Enter your keyword

Veja 13 passos para arrumar um novo emprego

Veja 13 passos para arrumar um novo emprego

Veja 13 passos para arrumar um novo emprego

Os índices divulgados nos últimos meses revelam que a taxa de desemprego só aumenta no país – o último, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que nos meses de maio, junho e julho chegou a 8,6%, a maior taxa da série histórica do indicador, com início em 2012.

Segundo especialistas, apesar de ser mais difícil conseguir uma recolocação no mercado, tanto para quem acabou de perder o emprego como para quem quer mudar, é importante manter a calma e focar no planejamento para atingir o objetivo.

“Em momentos como esses é importante não se desesperar. Manter a calma e fazer planos é essencial”, diz a professora da IBE-FGV, Elisabete Oliveira, especialista em recrutamento e seleção, gestão de pessoas, liderança e coaching executivo. Segundo ela, a família dever ser a primeira a saber, pois o momento pede ajuda mútua. “A família será solidária, se conscientizará e, principalmente, poderá auxiliar na contenção dos gastos”, comenta.

Para Elisabete, o pânico leva a decisões precipitadas e aí o profissional pode até aceitar a primeira proposta que aparecer, sem levar em consideração os problemas futuros.  “Ninguém é obrigado a aceitar o primeiro trabalho só porque está precisando se recolocar. Sem planejamento, essa decisão poderá ser um problema lá na frente”, afirma.

Ela recomenda uma análise mais ampla do mercado, levando em conta que, apesar da crise, muitas empresas estão aproveitando para substituir colaboradores e até gestores “menos produtivos” e “é aí que as oportunidades podem surgir”. A professora recomenda atenção às vagas que surgirem e faz um alerta: “Leva vantagem aquele que estiver melhor preparado”, diz.

“Pode parecer difícil, mas, neste momento, manter a tranquilidade e equilíbrio torna-se um fator essencial para o reposicionamento. A ansiedade e o desespero tendem a dificultar ainda mais o raciocínio e apresentação das habilidades técnicas e comportamentais, além de induzir a decidir por uma oportunidade qualquer, que não agregará na vida profissional, criando um ciclo arriscado”, explica Celso Bazzola, consultor em recursos humanos e diretor executivo da BAZZEstratégia e Operação de RH.

O consultor lembra que não se deve acomodar, pois é hora de “gastar sola de sapato” procurando oportunidades, contatando profissionais do grupo de networking e enviando currículos. “Não adianta esperar a crise passar, a solução deve ser encontrada agora”, ressalta.

PASSOS PARA SE REPOSICIONAR:

Veja dicas de Elisabete Oliveira:

– Revise seus gastos, faça um bom planejamento financeiro, escreva tudo numa planilha e reveja todas as contas atuais e mantenha somente as essenciais. Contas supérfluas devem ser cortadas imediatamente.

– Analise a sua carreira. O momento é apropriado para pensar na vida profissional, fazendo uma retrospecção do que já passou. Pense em tudo e, principalmente, se está satisfeito com a área em que atua, se pretende continuar e se vai para o empreendedorismo ou até mudar de área. O momento é de atualizar o currículo, o que requer atenção especial quanto ao formato, precisão nas informações, concisão e sem erros de português.

– Aposte no seu networking, acessando a rede de contatos de forma estratégica, participando de eventos, encontros profissionais, cursos e palestras para estabelecer esses vínculos. Ao contrário do que muitos pensam, o networking deve ser mantido o tempo todo e não só quando precisa.

– Pense em fontes de rendas alternativas. Enquanto não consegue recolocação, alguns hobbies ou habilidades da época de colégio podem ser úteis agora como programação de computadores, matemática, outros idiomas, gramática ou literatura, por exemplo.

– Não deixe de se capacitar enquanto prospecta seu currículo. Busque alternativas para fazer isso, há sites para cadastro de currículo e ofertas de emprego, cursos gratuitos para reciclagem e especializações.

– Prepare-se para a entrevista de emprego. Cuide da aparência pessoal e do vocabulário, seja objetivo e esteja focado no que deseja. E cite os cursos gratuitos para reciclagem e especializações se estiver fazendo.

Veja dicas de Celso Bazzola:

– Amplie sua rede de relacionamentos a cada momento, isto é, trabalhe o seu networking sempre, não somente quando precisar. Esteja pronto também para ajudar e nunca deixar de ser lembrado.

– Defina a estratégia para que possa desenvolver sua auto apresentação de forma transparente, segura e que demonstre preparo.

– Crie interesse por parte do entrevistador, através de um currículo bem elaborado, com ordem e clareza na apresentação descrita e verbal, apresentando quais seus objetivos e seu potencial.

– Cuidar da imagem pessoal é tão importante quantos os demais itens, o que demonstra autoestima e amor próprio, pois, primeiro temos que gostar de nós mesmos para depois gostar do que fazemos.

– Busque conhecimento e informações além de sua formação, a fim de se manter atualizado diante das mudanças no mercado.

– Conheça as empresas que tem interesse em buscar oportunidades, analisando seus produtos ou serviços, estrutura e sua colocação de mercado.

– Tenha transparência e autenticidade, esses pontos que atraem as empresas, portanto, não queira construir um personagem, seja você mesmo, demonstre o quanto tem de valor nas competências técnicas e comportamentais.

Fonte: Portal G1

Sem Comentários

Comente

Your email address will not be published.