Enter your keyword

Como utilizar o Business Intelligence em prol do RH

Como utilizar o Business Intelligence em prol do RH

Como utilizar o Business Intelligence em prol do RH

Business Intelligence (BI) é uma abordagem para os negócios que combina técnicas de coleta e análise de dados para que você possa tomar decisões mais conscientes e embasadas. Na prática, isso significa ter uma visão ampla dos negócios e sabe utilizar as informações para implementar melhorias.

Tradicionalmente, e por motivos óbvios, o RH é considerado uma área humana em sua atuação. Na maioria das vezes, as ações são tomadas com foco na qualidade e não na quantidade. Mas, com o desenvolvimento da área de BI, a ideia de incorporar inteligência corporativa ao RH começa a ser cada vez mais interessante.

Neste artigo, você vai descobrir como pode utilizar Business Intelligence em prol de seus recursos humanos.

O que é Business Intelligence (BI)?

Chamamos de Business Intelligence – ou simplesmente BI – a abordagem de gestão que se vale da coleta de informações para tirar diagnósticos e tomar decisões mais assertivas. A ideia aqui é utilizar as tecnologias para analisar e transformar os dados, criando assim estratégias mais efetivas para o sucesso dos negócios.

As ferramentas de BI nos ajudam a coletar e processar grandes quantidades de informação com maestria. A partir disso, oferecem relatórios analíticos que servem de apoio para desenhar os próximos passos do planejamento. 

As conclusões que surgem desse processo podem, então, ser apresentadas em forma de sumários, gráficos, tabelas, entre outros formatos de fácil visualização.

A essa altura, é importante lembrar que essa é a definição mais moderna para Business Intelligence. Tradicionalmente, o BI foi utilizado para representar o uso de informações para criar estratégias de negócio mesmo em um mundo pré-informática. 

O termo surge pela primeira vez nos anos 1960 para designar o sistema de troca de informações entre diferentes organizações. Nos anos 1980, com a chegada da computação, a área ganha ainda mais tração a partir das novas possibilidades introduzidas pela tecnologia.

Onde Business Intelligence é utilizado?

Antes de avançar para as particularidades e vantagens do BI dentro dos setores de RH, é preciso entender quais são os pilares que sustentam essa abordagem para os negócios.

Começamos pela coleta de dados. Esse é o primeiro ponto onde o BI exerce sua influência. Para ter bons resultados e tomar decisões fundamentadas, devemos nos certificar de que temos em mãos informações de qualidade. Ao coletar os dados sobre o cenário atual, é importante ir pensando na categorização deles em temas como produtividade, cultura organizacional, etc. Isso deve facilitar seu trabalho nas próximas etapas.

Em seguida, passamos para a organização e análise do material bruto. Durante essa fase, o BI orienta que os dados coletados sejam analisados com minúcia para que possamos compreender os pontos fortes e fracos da organização. Outro ponto importante deste pilar é garantir que as informações coletadas sejam armazenadas em local de fácil acesso, pois, esse material servirá de referência durante todo o processo.

Por fim, aplicamos o BI para garantir ação e o monitoramento. A essa altura, você já coletou os dados e tirou conclusões deles. Então, será preciso sugerir mudanças e acompanhar a adaptação e os resultados que partem dessas ações. Com o monitoramento, verificamos a efetividade de nossas ações e conseguimos ajustar conforme necessário.

 

Como aplicar Business Intelligence em seu RH?

Dentro das empresas, o departamento de recursos humanos engloba diversas funções: processo seletivo, treinamento, gestão de clima organizacional, avaliações de desempenho, etc. Esse é um trabalho multifacetado e que exige capacidade analítica para lidar com situações singulares.

Podemos perceber que o chefe do RH é, acima de tudo, um gestor que precisa lidar da melhor maneira possível com as situações apresentadas. Nesse sentido, nada mais justo do que utilizar técnicas de gestão como o BI para garantir qualidade em suas decisões.

Muita gente ainda acredita que lidar com dados é um trabalho mecânico e frio. Por isso, não teria espaço dentre as atividades do RH – uma área humana por definição. Mas, na prática, descobrimos que o BI combina muito bem com atividades de recursos humanos. O segredo aqui é a veracidade das informações. Uma vez que você tem dados de qualidade, é possível chegar ao cerne das questões e entender todas as nuances que afetam a rotina do colaborador.

As vantagens de utilizar BI em seus Recursos Humanos

Agora que você já sabe o que é Business Intelligence e como essa abordagem pode ser aplicada aos recursos humanos, pode estar se perguntando se deve adotá-la em seus processos de RH

A seguir, apresentamos as principais vantagens que você tem ao adotar BI em seu RH.

Recrutamento e seleção

Começando pelo início de todas as relações trabalhistas, temos os processos seletivos para novos colaboradores. Ao incorporar BI em seus recrutamentos, o RH consegue se certificar de que está contratando profissionais compatíveis com a vaga e com a organização.

A assertividade é essencial nesta que é uma das decisões mais importantes para os recursos humanos. Uma alocação adequada dos talentos garante mais produtividade. Por outro lado, contratações acertadas também resultam em vínculos mais duradouros.

Retenção de talentos

Para além do momento da seleção, outro ponto em que o BI brilha é na hora de reter os talentos dentro da empresa. É importante trabalhar na retenção considerando que existe um custo em contratar e treinar novos profissionais.

A análise dos dados ganha aqui contornos de diagnóstico, pois permite medir o nível de satisfação geral e trabalhar para garantir boas condições de trabalho. Além disso, você pode realizar uma gestão de competências para compreender se alocou cada profissional no cargo mais adequado para suas habilidades.

Performance dos colaboradores

Não existe muito segredo para compor uma equipe de alta performance. É preciso garantir orientação adequada, treinamento para todos, comprometimento dos colaboradores e desenvolvimento de ações para engajar. Por mais que o caminho seja simples, porém, nem sempre conseguimos enxergar as falhas de nossa própria equipe — é aqui onde entra a análise de BI.

Com a abordagem de Business Intelligence, o gestor de RH pode identificar as lacunas de competências ou valores em seus colaboradores. A partir do diagnóstico sobre o que falta, fica mais fácil propor treinamentos adequados.

Clima organizacional

Muitas vezes, os problemas verificados não têm raiz em um único profissional ruim ou colocação inadequada. Brigas mal resolvidas, falta de comunicação e sobrecarga podem afetar negativamente os resultados do trabalho.

É importante entender se o que acontece não é, na verdade, um clima organizacional ruim. Se esse for o caso, é possível novamente se voltar para os dados para criar um diagnóstico analítico. O BI te ajuda a compreender as aflições do pessoal e direcionar os esforços para melhorar o clima.

 

Qualidade das entregas

Não é só a qualidade das relações que pode ganhar com a adoção de Business Intelligence em suas estratégias. Quando existem problemas de performance individual ou coletiva, isso quase sempre se reflete na qualidade das entregas da empresa.

A boa notícia é que você pode utilizar esses dados como ponto de partida para seu processo de melhoria. Com o BI, temos uma ferramenta eficiente para entender se os resultados ruins não têm origem em problemas de recursos humanos. 

Business Intelligence vs. Business Analytics: semelhanças e diferenças

Quando falamos do potencial que o BI tem de criar análises minuciosas, algumas pessoas pensam logo em Business Analytics. De fato, as duas abordagens têm muito em comum: ambas buscam a coleta de dados para compreender a fundo uma situação. Com isso, nos oferecem insights sobre o cenário atual. Mas, as semelhanças param por aí.

O Business Intelligence tem um caráter descritivo em seu desenvolvimento. Buscamos, aqui, representar fielmente o que está acontecendo dentro da organização hoje. Olhamos para os dados para entender quais problemas atravessam a produção em seu estado atual.

Por outro lado, as práticas de Business Analytics têm caráter preditivo. Isso significa que essa abordagem olha para os dados não só para compreender o que está acontecendo, mas, também prever possíveis desdobramentos. A partir disso, conseguimos agir preventivamente para evitar efeitos ruins no futuro.

Melhores softwares para trabalhar com BI no RH

Cada vez mais, Business Intelligence tem se tornado uma ferramenta de gestão popular. Por isso, cresce também o número de softwares que você pode utilizar para aplicar BI em seu RH. Abaixo, relacionamos alguns dos principais softwares que você pode adotar em sua gestão.

  1. Microsoft Power BI

Criado pela gigante de tecnologia, o aplicativo permite a visualização dos dados em plataforma unificada e escalonável para BI. Os planos são pagos, mas há um período de teste gratuito.

  1. Qlikview

Desenvolvido pela QlikTech, o aplicativo conta com uma metodologia inovadora chamada de Business Discovery. Seus preços não são divulgados pela empresa, pois variam de acordo com as necessidades do usuário. É possível realizar teste gratuito antes de contratar.

  1. Pentaho

Este é o software desenvolvido pela Hitachi, marca representante do conglomerado multinacional. Em sua página, a empresa não informa o preço de seus planos. O teste gratuito é de 30 dias.

  1. Tableau

Tableau é um software que promete te ajudar a desbloquear o potencial dos dados para melhorar seus índices. O preço dos planos depende de um orçamento personalizado para as suas necessidades. Existe, porém, a possibilidade de realizar um teste gratuito.

A inteligência corporativa a serviço das relações humanas

Foi-se o tempo em que precisávamos agir no escuro e guiar a gestão pela tentativa e erro. Hoje em dia, temos ferramentas poderosas para entender o estado real das coisas e tomar decisões embasadas durante todo o caminho.

Com Business Intelligence, o seu RH ganha muito em qualidade de processos e relações humanas. Ao avaliar os dados, temos uma noção fiel sobre o que está acontecendo e podemos nos movimentar de acordo. Dessa forma, colocamos a inteligência corporativa a serviço das relações humanas.

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.