Enter your keyword

7 tendências que os profissionais de RH devem ficar de olho

7 tendências que os profissionais de RH devem ficar de olho

7 tendências que os profissionais de RH devem ficar de olho

Com o avanço da tecnologia e a necessidade de se adaptar às novas demandas de mercado, o setor de Recursos Humanos passa por várias mudanças. Essa é, inclusive, a grande oportunidade para que as empresas implementem inovações em suas metodologias de trabalho e consigam valorizar ainda mais seus colaboradores.

Além disso, estar de olho nessas novidades faz uma grande diferença para o crescimento e o desenvolvimento da organização, pois traz mais motivação e incentivo para a equipe, que passa a trabalhar pautada em parâmetros que garantem sua qualidade de vida, bem-estar e um excelente clima organizacional.

Sendo assim, que tal conhecer agora as 7 tendências que os profissionais de RH devem acompanhar no momento? Confira a nossa lista e atualize-se!

1. Manter o colaborador como protagonista

Os profissionais de RH devem ficar cada vez mais atentos às experiências dos colaboradores dentro da empresa. Afinal, as pessoas procuram e permanecem em empregos que estejam de acordo com suas ambições pessoais, isso sem deixar de lado os propósitos da organização.

A proposta, neste caso, é que o colaborador seja visto e tratado como protagonista. Tudo, é claro, de forma equilibrada. Isso não significa que a pessoa fique livre para adequar o trabalho ao seu estilo de vida.

Afinal, a empresa tem metas bem definidas e deve ter regras bem claras, de forma que o colaborador atue em harmonia com os objetivos da organização. Avalie as possibilidades da empresa e desenvolva novas ideias!

2. Investir em análises com o People Analytics

É muito importante observar dados e informações pertinentes para a gestão de pessoas dentro de organizações. O meio ideal para isso é se valer do People Analytics. As informações recolhidas por essa metodologia chegam de diversas fontes, por exemplo, redes sociais, softwares de gestão etc., para saber a resposta dos colaboradores em relação à empresa.

A partir disso, é possível avaliar uma série de questões relacionadas a produtividade, engajamento, retenção de talentos, percepções e sentimentos, bem como o nível de satisfação. Os gráficos ficam registrados, para que se acompanhe de perto a evolução ao longo do período e para que todos os dados sejam usados em ações e estratégias de melhoria.

3. Usar ferramentas de feedback

O setor de RH, naturalmente, já se preocupa com o feedback dos colaboradores acerca das ações da empresa e sempre procura mecanismos para fortalecer a relação entre os dois lados. Mas vale dizer que o colaborador também precisa estar aberto aos feedbacks acerca de sua postura e entrega.

Algumas plataformas permitem que isso seja feito de forma muito rápida e em tempo real, por meio do celular ou computador, por exemplo, e sem identificação, para situações mais gerais. Outras metodologias, como o Feedback estruturado ou a avaliação 360º, permitem que a empresa e colaboradores, sejam avaliados de forma horizontal, como um todo.

Vale a pena se inteirar a respeito das ferramentas atuais e ver quais delas se encaixam melhor no modelo de negócio da organização. O que não pode acontecer é deixar essa ação tão importante de lado.


>> Leitura recomendada: [E-book] O bê-á-bá da Avaliação de Desempenho


4. Fazer treinamentos aliados à tecnologia

A tecnologia é o nosso presente e também o futuro. Pode parecer óbvio afirmar algo do tipo, mas muitas empresas ainda não estão devidamente preparadas para incorporá-la em suas atividades.

Por isso, cabe aos profissionais de RH sugerir algumas alternativas para que treinamentos sejam ministrados aos colaboradores. Por exemplo, vale incorporar cursos online ou workshops à distância nesses treinamentos.

Além disso, é possível apostar em ferramentas que possibilitem a prática da equipe em relação ao uso da própria tecnologia. Dinâmicas digitais e projetos construídos com a ajuda de programas de computador são algumas das excelentes opções disponíveis.

5. Utilizar soluções em nuvem

Em geral, o armazenamento de dados e documentos a respeito de colaboradores é de grande volume em uma empresa. E é muito arriscado deixar todas essas informações impressas, para acesso de qualquer pessoa e fáceis de se perderem em meio a outros materiais.

Por isso, as soluções em nuvem são ideais para esse tipo de demanda. Elas permitem que todos esses arquivos sejam guardados online, alguns até mesmo protegidos por senha.

Assim, o acesso pode ser feito a qualquer momento, de qualquer lugar e por qualquer pessoa autorizada. Os downloads são ilimitados e é possível compartilhar, em tempo real, novas informações nesse espaço virtual.

6. Apostar na Inteligência Artificial

O uso de Inteligência Artificial já é comum em muitas empresas. Você mesmo já deve ter tido uma experiência na prática, ao tentar entrar em contato com uma empresa nas redes sociais e ter respostas rápidas e precisas por meio de automação.

Essa é uma tendência que está tomando conta do RH. Hoje, é possível adotar robôs e softwares para controlar demandas internas específicas e até mesmo para realizar entrevistas e etapas de processos seletivos.

Também é possível fazer a análise de currículos ou trazer mais visibilidade para anúncios de vagas de emprego com essa alternativa. Assim, sobra muito mais tempo para que o setor atue de maneira estratégica em outras demandas que favoreçam os objetivos da empresa.

7. Promover a transparência

De fato, qualquer empresa tem um compromisso constante com seus colaboradores: o de ser transparente, ou seja, de deixar seus canais abertos para que os colaboradores saibam o que ocorre nos bastidores e como eles fazem parte disso. Mas, e na prática, é mesmo possível fazer isso?

Sim, quando a organização consegue oferecer um ambiente que respeite a diversidade, aceite opiniões e tenha processos claros e bem estabelecidos. Os colaboradores devem se sentir parte do negócio.

Portanto, detalhes como planejamento de carreira, oportunidades internas e ações de engajamento devem ser compartilhadas e estruturadas corretamente. Assim, todos sentirão que a empresa está realmente preocupada em entender quem trabalha para que ela continue a crescer.

A princípio, essas são as principais tendências nas quais os profissionais de RH precisam ficar de olho. Mas é fundamental lembrar que elas também estão em constante transformação. Portanto, se você trabalha na área, não deixe de estudar, se informar e se atualizar sempre. Assim, você saberá exatamente quando e como aplicar as novidades no trabalho e poderá ser uma peça-chave no crescimento da empresa!

E já que este artigo fala tanto de tecnologia, aproveite para ir mais além: saiba tudo sobre tecnologia humanizada e como o RH pode ajudar nesse processo!

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Diretora de Recursos Humanos da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.