Enter your keyword

Neo-Pi-R: você conhece o teste que faz avaliação de personalidade?

Neo-Pi-R: você conhece o teste que faz avaliação de personalidade?

Neo-Pi-R: você conhece o teste que faz avaliação de personalidade?

Parte importante do trabalho de profissionais dos recursos humanos está em conhecer os membros da sua equipe. Muitas vezes, porém, uma simples entrevista ou conversa informal não dá conta do recado. Para conhecer melhor os colaboradores, podemos usar testes de personalidade como o Neo-Pi-R. Criado dentro do contexto da psicologia, ele ganhou espaço nas rotinas de RH por se mostrar uma ferramenta poderosa.

Para saber mais sobre o teste Neo-Pi-R, sua origem e aplicações, é só continuar lendo este artigo.

O que é o teste Neo-Pi-R?

O Neo-Pi-R – ou Inventário de Personalidade NEO PI Revisado – é um teste de personalidade adulta reconhecido internacionalmente por seu elevado rigor na avaliação e construção de resultados. Ele conta com uma base teórica que considera cinco grandes fatores para compreender os contornos da subjetividade de um indivíduo.

Ainda que hoje o Neo-Pi-R seja bem aceito e largamente utilizado, é importante lembrar que avaliar personalidades não é uma tarefa simples. Precisamos ter cuidado para não tomar como verdade suposições generalistas que pouco condizem com a realidade. Além disso, existe o desafio de criar definições básicas e claras o suficiente para que sejam compreendidas por diferentes culturas e nacionalidades.

Hoje, compreendemos a teoria dos cinco grandes fatores como um das mais eficientes e universalmente compreensíveis. Em especial, o Inventário de Personalidade NEO PI Revisado surge como consenso de modelo mais adequado para avaliar personalidades dentro de diferentes culturas. Por isso, ele tem sido muito utilizado nas últimas décadas.

>> Leitura recomendada: Conheça 7 formas de eliminar o viés inconsciente na empresa

O que é uma avaliação de personalidade?

Dentro da psicologia, as avaliações – ou testes – de personalidade são instrumentos científicos criados para entender os contornos da subjetividade de um indivíduo. 

A construção do resultado se baseia nas Teorias de Personalidades. Em geral, partindo de conceitos e arquétipos básicos para construir uma descrição do temperamento daquele indivíduo. A intenção aqui é ter um registro claro de suas características, valores, formas de pensar e agir, frente aos estímulos do cotidiano.

A Teoria do Big Five: os cinco grandes fatores

O teste Neo-Pi-R conta com uma base teórica construída por décadas de estudos sobre o tema. Um de seus fundamentos principais é a Teoria do Big Five. Também conhecido como Modelo dos Cinco Grandes Fatores, esse conceito busca descrever as dimensões básicas da personalidade humana.

A origem dos estudos sobre o assunto remonta à década de 1930, com o psicólogo estadunidense William McDougall. Autor de Introdução à Psicologia Social, ele acreditava que a análise da linguagem natural poderia servir para entender a personalidade. 

A partir da perspectiva psicanalítica, McDougall defendia que os valores se formariam a partir de um fluxo de informações transmitidos de pais para filhos. Sua contribuição para os estudos do tema culmina, então, na proposição de um modelo com cinco fatores pelos quais a personalidade poderia ser analisada: intelecto, caráter, temperamento, disposição e humor. 

Logo, o modelo proposto ganhou espaço nas pesquisas sobre personalidade. No início, sua aplicação principal era dentro dos consultórios, mas, logo outros segmentos foram despertando para a importância de avaliar a personalidade.


Os cinco domínios do Neo-Pi-R

Quase 50 anos após as primeiras contribuições sobre os cinco grandes fatores da personalidade, o tema seguia relevante e discutido entre os pesquisadores. Em Baltimore, nos Estados Unidos, os psicólogos Paul Costa Jr. e Robert McCrae atualizaram a proposta na forma de um teste.

Dentro do National Institute of Health, suas pesquisas sobre gerontologia levaram à formulação do Neo-Pi-R e seus cinco domínios. Cada um dos domínios tem dentro de si seis facetas, totalizando 30 características de personalidade possíveis. 

1 – Neuroticismo

O neuroticismo é o domínio da personalidade que diz respeito às emoções negativas, como tristeza, mau humor, raiva ou ansiedade. Indivíduos que tem esse aspecto ressaltado tendem a experimentar altos níveis de estresse e têm baixa tolerância a situações de tensão.

As facetas do neuroticismo são a ansiedade, a raiva, a depressão, o embaraço, a impulsividade e a vulnerabilidade.

2 – Extroversão

A extroversão é um fator com nome bastante autoexplicativo. Ele descreve a intensidade com que o indivíduo expressa seus sentimentos e opiniões durante interações sociais. O domínio deste aspecto sobre a personalidade pode ser facilmente reconhecido – uma pessoa extrovertida é aquela que fica energizada na presença de outros.

Suas facetas são o acolhimento, o gregarismo, a assertividade, a atividade, a busca de sensações e as emoções positivas.

3 – Abertura à experiência

Quando falamos em alguém aberto a experiências, estamos descrevendo uma pessoa que demonstra interesse em viver coisas novas. É exatamente isso que esse domínio indica, em maior ou menor grau. Indivíduos com personalidade aberta tendem a ser imaginativos, criativos e curiosos sobre o novo.

Dentro desse domínio, encontramos as seguintes facetas: fantasia, estética, sentimentos, ações variadas, ideias e valores.

4 – Amabilidade

A amabilidade é o domínio que se refere ao quanto alguém se mostra agradável para o convívio social. Também conhecido como agradabilidade em algumas traduções, ele indica sinais de empatia, altruísmo, gentileza e afeto no trato com o outro. Pessoas que têm esse aspecto exacerbado em sua personalidade tendem a ser queridos pela maioria por serem confiáveis e prestativas.

A amabilidade traz consigo as facetas da confiança, franqueza, altruísmo, complacência, modéstia e sensibilidade.

5 – Conscienciosidade

Por fim, mas não menos importante, temos o domínio de personalidade da conscienciosidade. Ele se define pelo autocontrole e foco nas metas e nos objetivos. Um indivíduo consciencioso é aquele que gosta de trabalhar com planejamento e está sempre refletindo sobre os efeitos de suas ações. Ele também tende a ser bastante pontual e metódico em suas atividades cotidianas.

Com a alta conscienciosidade, temos as facetas de competência, ordem, senso de dever, esforço por realizações, autodisciplina e ponderação.

Como o teste é utilizado nas organizações

Desde sua primeira publicação, em 1978, o teste Neo-Pi-R assumiu diversas utilidades. Seja nos ambientes terapêuticos ou nos recrutamentos de RH, muito se fez e ainda se faz com base no Inventário de Personalidade NEO PI Revisado. 

Cada um dos domínios apresenta seis facetas. Elas funcionam como gradações que indicam como a personalidade lida com diferentes aspectos. A variação vai do muito baixo ao muito alto e o que fica no meio disso é considerado mediano. No relatório, são incluídos apenas aqueles resultados que se distanciam da média.

O Neo-Pi-R precisa ser realizado por um profissional qualificado e autorizado, o psicólogo. O questionário conta com 240 afirmações que precisam ser classificadas de acordo com a opinião do entrevistado. Nesse sentido, as alternativas são DF (discordo fortemente), D (discordo), N (neutro), C (concordo) e CF (concordo fortemente).


Os benefícios da aplicação do Neo-Pi-R

Para os departamentos de recursos humanos, é essencial conhecer a personalidade de seus colaboradores. Os modelos de gestão contemporâneos são claros sobre a necessidade de construir políticas personalizadas para as demandas de cada organização. Pensando nisso, reunimos abaixo os principais benefícios da aplicação do teste Neo-Pi-R.

Fit cultural

O fit cultural descreve a situação de compatibilidade entre a cultura organizacional da empresa e os valores adotados por seus colaboradores. Quando existe boa afinidade entre empresa e funcionário, o trabalho fica mais fácil e os resultados mais tangíveis.

Nesse sentido, testes de personalidade como o Neo-Pi-R são extremamente úteis para avaliar quais candidatos são mais compatíveis com a organização. Assim, podemos garantir o fit cultural nas contratações e realocações internas. 

Assertividade no recrutamento

Ainda no sentido da compatibilidade entre empresa e colaborador, é preciso entender que nem sempre isso diz respeito a cultura organizacional. Com frequência, uma mesma empresa vai precisar de profissionais com diferentes perfis para ocupar diferentes vagas. Devemos alocar os profissionais conscienciosos, por exemplo, naqueles cargos que peçam mais resiliência e sistematização da conduta.

O teste Neo-Pi-R também te ajuda nesse desafio. Ao oferecer uma maneira de avaliar a personalidade dos candidatos ainda no processo seletivo, ele facilita a compreensão sobre quem se encaixa melhor em cada vaga.

Facilidade para realocar colaboradores

Não é só durante as contratações que os testes de personalidade se fazem útil. É comum que empresas optem por realocar profissionais já vinculados, quando uma vaga surge, sobretudo quando se trata de um cargo de chefia.

Para não errar nesses momentos tão delicados de realocação, você também pode lançar mão do Neo-Pi-R. Aplique o teste sempre que quiser se certificar de que está promovendo o profissional de maneira adequada.

DNA motivacional

Quando o assunto é personalidade, é importante que fique claro que não existe certo ou errado. Cada indivíduo é único e vai se dar melhor em atividades específicas. 

O sucesso na hora de construir uma equipe motivada está em garantir a sintonia entre as demandas do cargo e o perfil do colaborador. Quando essa combinação é bem-sucedida, significa que conseguimos ativar o “DNA motivacional” do profissional. Em outras palavras, alocamos ele em atividades que podem mantê-lo motivado e engajado por mais tempo.

Conte com ajuda especializada

Dentro da rotina de gestão do RH, é preciso cuidar para que os colaboradores estejam alocados em tarefas e cargos compatíveis com seu perfil. Devemos considerar seus interesses e sua personalidade para garantir assertividade na seleção dos profissionais.

O teste de personalidade Neo-Pi-R é uma poderosa ferramenta para conhecer os membros da sua equipe. Ele ajuda a combinar os profissionais com as funções onde eles terão maior sucesso. 

Mas, é preciso ter em mente que muitos dos testes exigem conhecimento e capacitação prévia. Assim, vale a pena buscar ajuda de quem mais entende do assunto. Na Sociis RH, estamos prontos para te ajudar em todas as suas demandas de recursos humanos. Entre já em contato para entender como nosso time de especialistas pode te ajudar.

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Co-Founder da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.