minimizar o turnover recente. 

Um processo bem estruturado ajuda a alinhar expectativas, diminuir frustrações e aumentar a satisfação do recém-contratado, possibilitando que ele se torne naturalmente um divulgador da empresa. 

Concluindo, o employer branding é um conjunto de estratégias que ajudam a melhorar a reputação da empresa como empregadora no mercado, garantindo que ela seja vista como um excelente lugar para se trabalhar. Esse tipo de estratégia auxilia na atração e na retenção de talentos, tornando os processos mais otimizados e assertivos. 

Agora que você já sabe o que é essa ferramenta e como implementá-la, descubra também como construir uma equipe de alta performance. Baixe gratuitamente nosso ebook completo sobre o assunto. 

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Co-Founder da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.