Enter your keyword

Aprenda com esses 5 livros como manter a motivação do seu time

Aprenda com esses 5 livros como manter a motivação do seu time

Aprenda com esses 5 livros como manter a motivação do seu time

Você já ouviu falar de “quiet quitting”?

Quiet quitting, ou demissão silenciosa, é quando o funcionário faz pela empresa apenas o que ele é pago para fazer. Não há busca por crescimento, inovação, ultrapassar metas, apenas o básico é feito.

Já pensou no porquê isso acontece? O principal motivo é o fato de que as empresas não investem no bem-estar psicológico dos funcionários, no desenvolvimento profissional, na transparência, no feedback e em benefícios que tornam suas vidas melhores.

Logo, se a empresa só faz o mínimo, que é pagar pelo salário do colaborador, por que ele deveria fazer além do mínimo em suas tarefas?

E, não adianta pensar que é necessário apenas pagar melhores salários e benefícios, pois muitas vezes a insatisfação que gera baixos resultados está intimamente relacionada à falta de reconhecimento e investimento na carreira profissional por parte da empresa.

Manter seus funcionários engajados e motivados pode ser mais fácil do que você pensa. Quer descobrir como? Veja o que esses 5 livros sobre o tema têm para te ensinar!

1. Empresas Humanizadas – Raj Sisodia, David B. Wolfe, Jag Sheth

Os modelos tradicionais de relacionamento entre empresa e empregados têm cada vez mais se alterado. A busca pela satisfação no trabalho, não só salarial, como pessoal tem cada vez mais ganhado força e as empresas que não se adequam tem cada vez menos alcançado resultados satisfatórios.

Pensando em novos modelos de gestão, Raj Sisodia, David B. Wolfe e Jag Sheth relatam no livroEmpresas Humanizadas a experiência de empresas que obtiveram resultados impressionantes após investirem em ações que melhoraram a vida de seus colaboradores.

Os autores mostram através do exemplo de empresas reais que pagar melhores salários e conceder benefícios gera menores custos com recrutamento e treinamento, além disso ainda foi apontado uma elevação no índice de produtividade.

Porém, é ressaltado na obra que atualmente o trabalho não é mais apenas um meio de sobrevivência, mas também uma forma de realização pessoal. Portanto, é essencial celebrar os esforços, demonstrar confiança, ser transparente quanto aos processos e lucros, e manter uma relação próxima entre os colaboradores.

Fazer uma boa gestão, voltada para o bem-estar dos colaboradores, pode ser muito vantajoso.

 

2. Cultura de Confiança – Luiz França

Você sabia que a liderança tem um papel essencial no engajamento dos colaboradores? No livro Cultura de Confiança, Luiz França, head de Recursos Humanos para as Américas na Kordsa, explica que a liderança está no foco do processo de transformação, segundo ele:

“O engajamento será a força propulsora com a qual as pessoas terão orgulho do que fazem, (…) e poderão viver suas melhores versões todos os dias em um ambiente que fomenta o desenvolvimento e que levará o trabalho e a humanidade a uma nova dimensão, gerando felicidade e prosperidade para todos.”

Para o autor, o desenvolvimento pessoal dos colaboradores impacta diretamente no sucesso empresarial, desta forma, é essencial que a empresa invista no bem-estar de seus funcionários.

É ensinado ainda que para desenvolver essa cultura de confiança que aposta no desenvolvimento dos colaboradores, é essencial aplicar o método 6Es: Escutar, Entender, Executar, Estandardizar, Energizar e Evoluir. Não deixe de conferir o que cada etapa significa para aprender como promover o bem-estar na sua empresa!

3. Muito Além da Hierarquia – Pedro Mandelli

Você já ouviu falar de Gestor Além da Hierarquia (GAH)? Pedro Mandelli, fundador da Mandelli & Loriggio Consultores, explica em seu livro Muito Além da Hierarquia que para motivar uma equipe é necessário que o gestor seja coerente com seus valores e que se dedique a conhecer sua equipe, para entender o que a motiva.

Para ser um Gestor Além da Hierarquia, o autor cita 5 armadilhas que minam a motivação dos colaboradores e que devem ser evitadas por gerar resultados insatisfatórios, são elas:

  1. Falta de confiança: Para evitá-la é necessário pedir ajuda, admitir erros, focar em assuntos importantes e conhecer verdadeiramente seus colaboradores;
  2. Receio de conflitos: A fim de não cair nessa armadilha é essencial explorar as ideias de todos, minimizar regras e realizar reuniões empolgantes;
  3. Falta de comprometimento: Deve-se buscar um alinhamento em prol do mesmo objetivo para todo o time, deixar claro todas as funções a serem desempenhadas e manter a transparência nos processos;
  4. Falta de coragem: Para evitá-la é importante driblar a burocracia, ter pouca tolerância ao baixo desempenho e demonstrar respeito mútuo;
  5. Conformismo: Essa armadilha pode ser evitada através de uma maior exaltação da equipe, é importante ainda reter funcionários que prezam pelo coletivo e fortalecer a empatia.

Aprenda mais sobre como ser um Gestor Além da Hierarquia e motive cada vez mais seu time!

 4. Sorria, você trabalha aqui! – Analisa de Medeiros Brum

Você já conhece o endomarketing? Endomarketing é uma estratégia que desenvolve o público interno da empresa, incentivando assim a transparência e a comunicação entre os colaboradores. Essa iniciativa visa empoderar os funcionários e fazer a empresa obter melhores resultados.

Parece interessante, certo? Então, que tal conhecer o que Analisa de Medeiros Brum, fundadora e diretora-presidente da agência de endomarketing HappyHouse Brasil, tem para ensinar em seu livro Sorria, você trabalha aqui!?

Segundo Analisa, sua empresa pode contar com os melhores profissionais do mercado, mas se eles estão em um ambiente em que não acreditam ser possível crescer e se desenvolver, sua empresa não será capaz de atingir a produtividade máxima.

Para atingir esse nível de produtividade e manter seu time motivado, a autora ensina que deve-se:

  • Ser inclusivo;
  • Estimular a união através de confraternizações e reuniões;
  • Ser transparente nos resultados;
  • Aproximar-se da realidade deles e conhecer o trabalho desenvolvido por cada um;
  • Mostrar gratidão pelo trabalho realizado;
  • Elogiar e fazer grande alvoroço com metas alcançadas;
  • Transformar o líder no principal canal de comunicação e excluir ouvidorias.

Por fim, é mostrado no livro que é importante fazer reuniões de alinhamento para discutir os objetivos e os resultados da empresa, dessa forma, os colaboradores sentem-se importantes para o crescimento da mesma.

5. Empresas que Curam – Raj Sisodia, Michael J. Gelb

Raj Sisodia, cofundador do movimento Capitalismo Consciente e autor do primeiro livro desta lista, dessa vez se juntou a Michael J. Gelb para escrever o livro Empresas que Curam e apresentar cases de sucesso de empresas que aumentaram seus lucros quando direcionaram sua atenção às necessidades humanas.

Os autores apresentam no livro a seguinte observação:

“A maioria das pessoas está relativamente saudável e íntegra quando inicia a vida profissional. Porém, com o passar do tempo, o estresse do local de trabalho as esgota e elas desenvolvem problemas de saúde crônicos”.

É explicado na obra que as empresas precisam parar de causar sofrimento a si mesmas e a seus colaboradores, a fim de se tornarem empresas que curam. Segundo eles, para obter aumento de produtividade e lucros, com a cura de seus colaboradores, uma empresa deve:

  • Reconhecer que sem seus funcionários não existe empresa;
  • Confiar no time;
  • Assumir a responsabilidade de não ferir os valores e sentimentos de seus funcionários.

Os autores, através de exemplos bem-sucedidos, comprovam que quando uma empresa se importa verdadeiramente com seus colaboradores, ela obtém como resultado uma maior produtividade e dedicação.

Transforme sua empresa de dentro para fora!

Vimos com os livros acima que a insatisfação no ambiente empresarial pode gerar mais custos para uma empresa do que investir em ações que promovem o bem-estar dos colaboradores.

E, muitas vezes, o investimento não precisa nem ser monetário, e sim, uma transformação na cultura e nas atitudes dos líderes e gestores.


Dessa forma, é essencial que a sua empresa seja o tipo de local que você gostaria que seu próprio filho trabalhasse.

As mudanças nos comportamentos e a busca pelo cuidado próprio promovidos pela era da informação tem cada vez mais modificado as ambições dos seus colaboradores. Então, não fique para trás!

Invista na felicidade do seu capital humano e obtenha produtividade, satisfação e lucros como resultados!

Conteúdo produzido por PocketBook4You

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.