Enter your keyword

RH do futuro: conheça as 3 principais tendências do setor!

RH do futuro: conheça as 3 principais tendências do setor!

RH do futuro: conheça as 3 principais tendências do setor!

O RH do futuro é agora, e os gestores da área precisam ficar atentos a essa realidade. Isso porque a dinâmica do mercado requer do departamento a capacidade de tomar decisões cada vez mais rápidas, precisas e estratégicas, além de otimizar toda a operação de gestão de pessoas.

Isso é possível com a ajuda da tecnologia, ou seja, com a incorporação do conceito do RH 4.0, que automatiza as tarefas. Dessa forma, sobra mais tempo para que os colaboradores do setor possam agir estrategicamente, com ações que venham a contribuir com o desenvolvimento da empresa.

Quer saber como implantar o RH do futuro na sua empresa? Então, confira essas 3 dicas que preparamos para você! Incluímos uma de bônus para o pessoal do setor de DP. 🙂

1. Automação de processos

Processos de recrutamento e seleção que não têm fim por conta de pilhas e pilhas de currículos sobre a mesa já fez parte da rotina de RH das empresas em um passado não tão distante. Hoje em dia, com os softwares de recrutamento e seleção, é possível encontrar os candidatos mais aderentes ao cargo em aberto em apenas alguns cliques. Para isso, é possível usar as ferramentas de inteligência artificial e outros recursos das plataformas online, o que confere mais agilidade e também assertividade aos processos seletivos.

2. Teletrabalho

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA), 22,7% dos postos de trabalho no Brasil podem ser realizados na casa dos colaboradores de maneira integral. Portanto, se o teletrabalho já era uma tendência antes da pandemia causada pelo novo coronavírus, com o atual cenário das empresas, deve se consolidar e abrir mais postos de emprego.

Assim como o home office, esse modelo de atividade permite que o funcionário atue de onde quer que ele esteja. São necessários somente acesso à internet, softwares da empresa e um computador para realizar as tarefas.

Nesse contexto, cabe aos recrutadores adequar as descrições das vagas com conhecimentos e habilidades que permitam que o colaborador atue de qualquer lugar. São exemplos a capacidade de autogestão, foco e produtividade, além de uma boa comunicação interpessoal, já que as interações devem continuar acontecendo com a ajuda de ferramentas de vídeo, por exemplo.

 

3. Big Data

O RH está cada vez mais estratégico e, para isso, conta com diversas ferramentas. Entre elas, o Big Data, que pode ser entendido como um conjunto de ferramentas que faz a análise de um grande volume de dados, sendo capaz de transformar dados não-estruturados em planilhas, relatórios e gerar novas ideias para melhorar toda a Gestão de Pessoas da empresa.

Essa solução pode ser usada de forma prática, por exemplo, para fazer a análise do perfil de um candidato e cruzar os dados como formação acadêmica, localidade, sexo, idade e experiência na função. Com isso, as análises dos currículos são otimizadas, ao mesmo tempo em que é possível encontrar de forma mais acertada os perfis aderentes a cada cargo.

Concomitantemente com o uso do Big Data, é possível fazer uso da ferramenta People Analytics, que é um processo que envolve a apuração, organização e verificação de dados. O objetivo é chegar à compreensão do comportamento e expectativa dos candidatos e colaboradores de uma empresa. Com isso, é possível criar estratégicas para motivá-los e também ajustar processos.

4. Controle de ponto digital

Assim como o RH, o setor de DP, aproveitando a grande adesão ao trabalho remoto, e a necessidade das empresas precisam manter o controle sobre jornada de trabalho, banco de horas ou horas extras, etc, também está se adequando à automação dos seus processos. Para ter todos esses dados de maneira confiável e gerenciável, é possível contar com um aplicativo de controle de ponto que, além de registrar a jornada a partir de um celular, tablet ou computador, a solução também permite que as lideranças analisem a produtividade dos colaboradores, considerando a razão entre as tarefas realizadas e o tempo de execução. Adicionalmente, o Departamento de Pessoal ganha agilidade em processos como fechamento de folha de ponto e integração com a folha de pagamento.

Com estes dados em mãos, a partir da jornada de trabalho o gestor consegue avaliar de maneira segura se um setor está sobrecarregado, se precisa de apoio ou até mesmo se há funcionários trabalhando e produzindo mais que outros.

O Tangerino oferece uma solução de controle de ponto digital e gestão da jornada de trabalho. O aplicativo permite que os colaboradores façam o registro da jornada de trabalho usando apenas um celular, tablet ou computador.

Como vimos ao longo desta leitura, o RH do futuro requer que a área esteja aberta para as inovações tecnológicas, e que tenha um olhar atento acerca de todos os processos da empresa. O primeiro passo para isso é estruturar e aprimorar os processos de recrutamento e seleção, para que eles estejam alinhados com os objetivos do negócio.

Se você gostou deste artigo sobre RH do futuro, confira também este sobre RH estratégico!

Equipe Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.