Enter your keyword

7 indicadores de avaliação de desempenho que todo negócio deve acompanhar!

7 indicadores de avaliação de desempenho que todo negócio deve acompanhar!

7 indicadores de avaliação de desempenho que todo negócio deve acompanhar!

A boa performance dos colaboradores é essencial para a sobrevivência do negócio que, com os resultados positivos, aproveita oportunidades de mercado e se diferencia. Para os profissionais, ter uma atuação que se destaca é essencial para progredir na carreira.

E, na hora de medir esses aspectos, o ideal é usar os indicadores de avaliação de desempenho. Eles verificam como anda a atividade das equipes e ajudam a identificar oportunidades e ameaças.

Conhecer estes aspectos relevantes é crucial para garantir uma configuração que favorece a tomada de decisão. Então veja, a seguir, quais são os 7 principais indicadores de avaliação de desempenho.

1. Índice de produtividade

A produtividade é um conceito que varia a cada tipo de profissional, mas que sempre é essencial para a empresa. Um vendedor, por exemplo, tem a sua produtividade medida a partir do total de novos contatos gerados no mês, da taxa média de conversão e do tempo médio para fechar as vendas.

Já uma equipe do chão de fábrica tem a produtividade avaliada pelo número de tarefas que executa ou de peças que produz em um determinado período.

O empreendimento deve estabelecer qual é o patamar mínimo de produtividade e de entrega para cada tipo de profissional. Com a avaliação, é possível identificar quais são as equipes que não têm oferecido o desempenho esperado e quais funcionários se destacam.

2. Ticket médio

O ticket médio corresponde ao valor total das vendas dividido pelo número de clientes. Como aponta o gasto médio de cada pessoa, é desejável que ele seja o maior possível, pois significa um faturamento maior com o mesmo custo de aquisição de cliente (CAC).

Para os times comerciais, dá para avaliar esse indicador de forma coletiva ou individual. Pense em um vendedor A que conseguiu 10 clientes no mês e o montante de R$ 10 mil, seu ticket médio, então, é de R$ 1 mil. Já o vendedor B obteve 5 clientes, mas vendeu os mesmos R$ 10 mil. Com um ticket médio de R$ 2 mil, teve um desempenho médio melhor.

O valor também traz medições indiretas sobre a qualidade do atendimento e a eficiência de prospectar os contatos certos.

3. Índice de horas extras

Ainda sobre a produtividade, outro entre os indicadores de avaliação de desempenho é o que determina o volume de horas extras em relação ao tempo produtivo. O cálculo é dado pelo tempo extra em relação ao que foi trabalhado.

Uma pessoa que fez 8 horas extras por semana, por exemplo, trabalhou 32 horas a mais no mês. Em uma jornada de 44 horas semanais, há um tempo produtivo de 208 horas. A taxa, então, é de 15%.

Por um lado, esse valor ajudar a avaliar questões como comprometimento e engajamento. No entanto, é preciso considerar o aspecto da falta de produtividade. Um colaborador que faz muitas horas extras pode agir desse jeito por não conseguir cumprir as funções necessárias no tempo comum, o que exige atuação da gestão.

4. Índice de retrabalho

O retrabalho corresponde à necessidade de refazer uma tarefa que já estava concluída. É o caso de ter que fazer um reparo em peças ou de elaborar novamente a mesma proposta comercial. Além de estar ligado à produtividade, também se relaciona à qualidade, já que etapas que falham nesse sentido, normalmente, são refeitas.

O valor é dado pela divisão entre o tempo dedicado ao retrabalho em relação ao período produtivo total. Um alto índice, entretanto, nem sempre é responsabilidade do colaborador. Máquinas que não funcionam corretamente ou processos pouco definidos levam à necessidade de refazer etapas.

5. Taxa de absenteísmo

A presença dos colaboradores no trabalho é mais um dos indicadores de avaliação de desempenho. O baixo comparecimento leva a perdas produtivas e ainda pode indicar outras situações. Problemas de clima organizacional, falta de motivação ou mesmo de segurança levam as pessoas às faltas.

A medição pode ser feita de forma coletiva ou individual. Basta somar as horas faltadas e atrasadas e dividi-las pelo tempo de trabalho no período.

Pense em uma pessoa que atrasou 2 horas em um mês e que faltou 3 dias de trabalho, com 8 horas cada um — ao somar as duas, são 26 horas de ausência. Sendo a jornada de 176 horas mensais, a taxa de absenteísmo é de 14,7%. Ou seja, quanto maior ela é, pior é o desempenho.

6. Obtenção de metas

Outro indicador medido de forma individual ou coletiva é a obtenção de metas. A intenção é simples: entender qual capacidade de alcançar objetivos uma pessoa ou equipe apresenta. 

Pense em um vendedor que deveria gerar 30 novos contatos, mas trouxe 25 no período. Nesse caso, a obtenção de metas foi de 83%. Se tivesse trazido 35, apresentaria um total de 116%, o que significaria que excedeu as expectativas.

A análise dessa medida deve ser feita de forma conjugada a outras. Afinal, o alcance de metas é prejudicado se a empresa não oferece condições específicas, como equipamentos ou recursos.

7. Nível de satisfação com o atendimento

Em relação aos colaboradores que atuam com o público, um dos principais indicadores de avaliação de desempenho é o nível de satisfação com o atendimento. Isso serve, por exemplo, para atendentes de telemarketing, vendedores e assim por diante.

O objetivo é verificar a capacidade que uma equipe ou uma pessoa tem de consolidar a boa reputação do negócio. Para tanto, é possível utilizar medidas indiretas ou diretas.

As indiretas incluem taxas de compras recorrentes ou número de reclamações. Se as pessoas compram de novo ou reclamam pouco, é provável que o atendimento seja de qualidade. Já o Net Promoter Score é uma medida direta, que se baseia na realização de duas perguntas.

  • De 0 a 10, quão satisfeito você está com o atendimento?
  • De 0 a 10, quão provável é que você indique a empresa para outras pessoas?

Os clientes de 9 a 10 são considerados promotores e os de 0 a 6, detratores. Já os de 7 a 8 ficam na faixa dos neutros. O cálculo é dado pela subtração da porcentagem de promotores pela de detratores, e quanto mais próximo de 100%, melhor.

Os indicadores de avaliação de desempenho são essenciais para verificar o andamento da empresa. Ao usar essas opções, fica fácil compreender as áreas que merecem atenção para obter bons resultados.

Para aplicar tais medidas, aproveite e conheça quais são os principais métodos de avaliação de desempenho.

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Diretora de Recursos Humanos da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.