Enter your keyword

Como otimizar a gestão de benefícios nas empresas

Como otimizar a gestão de benefícios nas empresas

Como otimizar a gestão de benefícios nas empresas

Por serem questões que influenciam fortemente na motivação e desempenho de trabalhadores, remuneração e benefícios devem ser tratados com cuidado especial nas empresas. Oferecer benefícios aos profissionais deve ser encarado como muito além de simplesmente atender às leis trabalhistas, mas sim como uma forma da empresa cuidar e se preocupar com os membros de seu time.

Fazer a gestão desses benefícios nem sempre é tarefa simples e quanto mais a empresa conhecer o perfil dos funcionários, melhor! Entender suas necessidades, estilo de vida e hábitos é o primeiro passo para definir quais os benefícios adequados para os empregados, o que varia de acordo com a faixa etária, gênero, a localização da empresa e região em que os moradores vivem etc. Nesse sentido, também é interessante ser flexível em relação aos benefícios oferecidos, de forma que as pessoas tenham um certo nível de poder de decisão em relação ao que desejam aderir. Dessa forma, os benefícios ficam ainda mais personalizados e atenderão melhor os diferentes perfis de cada profissional e sua família.

Outro cuidado que as empresas devem ter é de comunicar claramente suas políticas de benefícios e garantir fácil acesso a elas aos empregados. Linguagem clara e transparente é fundamental para que todas entendam os detalhes dos benefícios proporcionados pela empresa e seus detalhes.

Por fim, é importante que as empresas fiquem atentas à opinião dos empregados sobre o plano de benefícios praticado e esse feedback pode ser mais facilmente adquirido por meio da realização de pesquisas de clima. É uma ferramenta de gestão estratégica eficaz para empresas de todos os portes e ramos de atuação e, por meio dela, fica mais fácil avaliar a situação geral do ambiente de trabalho. Ao visualizarem com mais clareza os desafios que enfrentam com suas equipes, os gestores conseguem identificar os fatores que interferem na produtividade e na interação entre os profissionais, o que pode estar estritamente relacionado à gestão de benefícios.

Como falamos anteriormente no post sobre o desafio de reduzir o absenteísmo nas empresas, é recomendado que as empresas periodicamente revejam se os salários e benefícios dos funcionários estão justos de acordo com as suas responsabilidades e entregas, além de premiar aqueles que menos se ausentam/atrasam. Aqui estamos falando também de benefícios motivacionais não-monetários que proporcionam experiências prazerosas de aprendizado e reconhecimento. Criar e/ou rever planos de carreira também é importante para fazer com que os empregados visualizem com clareza suas possibilidades de crescimento na empresa, o que promove o empenho e a motivação.


LEIA TAMBÉM:


Jornalista e Relações Públicas, Colaboradora do Blog Da Sociis RH

 

Daniella Maria
Jornalista e relações públicas,
colaboradora do blog da Sociis RH

 

 

Sem Comentários

Comente

Your email address will not be published.