Enter your keyword

10 mitos sobre liderança que podem prejudicar seu negócio

10 mitos sobre liderança que podem prejudicar seu negócio

10 mitos sobre liderança que podem prejudicar seu negócio

O sucesso de uma organização depende de três fatores: liderança, método e conhecimento técnico.

Ou seja, a liderança é um agente definidor do êxito dos objetivos de uma empresa ou indústria, que deve estar muito ciente de suas responsabilidades.

Dentre os diversos conteúdos que lemos sobre o que significa ser um líder, como um líder deve agir ou se comportar, existem muitos mitos. No entanto, é importante elucidar os significados e responsabilidades desse papel, a fim de desenvolvê-lo melhor. 

Tanto líderes quanto colaboradores devem estar cientes desses mitos para aprimorar o relacionamento entre essas partes. Por isso, vamos listá-los e explicá-los abaixo, para que você se certifique de não cometer estes erros no seu negócio. Continue a leitura para quais são eles!  

1 – A liderança é um dom inato

Este é um mito bastante comum, que costumamos ouvir ao longo da nossa vida. É habitual ouvirmos que tal pessoa “tem o dom da liderança” ou “é um líder nato”. No entanto, a verdade é que ser um líder em uma empresa é uma habilidade adquirida, que requer estudo, esforço, paciência e experiência.

Claro que é possível que uma pessoa tenha uma aptidão natural para esse papel, mas essa habilidade deve ser desenvolvida de maneira a ser exercida corretamente.

Em algum momento da vida, todos nós nos encontramos em uma posição de liderança, seja no meio familiar, acadêmico ou de trabalho. Mesmo que não seja uma aptidão, a adaptação para atender as necessidades da situação é sempre possível.

Por isso, qualquer um pode aprender as habilidades e capacidades necessárias para exercer um papel de liderança, se estiver disposto e comprometido com a função.

2 – A liderança não comete erros

Outra crença bem comum é que líderes não podem ou não devem errar. A verdade é que todo ser humano é passível de cometer erros. Um bom líder conhece suas limitações e as comunica, sabendo delegar o que reconhece não ser sua especialidade.

Além disso, é possível que os erros de um líder ganhem maior destaque do que dos demais colaboradores, dando a impressão de que são falhas maiores ou mais frequentes.

No entanto, a atitude correta de um bom líder é ser transparente em relação aos seus erros, reconhecê-los e tirar importantes lições desses incidentes inevitáveis.

É nessa honestidade que podemos reconhecer a importância do trabalho em equipe e da colaboração. Principalmente de equipes que integram pessoas de diferentes áreas, levando em consideração as diferentes opiniões que surgem na troca de ideias.

É importante que, em uma equipe, nenhum integrante se coloque como infalível ou se recuse a aceitar críticas dos demais. Ninguém está certo o tempo todo, ou sempre tem as melhores ideias. Apenas a troca entre pessoas com diferentes experiências pode nos proporcionar os melhores resultados para uma organização.


3 – Gerência e liderança são o mesmo

Essa é uma diferenciação de ordem prática importante de se fazer para uma melhor gestão da sua empresa. Essas atividades, apesar de estarem inter-relacionadas, são diferentes.

A gerência é responsável por manter seu foco nos processos, práticas de trabalho que estão sendo implementadas e sistemas de manutenção.

Enquanto isso, um líder deve concentrar-se principalmente no desenvolvimento da sua equipe para a obtenção dos resultados esperados na empresa.

Por isso, o líder deve trabalhar junto a sua equipe para obter esses resultados, acompanhando e direcionando o trabalho de cada um.

4 – O líder está sempre disponível

É importante que o líder seja acessível para a sua equipe e esteja disponível para quaisquer dúvidas e esclarecimentos que estes possam precisar.

No entanto, também é essencial que esta pessoa possua tempo e espaço para desenvolver ideias e estratégias, muitas vezes se afastando da situação para poder enxergá-la mais claramente.

Encontrar essa clareza depende também de momentos de descanso e descontração, que permitem ao ser humano um melhor funcionamento de suas capacidades de solução de problemas.

5 – A liderança tem todas as respostas

O líder, como qualquer outra pessoa, não saberá responder a todas as questões, nem resolver todos os problemas.

O dever de uma pessoa em uma posição de liderança é trazer os melhores colaboradores de cada uma das áreas necessárias.

Além disso, para que o trabalho da equipe flua e as melhores qualidades de cada pessoa sejam extraídas, é necessário permitir o devido espaço para que cada um expresse as suas ideias livremente. 

Uma das melhores qualidades que um líder pode ter, é ser um bom ouvinte. Dessa forma, o grupo poderá chegar às melhores soluções como um time.

Por fim, o líder deve sempre possuir ferramentas poderosas para fornecer o máximo de informações sobre a empresa. Dessa forma é possível controlar melhor os processos e facilita a tomada de decisões acertadas pela liderança. 

6 – O líder deve ser uma pessoa extrovertida

Como já mencionamos antes, a qualidade da liderança pode ser adquirida ao longo da vida, e não é algo inato ao líder.

Por isso, o que capacita uma pessoa para liderar não depende necessariamente de outros aspectos de sua personalidade.

Ser introvertido ou extrovertido não definirá a sua capacidade de direcionar uma equipe.

É claro que, como líder, é importante desenvolver boas habilidades de comunicação, que possibilitem um melhor envolvimento e compreensão entre os membros do time

No entanto, a extroversão não garante essas habilidades, assim como a introversão não impede que você possua grandes qualidades de comunicação.

7 – A liderança deve motivar seus funcionários

Dentre todas as responsabilidades que o líder possui, essa não é uma delas.

A maioria das pessoas já possui uma motivação interna que não depende dos incentivos externos. Somos seres sociais que anseiam pelo sentimento de pertencimento a um grupo.

Além disso, a escolha dos seus colaboradores deve partir de uma avaliação sobre os objetivos pessoais de cada um deles, buscando pessoas que possuam uma motivação ou objetivo de vida compatível com os da sua organização.

Contudo, um líder deve tomar muito cuidado para não desmotivar a sua equipe.

Isso pode ocorrer quando eles não possuem liberdade o suficiente para que suas contribuições únicas sejam valorizadas e aplicadas na trajetória da organização.

Todos desejam sentir que sua colaboração, suas ideias e sua personalidade única possuem valor para o grupo, e o trabalho de um líder é valorizar essas contribuições, refinando-as apenas quando necessário.

Por isso, é importante dar a liberdade necessária para que sua equipe chegue à melhor solução para a meta comum por conta própria.

O líder pode fornecer a meta, a linha de chegada, mas o caminho deve ser o produto das participações singulares de cada indivíduo do grupo.

Guia construção equipe alta performance

8 – O líder deve ser amigo dos colaboradores

Pode ser uma vantagem obter o afeto de seus colaboradores, mas isso não definirá o sucesso da sua equipe.

A popularidade de um líder não é o que gera resultados, e sim suas outras capacidades e habilidades que permitem que ele extraia o melhor do seu time.

O que é fundamental, é ter um comportamento amigável e respeitoso com seus colaboradores, para que dessa forma o líder seja capaz de obter o respeito e admiração destes.

O dever do líder é estimular o crescimento de quem ele influencia, independente de uma relação próxima com estas pessoas. 

O importante nesta função é inspirar a admiração por parte de seus colaboradores, que verão seu líder como exemplo de como eles devem agir.

9 – Elogios não são importantes

Algumas pessoas em posições de autoridade acham que não devem elogiar sua equipe, já que isso pode subir à cabeça do indivíduo e diminuir a qualidade de seu trabalho. 

No entanto, o reconhecimento das habilidades ou superações de um colaborador, quando dado no momento certo, pode ser muito útil para ele e para toda a equipe.

Esse tipo de encorajamento é capaz de não só melhorar o desempenho da pessoa elogiada, que sentirá que seu trabalho é reconhecido e recompensado, mas também o de toda a equipe, que trabalhará visando receber o mesmo tipo de reconhecimento.

A falta de elogios pode levar a equipe a sentir que não importa o quanto eles trabalhem, esse esforço nunca será recompensado, o que pode consequentemente se tornar fator de desmotivação.

A desmotivação, como mencionado anteriormente, é uma responsabilidade do líder, que deve cuidar para evitar que esse sentimento tome conta da equipe.

O ideal é que o líder utilize indicadores de desempenho para criar um programa de recompensas para os colaboradores que mais se destacarem em suas funções.

10 – O líder trabalha menos

Outra impressão comum que as pessoas costumam ter é de que o líder é o que menos trabalha na equipe, ou que seu trabalho é mais fácil do que o dos demais.

No entanto, um bom líder está constantemente presente para ensinar, ajudar os colaboradores a superarem dificuldades e resolverem problemas, além de guiar todo o funcionamento e a dinâmica da organização.

Ademais, também é função do líder acompanhar o progresso de todos na equipe, dando dicas, elogios ou críticas construtivas ao seu trabalho.

O líder também deve sempre manter seu conhecimento atualizado, se informando cada vez mais sobre área de atuação de seu negócio.

Ainda, inteligência emocional, gestão de pessoas, estratégias de comunicação interpessoal, avaliações de desempenho são algumas das áreas que são essenciais para construir uma relação de liderança construtiva para com os liderados, e devem estar sob o domínio das capacidades de um líder.

O papel do líder

São muitas as qualidades que criam um bom líder. Não é fácil ocupar essa posição de grande responsabilidade, mas as recompensas de uma boa liderança não têm preço.

Uma equipe competente, que se mantém motivada e cria conexões edificantes entre si, consegue atingir metas complexas. E essas qualidades de uma equipe estão vinculadas à qualidade do líder.

Por isso, é importante saber o que é essencial ou não a essa posição, para que suas capacidades de liderança possam ser refinadas e aprimoradas.

Gostou deste conteúdo? Então continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro das melhores estratégias sobre gestão de pessoas!

Conteúdo produzido por Nomus

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.