Enter your keyword

Entenda como deve ser a liderança na indústria 4.0 aqui!

Entenda como deve ser a liderança na indústria 4.0 aqui!

Entenda como deve ser a liderança na indústria 4.0 aqui!

À medida que caminhamos para a completa automação dos ciclos produtivos, entender a liderança na indústria 4.0 adquire urgência e relevância. Afinal, como reunir esforços humanos e engajar pessoas no mundo da inteligência artificial, da internet das coisas e dos sistemas ciberfísicos?

O cenário é tão problemático que a classificação VUCA, surgida no meio militar, se tornou recorrente. Pelo conceito, o ambiente em que vivemos é volátil (volatility), incerto (uncertainty), complexo (complexity) e ambíguo (ambiguity) e quem estiver à frente de uma equipe precisa orientar, influenciar e motivar pessoas nesse contexto.

Para se preparar e entender as transformações, continue lendo este conteúdo. Ao longo do texto, abordamos as principais características da liderança na indústria 4.0. Não deixe de conferir!

O que é liderança na indústria 4.0.?

A arte de influenciar e mobilizar pessoas em prol de objetivos específicos sofre com as variações de época, local e região. Isto é, a liderança precisa constantemente se ajustar ao contexto, porque os requisitos para criar seguidores e os desafios são afetados pelas circunstâncias.

Na Primeira Revolução Industrial, o contexto exigia a massificação, logo, os líderes buscavam o aumento dos volumes produzidos. Posteriormente, a quantidade já não era mais o bastante, sendo que a Revolução da metalurgia, siderurgia e química gerou uma preocupação com fluxos de trabalho, linhas de montagem e processos.

Mais recentemente, vivenciamos a Terceira Revolução. A informática colocou a especialização técnica no centro das discussões, cabendo aos líderes conduzir as equipes para aproveitar todas as oportunidades do mundo digital.

Atualmente, embora exista continuidade nos avanços, vemos a internet das coisas, a inteligência artificial, os sistemas ciberfísicos e outras inovações empurrarem a economia na direção da mais completa automação. Nasceu, assim, como defende Klaus Schwab, diretor e fundador do Fórum Econômico Mundial, a Quarta Revolução Industrial ou indústria 4.0.

Como deve ser a liderança 4.0?

Assim como nas eras anteriores, a indústria 4.0 estabelece requisitos. Logo abaixo, separamos quatro competências para uma liderança bem-sucedida nesse cenário.

Saber inspirar pessoas

Com as mudanças, muitas organizações reduziram o peso da hierarquia, porque estruturas menos burocráticas favorecem a velocidade de resposta aos problemas e desafios. A liderança, portanto, terá dificuldades caso esteja apoiada apenas na posição de chefia. É necessário buscar alternativas para influenciar pessoas, sendo um exemplo e encorajando os demais.

Ter boa comunicação

A complexidade coloca uma situação em que ninguém detém sozinho todo o conhecimento necessário para superar desafios. Por isso, o líder deve saber como realizar o compartilhamento de informações para que as decisões sejam fruto de construções coletivas e, assim, estejam embasadas em uma compreensão mais completa dos fenômenos.

Ser criativo

Como uma das características da tecnologia é a evolução rápida e contínua, as soluções perdem validade rapidamente. O que servia hoje, amanhã pode estar superado. Consequentemente, ser criativo e incentivar a inovação nas equipes é fundamental.

Gerir mudanças

A adaptação da empresa às mudanças trazidas é uma perseguição contínua, não havendo nenhuma previsão quanto ao término da evolução tecnológica. Logo, os líderes devem ter uma forte atuação para enfrentar a resistência a mudanças e motivar os liderados toda vez que houver um novo ajuste a ser feito.


Como a empresa deve fazer as contratações nesse novo cenário?

A liderança na indústria 4.0. conduz a novos critérios de recrutamento e de desenvolvimento de pessoas. Tudo deve estar alinhado com a circunstâncias mais recentes para que não faltem competências essenciais e as estratégias possam ser desenvolvidas.

Um ponto interessante é o peso das competências comportamentais. Pontos como criatividade, autocontrole, trabalho em equipe, boa comunicação e afins dão o suporte para que o líder possa responder às mudanças de cenário e, em muitos casos, reciclar suas competências técnicas.

Além disso, é importante escolher pessoas que realmente entendam os requisitos do mundo VUCA e busquem a melhoria contínua. Planos, conhecimentos e soluções perdem a validade muito rapidamente e o profissional deve ser capaz de aprender e de se reinventar continuamente.

Sendo assim, a empresa encontrará pessoas com o potencial para exercer a liderança na indústria 4.0 e estará munida para dar andamento às suas estratégias.

Para entender o papel do gestor de RH nesse novo contexto, acesse nosso texto sobre RH 4.0 e complemente sua leitura!

Informações sobre a autora:

Bianca Andrade
Psicóloga e Diretora de Recursos Humanos da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Seu e-mail não será publicado.