Enter your keyword

Cultura organizacional no home office: como superar a distância?

Cultura organizacional no home office: como superar a distância?

Cultura organizacional no home office: como superar a distância?

O trabalho remoto deixou de ser apenas uma tendência e se tornou realidade para grande parte das empresas nos últimos tempos, devido a pandemia que estamos vivendo. Segundo um estudo, publicado em junho deste ano, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 20,8 milhões de brasileiros estão aptos a trabalhar a distância.

Já uma pesquisa realizada pelo Runrun.it aponta que o modelo de teletrabalho veio para ficar. De 252 colaboradores de diferentes empresas, 57,5% gostaria de permanecer trabalhando remotamente mesmo no pós-pandemia. Em relação aos líderes, essa inclinação favorável sobe para 85,6%. Este cenário coloca um desafio para as empresas que vai além da adaptação tecnológica e é ainda mais sensível de adequar: como manter a cultura organizacional no home office?

O que vamos ver neste post:

 

O que é cultura organizacional?

A cultura organizacional é construída a partir de um conjunto de práticas, normas e valores que definem os comportamentos e crenças dos colaboradores, bem como a forma como a organização conduz seus negócios. Por exemplo, você consegue imaginar uma empresa de alimentos veganos tendo como líder uma pessoa que gosta muito de carne? Ou ainda, você acha que uma veterinária contra o uso de animais para teste de cosméticos se sentiria confortável no trabalho sabendo que a sua empresa realiza este procedimento? A cultura organizacional alinha, justamente, desacordos entre crenças e expectativas de ambos os lados.

O desafio da consolidação da cultura organizacional no home office se dá no dia a dia, pois desde o que está exposto nas paredes até as conversas de corredor entre os colaboradores informa as práticas, normas e valores da empresa. A cultura da instituição está em todo o lugar, os funcionários nem precisam ler a sua descrição para conhecê-la. No trabalho remoto, a eficiência em transmitir a cultura organizacional depende de outros fatores, principalmente para os colaboradores que não chegaram a conhecer presencialmente a empresa e só conhecem seus colegas pelas videoconferências. 

Como transmitir a cultura organizacional no home office?

Sabendo que a principal forma de implementação da cultura organizacional é através do contato contínuo com outras pessoas da empresa, e que essa relação pode se dissipar mais facilmente no trabalho remoto, separamos algumas dicas de como incorporar a cultura organizacional no home office.

1. Momentos virtuais de convívio

Uma prática que vem sendo adotada pelas empresas são intervalos de 10 a 15 minutos em que são incentivadas conversas paralelas entre os colaboradores de todas as áreas. O intuito é que as equipes se conheçam e fujam da rotina de assuntos de trabalho. De acordo com uma pesquisa do Runrun.it, 54% das pessoas gostaria de ter mais interação com os colegas no trabalho remoto.

2. Mais relatos do dia a dia na videoconferência

Outra ação que pode ser implementada é trazer, quando possível, um ar menos sério nas frequentes reuniões de vídeo. Desta forma, relatos em tom mais leve sobre a resolução de conflitos vão sendo incorporados às narrativas abordadas. Lembre-se que no presencial é comum as equipes relatarem no horário do almoço ou na pausa para um café algum acordo com um cliente ou colega. 

O trabalho não deixa de acontecer mesmo nessas interações, pois tudo é informação e serve de referência para momentos futuros. A troca de experiências ajuda os colaboradores a entenderem como a empresa costuma lidar com as situações, consequentemente, a cultura da instituição vai sendo consolidada entre os times. 

3. Comunicação interna eficiente

A cultura organizacional é algo bastante palpável e onipresente. Ao executar tarefas, se comunicar internamente e em conversas com clientes ou parceiros os colaboradores vão acionando valores e práticas particulares de suas empresas. Acontece que essa cultura não está apenas na forma oral, mas nas decisões, arquivos, serviços e produtos da trajetória organizacional. 

Por isso, investir nas formas de preservar essas informações também significa deixar caminhos mais fáceis para as pessoas que estão ingressando na empresa conhecerem os ritos e direcionamentos mais comuns e esperados pela instituição. No home office, a comunicação eficiente entre o time se torna ainda mais essencial, pois como não conseguimos ir até as mesas dos colegas explicar e tirar dúvidas, ter referências salvas facilita o entendimento do que a empresa espera dos serviços e produtos a serem executados.

4. Centralizar as informações

De acordo com a pesquisa do Runrun.it, que mencionamos anteriormente, uma das dificuldades encontradas pelos colaboradores no home office é justamente a comunicação e colaboração (48,5%). Utilizar plataformas informais de contato, como WhatsApp, e não centralizar onde os colaboradores podem encontrar as informações para executar suas tarefas afeta a imagem que as equipes têm da empresa e dificulta a adesão ao trabalho remoto.

Tendência à adoção do home office

Quando o isolamento social começou em março, muitas empresas aprenderam do zero como funciona o trabalho a distância. De acordo com a pesquisa do Runrun.it, 80% dos entrevistados não tinham experiência com o home office. Muitas pessoas, até mesmo, estavam com a expectativa de retornar em poucas semanas para o ambiente físico. Acontece que após meses seguindo as medidas de isolamento, há uma inclinação majoritária por continuar trabalhando remotamente. 

O estudo revela que 80% dos colaboradores dizem estar satisfeito com o próprio trabalho no formato remoto. Já 93% afirmam não estar se irritado com facilidade. A pesquisa foi realizado com funcionários de agência de publicidade e marketing, que podem ter uma rotina frenética, por isso, este resultado satisfatório se mostra motivador para os entrevistados.

Mas ainda há pontas soltas na transição do trabalho presencial para o remoto. A pesquisa aponta, por exemplo, que 54% dos participantes gostaria de receber mais feedbacks, 46% desejam operar com ferramentas mais efetivas e apenas 50% afirma conhecer as metas da empresa. Com esses dados, é visto a importância dos líderes para resolver as lacunas do home office. A clareza das expectativas está diretamente ligada ao clima da instituição, a produtividade e gestão do tempo das equipes, uma vez que alinha os objetivos a serem perseguidos com o trabalho individual do time sem a perda de tempo com atividades secundárias. Tais elementos são um caminho para consolidar a cultura organizacional no home office.

Software de gestão para consolidar a cultura organizacional no home office

Como os colaboradores precisam conhecer as informações institucionais para compreender a cultura organizacional, e essa prática ocorre no dia a dia, sem precisar marcar horário para acontecer, um software de gestão do trabalho como Runrun.it ajuda neste processo. A ferramenta é pensada para a gestão de equipes, organização e controle das informações, delegação de tarefas e acompanhamento do time, gestores e colaboradores podem conhecer as tomadas de decisões da empresa e ver o trabalho acontecendo. 

O software centraliza todas as informações, servindo como meio de comunicação e arquivo de informações, assim, mesmo com novas contratações na sua equipe a cultura do time permanece preservada. Crie uma conta gratuita e teste o Runrun.it agora: https://runrun.it 

Texto escrito em parceria com o Runrun.it.

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.