Enter your keyword

A importância do Treinamento

A importância do Treinamento

A importância do Treinamento

Mais um ano está terminando e as mesmas perguntas são feitas: como o mercado irá se comportar no ano de 2017? As empresas investirão mais em treinamento? Irão contratar mais ou demitir mais? Como as empresas estão se preparando para investir nesse ano e em que irão investir?

Talvez as respostas ainda não sejam definitivas, porém o site Portal Brasil, do governo federal, define que a expectativa para 2017 é que o desemprego diminua.

De acordo com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles “A expectativa é que [o desemprego] comece a cair no ano que vem”. “Esperamos que, com o crescimento da economia, a retomada do emprego aconteça inevitavelmente. Não imediatamente, acreditamos que durante o ano de 2017, certamente. Não há dúvida que com o crescimento acentuado e continuado da economia nos próximos anos, aí de fato, o desemprego vai tender a cair de uma forma consistente. ”

Ainda apoiados em matéria veiculada no Jornal Valor Econômico, o mercado começa a ver uma perspectiva melhor para a economia em 2017.  Isso equivale a dizer que, mesmo de forma lenta, a economia tende a demonstrar melhorias.

Nesse tempo de transição, e em um mercado cada vez mais competitivo que vive uma economia sem fronteiras, as organizações precisam preparar-se continua e ininterruptamente para os desafios da inovação e mudanças na economia.

Em meio a esse cenário, terão mais chances de sucesso as empresas que se prepararem. E uma das formas de se conseguir esse sucesso é através da busca pela excelência operacional.

A excelência operacional se tornou a condição sine qua non para as organizações se manterem presentes no mercado e em seus espaços concorrenciais. Todavia ter excelência operacional não é o suficiente, é preciso se reinventar constantemente, inovar, ser sustentável, agregar valor e etc.

Mas como fazer isto?

Só existe uma maneira para se desenhar um futuro saudável e com resultados efetivos para o seu negócio: através do PLANEJAMENTO, TREINAMENTO e CAPACITAÇÃO.

No último post do consultor e mestre João Bosco, discorreu-se brilhantemente sobre o tema planejamento, por este motivo não vou me delongar sobre esse ponto (Leia o post completo, clique aqui).

Hoje o assunto é TREINAMENTO e CAPACITAÇÃO

De acordo com o nosso dicionário, a palavra treinar significa “preparar-se para a disputa”, “realizar de modo regular uma atividade”. Nas empresas isso equivale a preparar-se, invariavelmente, para competir junto aos concorrentes.

Se com o PLANEJAMENTO criamos as diretivas para o alcance das metas, com o TREINAMENTO e CAPACITAÇÃO criamos as condições para o alcance dessas metas.

A principal função do treinamento é assegurar a oportunidade, das pessoas, de ser aquilo que poderiam ser, a partir de suas potencialidades.

Segundo GOLDSTEIN e FORD, em seu livro Treinamento nas Organizações (2002), treinamento é “a aquisição sistemática de habilidades, regras, conceitos ou atitudes que resultam no desempenho melhorado em outro ambiente”.

No Brasil, os investimentos em treinamento e capacitação são quase nulos se comparados à outros países. Os norte-americanos investiram, em 2015, aproximadamente 1,17% de seu faturamento bruto anual em treinamento e desenvolvimento de seus colaboradores, enquanto no Brasil esse índice fica em torno de 0,23%. Ainda assim, percebemos um movimento de ascensão. Os empresários estão se dando conta de que treinamento não é um gasto, é investimento, tanto na organização, quanto nas pessoas que as compõe e fazem dela um lugar diferente.

O treinamento e capacitação também funcionam como fatores de retenção de talentos, pois ocasionam o sentimento de valorização profissional.

Abaixo listamos alguns dos benefícios gerados por esta ferramenta tão significativa e imprescindível.

  • Desenvolvimento de competências individuais para serem aplicadas a qualquer momento na organização;
  • Equipes dotadas de competências essenciais para o sucesso empresarial;
  • Conscientização da equipe sobre as mudanças ocorridas no mercado de trabalho atual e na própria empresa;
  • Criação de um ciclo favorável às mudanças estabelecidas;
  • Conscientização do papel e responsabilidade de cada colaborador no alcance de metas e resultados;
  • Melhoria do Clima Organizacional e dos trabalhos em equipe;
  • Fortalecimento da Imagem Institucional junto aos seus clientes internos;
  • Conscientização do participante sobre a importância de seu papel, como agente ativo no processo de gestão de seus produtos e/ou serviços e seu consequente impacto para os negócios e
  • Melhoria da capacidade de relacionamento/interação com as pessoas, no nível pessoal e profissional, com reflexo imediato nas relações de trabalho.

Em resumo, programe sua empresa agora, treine e capacite sua equipe para suportar os vieses de 2017 e  as oportunidades desse ano vindouro.

Convidamos você, leitor, a conhecer melhor os treinamentos ofertados pela Equipe Sociis RH. Entre em contato conosco. Temos o treinamento certo para a sua equipe.

Fontes:
http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2016/09/expectativa-e-que-desemprego-diminua-em-2017-diz-ministro
http://www.valor.com.br/brasil/4545801/mercado-ve-melhora-da-economia-em-2017-aponta-focus
Goldstein, I.L. and Ford, J.K. (2002). Treinamento nas Organizaçoes

Autor:
Bianca Andrade – Diretora de Recursos Humanos Sociis RH

Sem Comentários

Comente

Your email address will not be published.