Enter your keyword

RH 4.0: entenda o que é e o papel do gestor de RH nesse novo cenário!

RH 4.0: entenda o que é e o papel do gestor de RH nesse novo cenário!

RH 4.0: entenda o que é e o papel do gestor de RH nesse novo cenário!

A adoção em massa da tecnologia tem transformado a sociedade. As pessoas e as empresas estão mais conectadas do que nunca graças à internet e aos dispositivos. Dentro de um empreendimento, diversos segmentos podem aproveitar as novidades, inclusive o gerenciamento de recursos humanos — é nesse cenário que surge o RH 4.0.

Em plena era da tecnologia, a gestão do setor tem a chance de se modernizar e atingir novos resultados. No entanto, a estruturação ainda é novidade para muitos responsáveis. Na sequência, veja tudo sobre o RH 4.0 e entenda como ele funciona no contexto atual.

Afinal, o que é o RH 4.0?

É provável que você já tenha ouvido falar sobre a indústria, o varejo, o marketing ou o atendimento 4.0. Embora cada conceito traga as suas especificidades, todos relatam a existência de uma nova onda na forma de agir.

Com a chegada da tecnologia, o jeito de produzir, consumir e gerir ficou diferente e, nesse contexto, surge o RH 4.0, que corresponde ao setor de Recursos Humanos dentro da 4ª Revolução Industrial. Agora, as tarefas utilizam mais tecnologia tanto para beneficiar os colaboradores quanto para gerenciar o negócio. É, principalmente, um jeito de atender às novas demandas dos profissionais e do mercado.

Há, por exemplo, a mudança na forma como se busca profissionais para o preenchimento de vagas e contratação de pessoal mais qualificado. O foco do trabalho desloca-se do puramente operacional, para uma tomada de decisão mais embasada, sustentada por mecanismos de controle mais precisos e assertivos.

Como ele se diferencia do RH tradicional?

O emprego da tecnologia não é a única característica desse modelo. Na verdade, trata-se de uma atuação que utiliza ações distintas em relação à abordagem tradicional. Conhecer os pontos de diferenciação, portanto, é indispensável para entender melhor essa alternativa. Na sequência, veja quais são os aspectos de destaque do RH 4.0.

Foco no desenvolvimento estratégico

A atuação do RH tradicional tem uma proposta muito voltada para questões burocráticas da gestão de pessoal — e apenas isso. Há um gerenciamento de ações, como a contratação e a demissão de profissionais, mas a abordagem não é tão completa.

Já o RH 4.0 tem uma atuação estratégica e busca ajudar o negócio a atingir novos patamares. Ele mescla dados do DP, do financeiro e dos demais setores, visando atuar de maneira mais sustentável e global. Graças à união com a tecnologia, há o enfoque no desenvolvimento completo do empreendimento.

Interesse no crescimento dos colaboradores

Como a versão tradicional está muito focada em ações básicas, não há tanto desenvolvimento de talentos. Isso gera uma perda de engajamento e até um aumento da taxa de rotatividade.

Com a versão moderna, existe uma preocupação concreta em desenvolver os profissionais. Por meio das ações adequadas, há uma melhoria contínua dos colaboradores, que atendem melhor às necessidades do negócio.

Automação ampliada de processos

Como utiliza muita tecnologia, o RH 4.0 também é conhecido por automatizar várias etapas. Tarefas repetitivas, por exemplo, começam a integrar a rotina de softwares e plataformas. Isso aumenta a disponibilidade dos gestores para focar no que realmente importa. Dessa forma, a atuação ganha um contorno holístico, estratégico e altamente funcional, em vez de ter um caráter meramente operacional.


Quais são as vantagens deste novo modelo?

Além de se diferenciar da abordagem tradicional, o RH 4.0 traz outras vantagens. Quando é colocado em prática do modo adequado, garante um excelente desempenho para o empreendimento. A seguir, veja alguns benefícios de adotar essa alternativa.

Otimização de processos

Com o apoio da tecnologia, é muito mais simples executar tarefas, realizar acompanhamentos e verificar resultados. Tudo isso faz com que os processos sejam feitos com facilidade, o que gera um aumento na produtividade e na efetividade do setor.

Além disso, a adoção de tecnologia em várias frentes também é determinante para reduzir os erros e retrabalhos e melhorar a adoção de boas práticas.

Aumento da retenção de talentos

A atuação com foco no desenvolvimento de pessoas e na sua integração ao negócio é essencial para otimizar o engajamento. Os colaboradores se sentem parte do empreendimento, o que estica o tempo de permanência no quadro de funcionários e eleva a motivação.

As melhorias referentes à contratação de talentos também ajudam a escolher as pessoas certas para cada equipe, reduzindo a necessidade de novas seleções.

Redução dos custos

Quando é bem aplicado, o RH com viés tecnológico é essencial para diminuir os gastos do setor. Os processos seletivos ficam mais efetivos e curtos, gerando despesas menores. A redução na rotatividade também evita custos extras e melhora o controle de orçamento.

Para completar, é um meio de aumentar a produtividade por causa do engajamento e da redução de tarefas repetitivas. Ao final, é algo que gera uma diminuição nas despesas.

Diferenciação de mercado

As pessoas são o principal diferencial de uma organização. Os competidores até podem copiar a tecnologia, a técnica de vendas e até o produto, mas não conseguem replicar as estratégias de gestão e os talentos existentes.

Por meio do RH 4.0, portanto, é possível conseguir um destaque de mercado. Além de melhorar a retenção de talentos, a imagem da empresa é fortalecida e fica atraente para novas pessoas. Com as reduções nos custos, há maximização de investimentos, otimizações e mais diferenciação.

Como maximizar os impactos?

O primeiro passo para implementar o RH 4.0 de forma consolidada é o planejamento. É essencial desenhar os processos e estabelecer como tudo deve ser colocado em prática. A ideia é posicionar o setor também de maneira gerencial e conectada a outras áreas do negócio para trazer os resultados positivos.

Começar com o pé direito pode incluir montar um plano de cargos e salários para direcionar a contratação, por exemplo. Também é o caso de fazer uma pesquisa de clima organizacional para entender os problemas ou definir como desenvolver talentos.

A partir disso, é a hora de incluir a tecnologia, o que demanda escolher e implementar uma ferramenta adequada aos objetivos, ao setor e às necessidades da empresa. Quanto maior for a automação, melhor tendem a ser os impactos.

Para que tudo saia conforme o esperado, entretanto, é preciso utilizar a ferramenta do jeito certo, treinar os colaboradores e acompanhar os resultados. Com correções de rota, há um alcance de bons impactos.

O meio ideal de otimizar essa abordagem é ao contratar uma empresa especializada. Uma consultoria de RH, por exemplo, ajuda desde o planejamento até a execução e acompanhamento de indicadores. Assim, fica muito mais fácil atingir os efeitos esperados.

O RH 4.0 é caracterizado pela evolução da forma de gerenciar os talentos. Com a postura adequada, é possível maximizar o processo e obter os melhores resultados.

Então, para garantir todas essas vantagens, entre em contato com a SOCIIS RH e veja como o nosso time pode ajudar nessa tarefa!

Gestão Estratégica de RH

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Diretora de Recursos Humanos da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.