Enter your keyword

Avaliação de desempenho: saiba por que ela é importante!

Avaliação de desempenho: saiba por que ela é importante!

Avaliação de desempenho: saiba por que ela é importante!

Compreender como anda a performance do time e do negócio é essencial para o sucesso. Esses resultados motivam e embasam diversas decisões, então devem ser obtidos pelo caminho adequado. Para facilitar o processo, há a avaliação de desempenho.

Esse é um mecanismo de análise dos resultados de pessoas, de maneira individual ou coletiva. A etapa se baseia na coleta de informações e na interpretação desses dados, de modo a compreender se os objetivos principais foram atingidos. Também é uma forma de verificar quais são as habilidades, as deficiências e como o desenvolvimento pode ser consolidado. Muitas vezes, é realizada anualmente, mas também pode ser feita com mais frequência.

Além de entender o que é esse recurso, é fundamental compreender o papel da avaliação de desempenho. Então, siga com a leitura e veja por que essa ferramenta é tão importante.

Quais são os tipos de avaliação que existem?

Nem todo empreendimento é igual e nem todas as equipes têm as mesmas necessidades. Sendo assim, apenas um modelo de avaliação não é capaz de contemplar todos os cenários. De acordo com as mudanças e com o tipo da empresa, portanto, é preciso escolher a versão adequada.

Uma boa notícia é que dá para fazer a avaliação de desempenho de mais de uma forma, como ao combinar estilos ou alterná-los de acordo com a periodicidade. Nesse sentido, veja alguns tipos que podem ser explorados:

Avaliação 180°

Em vez de ser realizada apenas pelo gestor ou líder, essa versão é feita, também, com a participação do colaborador. No caso, os efeitos tendem a ser avaliados de modo simultâneo e com um debate produtivo entre as partes. Nesse momento, é essencial que a comunicação seja robusta, clara e eficiente. Para trazer boas consequências, é importante que líder e liderado estejam em sintonia.

A partir do levantamento dos resultados, há uma discussão para alinhar pontos e chegar a uma conclusão sobre a qual ambos concordem.

Avaliação 360°

Já a avaliação de desempenho 360 graus é muito mais completa e complexa. Ela utiliza a percepção de várias pessoas para formar uma conclusão sobre o colaborador. Em geral, são consideradas opiniões de gestores, subordinados, parceiros e até do próprio profissional.

Como envolve todos os que entram em contato no exercício da função, oferece uma visão muito ampla e próxima da realidade. No entanto, é preciso que todos estejam preparados para executar a avaliação de acordo com critérios consistentes.

Por competências

Nem sempre a performance é o que mais importa nessa avaliação. Na que é realizada por competências, as habilidades comportamentais e técnicas são o foco de análise e de entendimento sobre o profissional.

Nesse sentido, o procedimento é realizado para verificar qual é o alinhamento do colaborador com as capacidades que são exigidas para a sua função. Um agente de time comercial, por exemplo, deverá ter habilidades elevadas com comunicação, persuasão e conhecimento de produto. Já um gerente geral tem que se preocupar com aspectos como engajamento de pessoas, motivação e gerenciamento de resultados.

A partir dessa análise dá para identificar quais são os pontos que devem ser trabalhados e o que ainda precisa ser desenvolvido para atingir as expectativas.

Autoavaliação

Voltada para profissionais com elevado grau de maturidade, a autoavaliação é feita pelo próprio colaborador. Nesse processo ele analisa os próprios limites, as capacidades e os resultados alcançados dentro de um período.

Por um lado, é algo muito positivo porque reforça o aprendizado. O ganho de consciência é determinante para gerar mudanças positivas e que realmente consolidam os efeitos esperados.

Por outro, é preciso ter cuidado. Ser muito autocrítico pode levar à desmotivação, mas ser condescendente impede a melhoria. Então, o colaborador tem que ser orientado a analisar de maneira justa a própria atuação. Ao final, os resultados são debatidos com o gestor direto ou de pessoal.

Por que fazer a mensuração?

A mensuração da performance é determinante para ter uma visão clara do que acontece na empresa. Sem esse acompanhamento, é impossível saber se as equipes têm atingido o potencial esperado. Também fica mais difícil concluir se é preciso tomar certas atitudes ou se a gestão de pessoas é que precisa melhorar.

Fazer a avaliação de desempenho é, acima de tudo, um jeito de conhecer a empresa em vários níveis. É um meio para ir além do faturamento ou das vendas, sendo possível compreender, de fato, como anda a performance das pessoas. Esse é um caminho para obter informações valiosas e que fazem a diferença nos resultados.

Sem essa mensuração, há uma grande perda de capacidade quanto à análise do time. Sem critérios, torna-se difícil decidir se um time ou se um colaborador tem atendido às expectativas depositadas.


Como a avaliação de desempenho repercute na empresa?

O fato é que a avaliação de desempenho não serve apenas para gerar dados e conhecimento. Ela ressoa com atitudes que impactam o cotidiano de forma intensa.

É a partir desses resultados que a empresa consegue ter máxima visibilidade sobre quais devem ser os pontos de atenção. Se um determinado colaborador recebeu uma avaliação 360° negativa, por exemplo, é o momento de identificar as falhas. Assim, é possível realinhar a atuação de modo a evitar a demissão e a perda de performance.

Também é um jeito de reconhecer as melhorias quanto à própria gestão. Na análise por competências, ao notar que um grupo precisa desenvolver certas capacidades, dá para oferecer o treinamento correspondente. Ao final, isso faz com que a atuação fique dentro do esperado.

De forma geral, a avaliação de desempenho serve para motivar decisões com maiores chances de sucesso. Ela repercute tanto nos funcionários quanto em toda a empresa, como na gestão direta e até na alta cúpula.

Com resultados claros e que podem ser comparados, fica mais fácil definir qual é o melhor modo de agir. Para funcionar, entretanto, é interessante contar com uma boa consultoria. Com uma equipe preparada para atuar de acordo com as necessidades, há benefícios na realização da avaliação e na aplicação das decisões. Desse jeito, a ferramenta se torna ainda mais útil.

Com a avaliação de desempenho, o negócio consegue ter visibilidade sobre resultados e embasar a tomada de decisão. Podendo ser aplicada de vários modos, a ferramenta é um recurso essencial para o sucesso da empresa.

Já que o apoio especializado ajuda nessa tarefa, descubra como avaliar o custo-benefício da consultoria de RH e prepare-se para a contratação!

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Diretora de Recursos Humanos da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.