Enter your keyword

Dicas para implementar programas de coaching nas empresas

Dicas para implementar programas de coaching nas empresas

Dicas para implementar programas de coaching nas empresas

No nosso último post falamos sobre programas de coaching a potencializaçao que ele pode trazer para as carreiras dos participantes. Agora, vamos abordar algumas dicas para sua implantação bem-sucedida nas organizações.

Como tratamos anteriormente, o objetivo principal do coaching é estimular os profissionais a vislumbrarem novas oportunidades em seus cargos de trabalho e as atingirem por meio do desenvolvimento de sua motivação na busca por resultados. As pessoas em geral costumam ter dificuldade em olhar para si mesmas da forma como são enxergadas pelos outros e isso não poderia ser diferente no ambiente corporativo. Dessa forma, implantar um programa de coaching faz com que as empresas tenham profissionais mais bem preparados e focados no autoconhecimento, que é uma ferramenta valiosa.

Confira a seguir alguns passos importantes para implantar um programa de coaching na sua empresa, independente de seu ramo ou porte:

  • TRACE UM PLANO DE AÇÃO: Estipule os objetivos do programa, os resultados que deseja alcançar e como eles serão mensurados. Estratégias simples e traçadas com clareza facilitarão o passo a passo para conquistar o que se almeja. O alinhamento entre equipe de Recursos Humanos, coaches e coachees é fundamental para que todos compreendam suas responsabilidades no processo.
  • ESCOLHA OS COACHES A DEDO: Os profissionais que serão os coaches do programa devem ter visão compatível com a empresa, vivência em cargos de liderança, lidar bem com pessoas, habilidades de comunicação e, o mais importante: acreditar e ter interesse no programa. O coach pode ser interno ou externo e cada uma dessas opções tem seus benefícios, já que o interno conhece melhor as metodologias e objetivos da empresa e o segundo pode atuar de forma mais neutra.
  • DEFINA A METODOLOGIA UTILIZADA: O formato do programa deve ser personalizado de acordo com a cultura organizacional da empresa e os objetivos traçados. Transparência e engajamento devem ser estimulados o tempo todo e a periodicidade e quantidade de sessões devem ser definidos previamente.
  • QUEM PODE PARTICIPAR? É importante definir com clareza as condições para participação e as posições hierárquicas contempladas.
  • ANALISE OS RESULTADOS: A equipe de RH responsável pelo programa deve manter contatos constantes com os coaches para saberem como está se dando a lógica das sessões e sua produtividade. Ao final do programa é importante avaliar o desempenho total do processo e a evolução dos coachees em relação aos objetivos iniciais.

Essas são algumas dicas práticas, mas é claro que cada equipe e cada empresa tem necessidade únicas para cada ação que realiza. Como sempre reforçamos aqui no blog da Sociis RH, as empresas crescem por causa das pessoas, por isso é essencial focar nelas quando se pensa em crescimento e resultados. Os programas de coaching nada mais são do que meios de estruturar e fortalecer o papel de cada um nessa trajetória de crescimento conjunto entre empresas e colaboradores.

Jornalista e Relações Públicas, Colaboradora do Blog Da Sociis RH

Informações sobre a autora:

Daniella Maria
Jornalista e relações públicas,
colaboradora do blog da Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Your email address will not be published.