Enter your keyword

RH ágil: saiba o que é e como aplicar na empresa

RH ágil: saiba o que é e como aplicar na empresa

RH ágil: saiba o que é e como aplicar na empresa

O RH Ágil é uma metodologia moderna que vem conquistando a preferência das empresas mais inovadoras do mercado. Surgida no setor de tecnologia, essa nova forma de conduzir os processos e atividades de uma área permite uma maior eficiência dos profissionais e, com isso, mais agilidade na execução das tarefas do dia a dia.

Neste artigo, vamos explicar o que é a metodologia ágil e como ela foi adaptada para o setor de RH. Em seguida, vamos mostrar as principais diferenças entre o formato ágil e o tradicional e dar dicas para que você possa implementar a metodologia em sua empresa. Confira!

O que é a metodologia ágil? 

A metodologia ágil surgiu no ano de 2001, dentro de uma fábrica de softwares, fruto de uma enorme insatisfação dos programadores da época em relação à forma como os projetos eram estruturados. Todas as etapas precisavam ser concluídas antes da entrega ao cliente, o que levavam muito tempo. O que acontecia era que, em grande parte das ocasiões, o software entregue não correspondia às expectativas do cliente ou já não era eficiente, frente às inovações surgidas enquanto ele era desenvolvido.

Diante disso, os programadores se juntaram e lançaram o Manifesto Ágil, que visa mudar o foco da valorização de alguns fatores do processo de desenvolvimento de software que estavam tornando-o desnecessariamente burocrático. O documento incentiva que as pessoas valorizem:

  • indivíduos e interações mais que processos e ferramentas
  • software em funcionamento mais que documentação abrangente
  • colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
  • responder a mudanças mais que seguir um plano
 
Origem-da-metodologia-agil-no-rh
 

Como esta metodologia chegou ao RH?

O Manifesto Ágil mudou completamente a forma como as fábricas de software atuam no mercado e permitiram um crescimento exponencial, não apenas para o setor, como também para todos os demais que acabaram sendo beneficiados pela criação de sistemas cada vez mais inovadores. 

Como acontece com toda boa ideia, outros setores acabaram adotando a mesma linha de pensamento, adaptando as premissas do manifesto original para as suas realidades. De acordo com o Manifesto Ágil de RH, a área deve valorizar:

  • redes colaborativas mais do que estruturas hierárquicas
  • transparência mais do que sigilo
  • adaptabilidade mais do que prescrição
  • inspirar e comprometer-se mais do que gerenciar e reter
  • motivação intrínseca mais do que recompensas extrínsecas
  • ambição mais do que obrigação
 

Lembrando que em ambos os manifestos, existe o reconhecimento da importância dos valores colocados à direita, mas a valorização maior deve ser daqueles que se encontram à esquerda.

RH Ágil x RH Tradicional

A ideia de ter um RH mais dinâmico e produtivo é bastante interessante, mas na prática, como é que isso acontece? Afinal, quais são as diferenças entre um RH ágil e um RH tradicional? É o que vamos mostrar nos tópicos a seguir, passando pelos principais subsistemas do setor.

Recrutamento

O recrutamento é, literalmente, a porta de entrada dos profissionais na empresa. No RH tradicional esse processo tem início quando uma vaga é aberta. Em caso de aumento de quadro, o tempo decorrido entre a abertura da vaga e seu preenchimento se resume na espera para dar início a algo. Já no caso de reposição de alguém que pediu demissão inesperadamente, esse tempo pode gerar prejuízos importantes.


>> Leitura recomendada: [E-book] 03 Pontos imprescindíveis aos Processos Seletivos estratégicos


O RH ágil tem uma postura diferente, na qual o processo de recrutamento é contínuo. Por meio de estratégias de employer branding, a empresa se posiciona de forma atrativa para os melhores talentos. Além disso, o próprio RH pode contar com a formação de um banco de talentos que possam ser acionados em menor espaço de tempo.

 

Configuração das equipes em squads

No RH tradicional, os times são formados conforme as atividades exercidas, já no RH Ágil é utilizado o formato em squads, que são times multidisciplinares que atendem a projetos específicos. Esse formato pode ser aplicado tanto na empresa de uma forma geral, quanto internamente, no próprio RH, caso o time seja maior.

O grande diferencial das squads é que as pessoas passam a ter um contato muito mais próximo e podem conviver com profissionais de diferentes áreas e diferentes níveis hierárquicos. O formato também valoriza o aprofundamento no cliente atendido, seja ele interno, seja externo.

Feedback e avaliações de desempenho

Enquanto no RH tradicional o feedback acontece de forma pontual, nos momentos de avaliações semestrais ou anuais, no RH ágil ele é constante e faz parte da rotina dos profissionais. A forma como um processo ágil é estruturado exige que esse tipo de comunicação se mantenha fortalecido.


>> Leitura recomendada: [E-book] O bê-á-bá da Avaliação de Desempenho


Diante disso, os programas de treinamento e desenvolvimento são melhor planejados e organizados, e o funcionário consegue uma gama maior de conhecimento, podendo atuar em várias frentes e trazer soluções diferentes para suas tarefas do dia a dia.

Lideranças

A liderança em uma empresa que tenha um RH tradicional tende a ser mais centralizada e apegada à hierarquia. Isso acaba impondo alguns entraves à fluidez dos processos, além de facilitar o surgimento de conflitos.

No RH ágil as lideranças são incentivadas a compartilhar mais da sua gestão e atuarem de forma mais orientadora, o que faz com que esses gestores tenham mais confiança em seus liderados e os conheçam melhor.

Com isso, os líderes assumem responsabilidades mais estratégicas na gestão das pessoas e contribuem de forma mais efetiva nos processos do RH, como na definição das vagas, na busca pelos melhores talentos e em seu desenvolvimento.

Treinamento e desenvolvimento

O RH tradicional tende a enxergar o colaborador dentro das limitações do seu cargo atual. Em alguns casos, ele pode até ir um pouco além e desenvolver trilhas mais completas de carreira, mas sempre existirão gargalos em políticas internas, de uma forma geral.

No método ágil, o RH busca o aperfeiçoamento constante dos colaboradores, que são encorajados a assumir responsabilidades, a encarar novos desafios e a ampliar sua gama de conhecimento para além da sua “bolha”. Isso traz benefícios para a sua formação profissional e para a empresa, que ganha um colaborador mais completo e versátil.

Como-aplicar-a-metodologia-do-rh-agil-na-empresa
 

Como aplicar o RH Ágil na organização? 

Agora que já sabemos o que é o RH ágil e todos os seus impactos, vamos falar sobre como aplicar essa metodologia em sua empresa. Acompanhe!

Conheça os princípios de um RH Ágil

O primeiro passo é conhecer e dominar os princípios listados no manifesto do RH ágil. Eles devem servir de base para todas as decisões que serão tomadas, bem como para todas as mudanças que serão necessárias. Eles também devem ser incorporados na cultura da organização e se tornar parte do cotidiano de todos.

Crie redes colaborativas

É importante contar com uma estrutura fluida, sem entraves e que favoreça a agilidade. O ideal é priorizar as ações coletivas e o espírito de colaboração, principalmente em casos mais frágeis. Dessa forma, os possíveis problemas individuais são melhor absorvidos e a sinergia da equipe se mantém intacta, rumo a um desempenho cada vez melhor e mais veloz.

Preze pela transparência

A confidencialidade não é uma boa amiga nesse quesito. É essencial prezar por uma gestão transparente e uma liderança com uma visão mais abrangente. Nesse sentido, o chamado líder situacional tem uma boa vantagem, com habilidade e competência para orientar seus liderados e agir da forma correta nos casos de baixo desempenho.

Também é preciso que a comunicação entre líderes e subordinados seja clara e precisa, em especial nas situações de dificuldade. A transparência ajuda a transmitir a situação real do momento, e permite a busca pelas saídas mais eficazes.

Invista na adaptabilidade

O RH ágil deve estar preparado para as transformações constantes que vivemos no mundo atual. O gestor de pessoas deve considerar os impactos da transformação digital e adaptar as novas metodologias em um curto espaço de tempo.

Nesse sentido, os planejamentos estratégicos tendem a ser mais curtos e passam por mais alterações para manter o nível de competitividade do negócio. O gestor precisa estar atento a essa necessidade para priorizá-la e, assim, manter a agilidade.

Inspire e engaje a equipe

A inspiração é uma excelente aliada na adoção da metodologia ágil no RH. Para isso, é importante difundir bem os princípios que a regem entre os colaboradores, mostrando os benefícios de aderir à nova cultura. Como resultado, a empresa passa a contar com profissionais mais engajados em suas atividades, prontos para darem o melhor de si para o sucesso do negócio.


>> Leitura recomendada: [E-book] 03 maneiras para engajar sua equipe


Estimule a motivação intrínseca

Outro ponto crucial a ser difundido entre as pessoas é sobre o quanto o RH ágil é capaz de desenvolver a carreira de cada um. Sendo assim, os colaboradores passam a enxergar não apenas o valor gerado para a companhia, como também o quanto essa metodologia pode impulsionar suas realizações profissionais e até mesmo pessoais. Isso fará com que se sintam responsáveis por esse processo de mudança e assumam comportamentos mais intensos e contributivos.

Incentive a ambição saudável

A ambição é um grande desejo por algo melhor ou maior. Não deve ser confundida com a ganância, que está ligada apenas a questões financeiras e de poder. Dito isso, é interessante destacar que sem ambição ninguém sai do lugar, ou seja, não há evolução. Por isso, é preciso estimular a vontade de ocupar cargos mais altos, no sentido de mostrar essa questão como algo natural do ser humano.

O RH ágil é uma metodologia que proporciona muitos benefícios para a organização e também para seus colaboradores. Ela é uma das grandes responsáveis por promover um RH mais estratégico, que contribui de forma direta e ativa para o crescimento da empresa e os bons resultados do negócio.

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo!

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Diretora de Recursos Humanos da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.